Filme redescoberto de John Ford, na Cinemateca Portuguesa

 

Em celebração do Dia Mundial do Património Audiovisual, a Cinemateca Portuguesa irá exibir Upstream de John Ford, dia 27 de Outubro às 21:30.

O filme foi, por muitas décadas, considerado perdido até ter sido encontrada uma cópia em nitrato de celulose na Nova Zelândia em 2009. A descoberta foi feita por Brian Meacham, um conservador do Academy Film Archive, numa visita ao país quando lhe foi pedido que ajudasse na identificação de algumas cópias de filmes mudos americanos.

John Ford Cinemateca Portuguesa Upstream

Upstream é um filme de 1927 e consiste num drama de bastidores centrado à volta de um triângulo amoroso. O filme, com alguns traços cómicos, exibe aspetos estilísticos peculiares e distintos na filmografia do autor americano, reforçando assim a importância da sua ‘redescoberta’.

John Ford Cinemateca Portuguesa Upstream

A Cinemateca Portuguesa tem vindo a celebrar o Dia Mundial do Património Audiovisual, instituído pela UNESCO em 2005, mostrando obras restauradas e recuperadas, como modo de salientar a importância da salvaguarda do património cinematográfico. O filme de John Ford será apresentado numa versão digital recentemente restaurada, tendo com 60 minutos quase a sua completa duração original. A acompanhar o filme estará João Paulo Esteves da Silva no piano.

Lê Também:
Filmes de Jacqueline Audry na Festa do Cinema Francês

Lê Também: Cinemateca Portuguesa | 15 anos de Laboratório de restauro em 13 sessões‏

John Ford foi um dos mais importantes realizadores do cinema americano, tendo a sua filmografia recheada de clássicos tão populares como importantes para a história da sétima arte. Apesar do género western ter caracterizado a memória do seu trabalho, Ford aventurou-se por muitos mais géneros, tendo ganho os seus quatro Óscares para Melhor Realizador por filmes bastante distantes das narrativas dos cowboys do Oeste americano. Alguns dos seus mais célebres filmes são Cavalgada Heróica, As Vinhas da Ira e A Desaparecida.

John Ford Cinemateca Portuguesa Upstream

John Ford trabalhou várias vezes com John Wayne, que se tornou numa estrela graças ao realizador, e Maureen O’Hara, que nos deixou ontem, dia 24 de Outubro, depois de no ano passado ter sido agraciada com um Óscar Honorário. Das colaborações entre os dois atores e Ford, O Homem Tranquilo é a mais celebrada.

Lê Também:
Filmes de Jacqueline Audry na Festa do Cinema Francês

John Ford Cinemateca Portuguesa Upstream

Se te interessas por cinema clássico, consulta a nossa rubrica semanal Classic Fever.

 

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *