"Jujutsu Kaisen 0" (2022) ©Big Picture

Jujutsu Kaisen 0, em análise

O Anime do Ano na Crunchyroll em 2021 apresenta a sua longa-metragem, “Jujutsu Kaisen 0”, com animação pelo estúdio MAPPA.

Jujutsu Kaisen”, um nome que qualquer fã de anime atualmente conhece e que a maioria seguiu apaixonadamente na 1ª temporada do anime. Os 24 episódios da adaptação em anime pelo estúdio MAPPA foram lançados entre 2020 e 2021, com a distribuição ao encargo da Crunchyroll no território fora da Ásia. Em 2021 o anime recebeu o prémio de Anime do Ano nos Crunchyroll Anime Awards, tendo em 2022 conquistado as categorias de Melhor Ação e Melhor Cena de Luta.

A série de manga original, escrita e ilustrada por Gege Akutami, é serializada desde 2018 pela Shueisha na Weekly Shōnen Jump, contando até ao momento com 19 volumes. Em Abril de 2022, com mais de 65 milhões de cópias em circulação, incluindo dois romances relacionados e a série de manga “Jujutsu Kaisen 0”, esta tornou-se numa das séries de manga mais vendidas de todos os tempos.

Lê Também:
Demon Slayer – Kimetsu No Yaiba – O filme: Comboio Infinito, em análise

Uma 2ª temporada do anime foi confirmada e tem estreia programada para 2023. No entanto, logo após o final da 1ª temporada foi anunciado que antes estrearia um filme baseado na série de manga “Jujutsu Kaisen 0”, uma prequela da série de manga “Jujutsu Kaisen”, ambas criadas por Akutami.

A longa-metragem “Gekijouban Jujutsu Kaisen 0” (no original) foi realizada por Seong-Hu Park e com argumento de Hiroshi Seko, ambos com as mesmas funções na série anime. Produzido pelo MAPPA e distribuído quer pela Toho quer por uma associação entre a Crunchyroll e a Funimation, o filme estreou nos cinemas no Japão em Dezembro de 2021, nos Estados Unidos em Março de 2022 e foi lançado em outras regiões ao longo de 2022, nomeadamente em Portugal onde a estreia se deu a 19 de Maio com distribuição pela Big Picture Films em associação com a Sony Pictures.

“Jujutsu Kaisen 0” (2022) ©Big Picture

O anime de fantasia sombria teve a participação das estrelas Megumi Ogata, Kana Hanazawa, Mikako Komatsu, Kōki Uchiyama, Tomokazu Seki, Yuichi Nakamura e Takahiro Sakurai a darem vozes a Yuta Okkotsu, Rika Orimoto, Maki Zennin, Toge Inumaki, Panda, Satoru Gojo e Suguru Geto, respetivamente.

Na composição musical temos Alisa Okehazama, Yoshimasa Terui e Hiroaki Tsutsumi. Tanto o tema de abertura “Ichizu” (“The Only Way”) como o de encerramento, “Sakayume” (“Contradictory Dream”) foram interpretados pela banda King Gnu. “Ichizu” focou-se na relação entre Yuta e Rika, tentando espelhar ao máximo a essência do filme ao mesmo tempo que o estilo tentar encaixar na perspetiva de mundo de “Jujutsu Kaisen”.

Jujutsu Kaisen
“Jujutsu Kaisen 0” (2022) ©Big Picture

Em termos de box office, o filme já se tornou no 15º mais lucrativo da história das bilheterias japonesas, estando também a fazer sucesso nos EUA, Canada, Reino Unido e França. A resposta critica tem sido geralmente favorável com 98% de aprovação no site Rotten Tomatoes e uma classificação de 72/100 no Metacritic.

A história principal segue Yuta Okkotsu, um jovem estudante que ao procurar controlar o espírito amaldiçoado da sua amiga de infância Rika Orimoto ingressa na escola de feiticeiros Jujutsu High. A trágica história de Yuta e Rika aguenta-se bem individualmente e em separação da narrativa do anime original. A escolha da apresentação da prequela em formato de filme parece ter sido a mais acertada, uma vez que de início o realizador Park queria ter misturado na série anime a apresentação de Yuta e Yuji (o protagonista da série anime). Melhor que um filme poderia talvez ter sido a aposta numa mini-série spin-off que permitiria uma expansão e análise muito melhor de certos aspetos que o filme não resolve. Poderemos no futuro receber a explicação de muito que ficou por fechar no filme, mas só com a longa-metragem ficam pontas soltas por atar e cenas a que não assistimos na totalidade.

Apesar da solidez da narrativa, ajuda aos fãs da série de anime a presença de personagens já conhecidas como a equipa de estudantes da Maki, Toge e Panda, e o incrível mentor Satoru Gojo assim como o seu velho amigo e inimigo Suguru Geto. Gojo e Geto ganham particular destaque neste filme onde podemos perceber melhor o passado destas personagens e a sua relação de quando eram amigos. Adicionalmente Geto torna-se um vilão muito mais cativante, não só com a demonstração dos seus poderes, mas também das suas ambições que rivalizam com a de vilões como Magneto da Marvel, que pretendem criar exércitos de aliados descartáveis.

“Jujutsu Kaisen 0” (2022) ©Big Picture

Tendo-nos já habituado a um elevado nível de qualidade no que toca à animação, o estúdio MAPPA consegue mesmo assim surpreender pela positiva. Nota-se um cuidado extra nas cores ambientais e nos traços das personagens, e até mesmo na escolha de tons para as cenas gore, de horror ou ação, tudo isto de forma a realçar as diferenças entre o pequeno e o grande ecrã. A soberba animação atinge o pico nas lutas, onde a conjugação com a banda sonora cria autênticos quadros de detalhe, intensidade e adrenalina. O confronto final entre Yuta, após este invocar Rika, e Geto atinge momentos de uma verdadeira obra de arte.

Com todos os elogios e pontos positivos é assim estranho que o filme não atinja o patamar da série “Jujutsu Kaisen”. Mas a verdade é que a imersão, envolvimento e a sedução é bastante maior com a série do que com o filme. Pode ser a falta de Yuji Itadori, Megumi Fushiguro e Nobara Kugisaki – a falta de um protagonismo de maior peso, ou então a magnitude dos vilões serem maiores na série, assim como a amplitude do mundo explorado e das personagens apresentadas ou somente o tempo para aprofundar com calma e clareza a narrativa, seja o que for a sensação com que se sai da sala do cinema é a de que o filme foi bom, mas a série é melhor.

Jujutsu Kaisen 0
“Jujutsu Kaisen 0” (2022) ©Big Picture

Jujutsu Kaisen 0” é um filme interessante tanto para os fãs veteranos como para os novatos. A brilhante animação e a história independente são uma emocionante adição neste universo.

TRAILER | COMO LIDAR COM A MALDIÇÃO DO AMOR?

Qual foi para ti a melhor estreia de anime nos últimos tempos, nos cinemas portugueses?

Jujutsu Kaisen 0, em análise
Jujutsu Kaisen 0

Movie title: Jujutsu Kaisen 0

Movie description: Quando era criança, Rika Orimoto morreu num acidente de viação à frente do seu amigo, Yuta Okkotsu. "Eu prometo. Quando crescermos, vamos casar-nos!" Rika transforma-se numa assombração na vida de Yuta, atormentando-o e fazendo-o desejar a própria morte. Até que um dia, Satoru Gojo, um feiticeiro Jujutsu, convida Yuta a matricular-se no Colégio Técnico de Jujutsu de Tóquio. Ali, ele conhece os colegas Maki Zen'in, Toge Inumaki e Panda, e recupera a sua autoconfiança.

Date published: 19 de May de 2022

Country: Japão

Duration: 112 minutos

Director(s): Seong-Hu Park

Actor(s): Megumi Ogata, Kana Hanazawa, Mikako Komatsu, Kōki Uchiyama, Tomokazu Seki, Yuichi Nakamura, Takahiro Sakurai

Genre: Animação, Ação, Fantasia

  • Emanuel Candeias - 78
78

CONCLUSÃO

“Jujutsu Kaisen 0” apresenta-nos o sólido arco de Yuka e Rika, com uma interessante exploração aprofundada das personagens de Satoru Gojo e Suguru Geto. Os elogios chovem para o estúdio MAPPA, cuja animação continua a deixar-nos de boca aberta, entregando das cenas de luta e ação mais impressionantes do mundo do anime.

Pros

  • MAPPA: continua a satisfazer com as melhores animações da atualidade;
  • Banda sonora cria um clima ideal consoante a cena;
  • História principal sustenta-se por ela própria e adiciona camadas a personagens conhecidas como Satoru Gojo e Suguru Geto.

Cons

  • Protagonistas e vilões com pesos inferiores aos da série anime;
  • Tempo insuficiente para explorar todo o potencial narrativo.
Sending
User Review
0 (0 votes)

Emanuel Candeias

Graduado em Hogwarts, foi head-boy de Ravenclaw. Aventurou-se durante uns tempos pela Middle-Earth e por Westeros, tendo feito grandes amizades na House Stark e com os elfos de Lothlórien. De forma a aprofundar os seus conhecimentos contactou grandes mentes como Doctor Banner, Doctor Strange e chegou mesmo a viajar com Doctor Who. Dedicou-se durante uma temporada a fortalecer a sua espiritualidade em Konoha, onde aprendeu com os mestres Goku e Naruto. Neste momento encontra-se perdido no Matrix. O seu sonho é vir a ingressar na Starfleet.

Emanuel Candeias has 240 posts and counting. See all posts by Emanuel Candeias

Leave a Reply