Kurt Vile lança “One Trick Ponies”

“One Trick Ponies” é o terceiro single do oitavo álbum de Kurt Vile, Bottle It In, que sai já dia 12 de outubro, por meio da Matador Records. Ouve-o aqui.

Depois do lançamento dos já aclamados singles “Loading Zones” e “Bassackwards”, o novo tema de Bottle It In, “One Trick Ponies”, faz crescer a nossa ânsia de que chegue o dia 12. Nele, Kurt Vile toca gaita, guitarra e piano, numa sonoridade country-rock a que se juntam Stella Mozgawa, baterista dos Warpaint, e Farme Dave Schrer no refrão.

Lê Também:
Kurt Vile anuncia novo álbum e lança “Bassackwards"

Passaram–se três anos desde b’lieve i’m goin down…, durante os quais o cantautor esteve ocupadíssimo, viajando por todo o país e gravando em vários estúdios. Cada música de Bottle It In que nos vai sendo apresentada parece reverter ela própria para a ideia de viagem, cheia de desvios inesperados, caminhos melódicos sinuosos ou apenas solos.

One Pony Tricks
Capa de Bottle It In

Destas canções de Kurt Vile transparece perspicácia e inteligência, acompanhadas de uma certa alucinação. Contrariamente ao que estamos habituados, “One trick ponies” parece ter sido escrita de coração aberto, sem as usuais ambiguidades, uma música que louva o tipo de amor incondicional e duradouro.

O amor é claramente o tópico principal mas o seu escopo parece mais amplo do que a pura relação conjugal, abraçando todos os que já o acompanham há muito: “Loved them all through many a lifetime/ Some are gone but some still strong/ Some are weird as hell but we love ‘em.” São os seus velhos amigos, com quem já convive há anos, em quem, por já os conhecer tão bem, encontra defeitos há muito aceites. Com quem continua a encontrar-se para falar das histórias do passado, rir-se das mesmas piadas de sempre e saborear o poder repetitivo que amizades de longa data possuem: “Some are one trick ponies but we embrace ‘em/ Cuz I’ve always had a soft spot for repetition.”

Lê Também:
Thom Yorke lança novo tema de Suspiria

“One Trick Ponies” é uma carta de amor cheia de anos de história e memórias: “Loved you all right down to my soul”. A alegria da música sublinha os sentimentos de admiração e gratidão, advindos talvez das viagens feitas nos últimos anos e do retorno à digressão que o lançamento de um novo álbum acarreta. Esta percepção instila Bottle It In de um valor emocional: “É como aquele momento em que se está num avião, a ir para algum sítio, e se tem um surto de pânico. Quando se está aterrorizado diante da ideia de morrer, é aí que se quer que as pessoas saibam o quanto as amas.” (Kurt Vile)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *