Primeiro dia do MEO Marés Vivas 2018 em imagens

1 de 4

No primeiro dia do MEO Marés Vivas 2018, foram os Goo Goo Dolls e Jamiroquai que roubaram as atenções.

A 12ª edição do MEO Marés Vivas ocorreu nos dias 20, 21 e 22 de julho na zona da Antiga Seca do Bacalhau, em Vila Nova de Gaia. E em ano novo, localização nova, o cartaz não parecia muito apetecível a olho nu com, inclusive, diferentes géneros musicais num mesmo dia. Apesar deste que parece ser o estilo adotado pelo Marés Vivas, algumas surpresas vieram à tona da água.

Lê Também:
SBSR 2018: The xx e Benjamin Clementine são o oásis num festival com falta de identidade

O novo recinto parecia estar mais aderente a poeira e ventos fortes, mas nem isso impediu os primeiros espectadores de assistirem à abertura do Palco MEO do festival, por Manel Cruz. O cantor trouxe alguns dos seus singles mais populares e ainda um pouco de nostalgia com “Capitão Romance” de Ornatos Violeta. De seguida, Goo Goo Dolls, que, contrariamente ao que se esperava, não são apenas os interpretes da “Íris” e mostraram que conseguiam trazer o rock dos anos 80 e 90 aos corações de quem viveu essa época – mas, claro, terminaram com o seu maior êxito e apenas aí conseguiram que o público tirasse a voz do corpo e os telemóveis dos bolsos. O ponto alto da noite foram os Jamiroquai, com um concerto energético tanto de quem assistia como do seu vocalista, Jay Kay, que vinha de baterias carregadas para apresentar tanto os sucessos dos anos 90 como os do novo disco. E para terminar a noite, Richie Campbell provou que continua a ser uma boa aposta portuguesa, trazendo o seu estilo relaxado que não deixou ninguém lembrar que já passava da uma da manhã.

Marés Vivas
© MHD – Ana Rodrigues
1 de 4

Ana Rodrigues

Seriófila, e amante das artes cinematográficas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *