MONSTRA regressa para uma nova edição do festival

Nascido em 2000, o festival MONSTRA completa os 18 anos, quase duas décadas de amor pelo cinema de animação de todo o mundo. Este ano, o destaque vai para a Estónia mas as surpresas não acabam por aí.

Como refere Fernando Galrito, diretor artístico da MONSTRA, “o cinema de animação não começa nem acaba no ecrã”, razão pela qual para além das inúmeras obras de aninação, entre curtas e longas, é ainda possível assistir a masterclasses dos grandes mestres ou visitar exposições ricas em arte. Este é sem dúvida um evento que os fãs da sétima arte não podem perder – sejam eles adultos ou jovens!

O país escolhido a ser celebrado é a Estónia, nação que completa este ano um século de existência e viu nascer nomes importantes para o cinema.  Serão exibidos cerca de 140 obras deste país, entre filmes históricos, contemporâneos, retrospetivas de realizadores. Como refere Galrito:

Uma retrospetiva que será marcada por grandes obras e grandes mestres como Kaspar Jancis, Priit Tender, Chintis Ludgren, Rao Heidmets ou Priit Parn, este ultimo autor da ilustração do cartaz MONSTRA 2018. Estes e muitos outros fazem do cinema de animação estónio, pelo seu experimentalismo, pela sua diferença e por uma estética muito singular, um dos mais aclamados, apreciados e premiados de todo o mundo.

Para além do cinema estónio, os espectadores podem ainda assistir à antestreia de “A Idade da Pedra” de Nick Park, o autor de obras famosas como “A Fuga das Galinhas”, “A Ovelha Choné”, ou “Wallace & Gromit: A Maldição do Coelhomem”. O cineasta – nomeado para seis óscares, dos quais venceu  quatro – estará presente para nos falar um pouco do filme.

Lê Também:
Guia de Estreias de Cinema em 2018

A juntar-se a “Idade da Pedra” estão as estreias de “Os 4 Estados da Matéria”, o primeiro filme de Miguel Pires de Matos (realizador que iniciou a sua atividade na MONSTRA), “A Origem do Som” de Paul Driessen (cineasta que terá uma exposição em sua honra), “Maria e os 7 anões” do mestre Riho Unt, “The Breadwinner” (o vencedor do Emille Award que retrata o drama atual de uma menina que se transveste de rapaz para passar a ser o chefe da família enquanto o pai está preso), “La Gatta Cenerentolla” (um filme italiano onde realidade e fantasia cedem lugar à verdade crua), e “Have a nice day” do realizador chinês Jian Liu.

A MONSTRA conta ainda com as habituais competições, nomeadamente a Competição de Curtas, a Competição de Estudantes, a Competição MONSTRINHA Escolas e Pais e Filhos, e a Competição Portuguesa, cuja conta em 2018 com um número record de participações.

O Cinema Japonês estará igualmente em destaque. O foco será Mamoru Honda, já premiado na MONSTRA, e realizador de obras como “Wolf Children” e “O Rapaz e o Monstro”. Isao Takahata marca presença através da estreia portuguesa de “Gauche de Cellist”, filme apresentado pelo produtor Takashi Namiki, e estarão ainda presentes os oscarizados Kunio Kato e Koji Yamamura.

Vamos, como sempre, dar espaço ao criador e ao observador. Liberdade e criatividade, sensações e emoções muito diversificadas, porque a criação é o espaço da transgressão da emoção e porque a Animação deve ser, em nosso entender, uma constante metáfora que ultrapassa a mimética ou a simples cópia da realidade.

Não pensámos, nem queremos, este festival (apenas) como um momento de reposição ou apresentação de filmes. Ele será sempre um  espaço de diálogo, troca, experimentação, rutura, transgressão e subversão. Motivador e essencial à criação artística de vanguarda.

Está atento à Magazine.HD pois não faltarão novidades nos próximos dias, incluindo um passatempo! Vale sempre a pena celebrar a sétima arte, especialmente a de animação, cujo estigma de se tratar de algo somente para crianças ainda está muito presente. Seja sozinho, com amigos ou em família, não percas a oportunidade de mergulhar num mundo que mistura realidade e imaginário.

Cartaz Monstra 2018

Lê Também:
MONSTRA '18 | Seis competições para apresentar e premiar grandes obras

Lê Também:
O Japão invade a MONSTRA 2018

Motivos para ir não faltam, resta saber, já tens planos para visitar a MONSTRA? O festival decorre entre 8 e 18 de março.

Ângela Costa

Mestre em Cinema pela Universidade da Beira-Interior, sou apaixonada pelo cinema japonês e toda a cultura que o envolve. Adoro igualmente fotografia e se tiveres curiosidade passa no meu Instagram ;) Música e videojogos são dois outros grandes interesses, assim como fazer parte do Club Otaku!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *