Os 10 Melhores Filmes Sci-fi A Não Perder Em 2015 | Mundo Jurássico


Todos nós, temos aquela lista mental dos filmes memoráveis que marcaram as nossas vidas de forma mais ao menos intensa. Sejam épicos históricos, comédias loucas, dramas arrepiantes, thrillers futuristas, o rol cinematográfico de momentos inesquecíveis não cessa de aumentar. Pois bem, numa tentativa de compilar o melhor da sétima arte em matéria de ficção científica, eis que apresentamos os 10 candidatos de peso mais antecipados até à chegada do Pai Natal.


<< Os 10 melhores filmes sci-fi, a não perder em 2015 | The Hunger Games: A Revolta Part II

Após uma avaliação ponderada, a Magazine.HD não se preocupou apenas em avaliar as propostas dos chamados “peixes graúdos”. Ao invés, esforçou-se por alcançar um compromisso entre flexibilidade e abrangência, permitindo a seleção eclética de um segmento mais “indie” frequentemente marginalizado, mas que possui altíssima qualidade. Contudo, apesar da “arraia miúda” ter aqui uma palavra a dizer, os tubarões continuam a permanecer no topo da hierarquia, mas para já, arranca a contagem com os desfavorecidos nesta lista dos melhores filmes sci-fi, a não perder em 2015!


5 – MUNDO JURÁSSICO

        Data De Estreia Nacional: 10 de Junho

Volvidos quatorze anos desde o último “Parque Jurássico”, o recinto temático mais famoso e temido do mundo, volta a reabrir as suas portas para as criancinhas contemplarem os dinossauros. “Mundo Jurássico” apresenta-se assim, com todo o peso paleolítico do filme glorioso de Spielberg, ávido por engrandecer a franquia e deixar o pai muito orgulhoso. Claro que muita coisa mudou em duas décadas: a tecnologia informática evoluiu do “cubismo” e a bicharada tomou esteróides. Aliás, o detentor da maior pegada já não é o “Tiranossauro Rex”, mas um tal de “Indominus Rex”. Contudo, mais do que o tamanho do calçado dos inquilinos, este universo monstruoso evoca a nostalgia de uma geração que cresceu a ver aquela boca aberta a cuspir cabeças num túnel de vento.

“Mundo Jurássico” apresenta-se assim, com todo o peso paleolítico do filme glorioso de Spielberg, ávido por engrandecer a franquia e deixar o pai muito orgulhoso.”

E embora este “Mundo Jurássico” seja da autoria de Colin Trevorrow, o mentor não poderia deixar de envolver-se num projeto que lhe é tão querido. Talvez, por esse motivo, o argumento não fuja muito à sua génese – os dinossauros “pensam”, e os miúdos esquecem-se de pensar que eles “pensam”; perdem-se e fogem. No entanto, este parque é “bigger, better and more bad-ass” que o seu antecessor, com efeitos especiais assombrosos que só rivalizam em magnitude com os animais representativos. O elenco é pujante e competente com Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Irrfan Khan e Vincent D’Onofrio como cabeças de cartaz. “Mundo Jurássico” é um dos grandes blockbusters de Verão, e ainda que a fórmula seja a mesma, é um importante tributo a um dos filmes mais marcantes da década de 90.

Os 10 melhores filmes sci-fi, a não perder em 2015 | Ex Machina >>

PS – To Be Continued…

MS

Miguel Simão

Jurista e Poeta em algumas horas vagas. Cinéfilo incurável com forte pancada pelo sci-fi, que se perde algures pelo vício noturno de umas quantas séries televisivas de renome; amaldiçoado pelo perfecionismo estético de uma resma de palavras mais ou menos caras. Podem encontrar-me a divagar entre a Terra e o Espaço no meu blogue premiado Última Transmissão Humana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *