Os projetos mais baratos que venceram o Óscar de Melhor Filme

Grandes orçamentos não significam grandes vitórias e muitos prémios. E a última edição dos prémios da Academia mostrou isso mesmo com a conquista do Óscar de Melhor Filme por Moonlight. 

A cerimónia dos Óscares de 2017 ficou marcada, não só pelo escândalo dos envelopes, mas também, pela vitória de Moonlight. Já esmiuçamos a relevância que esta conquista trouxe para a história da sétima arte. Mas é importante voltar a salientar que a produção independente de Barry Jenkins é a mais barata de sempre a vencer o galardão de Melhor Filme.

Lê também: Moonlight | As razões porque a sua vitória é histórica

Com um custo de 1,5 milhões de dólares, Moonlight mostrou que grandes orçamentos não significam muitos prémios. Com ou sem inflação, a longa-metragem é muito mais barata em comparação com La La Land, que custou 30 milhões, por exemplo.

No entanto, Moonlight não foi um caso único. Ao longo de 89 edições foram várias as longas-metragens de baixo orçamento que conseguiram ultrapassar produções de grandes estúdios. E a Magazine.HD apresenta-te os 14 filmes mais baratos que já venceram o Óscar de Melhor Filme.

Consulta ainda: 10 filmes esquecidos pelos Óscares

 

óscar

Marty (1955)

343 mil dólares foi o custo da longa-metragem de Delbert Mann. Logo, sem contar com a inflação, é a longa-metragem mais barata de sempre. Atualmente corresponde a 3,2 milhões, ou seja, a dois Moonlight. O filme venceu quatro Óscares e bateu A Colina da Saudade, Mister Roberts, Piquenique e a Rosa Tatuada.

 

óscar

Os Incorruptíveis Contra a Droga (1971)

Com apenas 1,8 milhões de dólares, Gene Hackman tornou-se numa estrela. O filme de William Friedkin venceu o Óscar de Melhor Filme ao ultrapassar Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick, Um Violino no Telhado, A Última Sessão e Nicolau e Alexandra.

 

óscar

Rocky (1976)

O estúdio United Artists queria Robert Redford, Ryan O’Neal, Burt Reynolds ou James Caan como protagonista. Mas no final, por 1,1 milhões de dólares, foi Sylvester Stallone que ficou com o papel. Rocky lançou a carreira do ator e ganhou três Óscares, ultrapassando os nomeados Os Homens do Presidente, Caminho da Glória, Network e Taxi Driver.

 

óscar

Annie Hall (1977)

Uma das principais (se não a principal) obras-primas de Woody Allen, que contou com Diane Keaton como protagonista, apenas custou quatro milhões. Annie Hall ganhou quatro prémios da Academia e venceu The Goodbye Girl, Star Wars, The Turning Point e Julia na categoria de Melhor Filme.

 

óscar

Gente Vulgar (1981)

O filme de 1980, com um orçamento de seis milhões de dólares, marcou a estreia de Robert Redford na realização. Estreia que não podia ser melhor. Venceu quatro Óscares, incluindo o galardão de Melhor Filme que tudo apontava ir para Touro Enraivecido. Na corrida estavam ainda A Filha do Mineiro, O Homem Elefante e Tess.


PARTE 2 >>


 

Catarina Fernandes

Mestre em Ciências da Comunicação e fotógrafa amadora. Seriófila compulsiva e apaixonada por literatura, assim como pelo cinema e pela sua história. (Extremamente) Viciada em música e concertos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *