Os projetos mais baratos que venceram o Óscar de Melhor Filme (2)

Grandes orçamentos não significam grandes vitórias e muitos prémios. E a última edição dos prémios da Academia mostrou isso mesmo com a conquista do Óscar de Melhor Filme por Moonlight. 

A cerimónia dos Óscares de 2017 ficou marcada, não só pelo escândalo dos envelopes, mas também, pela vitória de Moonlight. Já esmiuçamos a relevância que esta conquista trouxe para a história da sétima arte. Mas é importante voltar a salientar que a produção independente de Barry Jenkins é a mais barata de sempre a vencer o galardão de Melhor Filme.

Lê também: TOP Filmes 2016 by MHD

Com um custo de 1,5 milhões de dólares, Moonlight mostrou que grandes orçamentos não significam muitos prémios. Com ou sem inflação, a longa-metragem é muito mais barata em comparação com La La Land, que custou 30 milhões, por exemplo.

No entanto, Moonlight não foi um caso único. Ao longo de 89 edições foram várias as longas-metragens de baixo orçamento que conseguiram ultrapassar produções de grandes estúdios. E a Magazine.HD apresenta-te os 14 filmes mais baratos que já venceram o Óscar de Melhor Filme.

Consulta ainda: As melhores reações da internet ao erro do Melhor Filme

 

óscar

Momentos de Glória (1982)

A vitória do projeto de Hugh Hudson esteve envolvido numa cerimónia marcada por um escândalo. Tudo previa a vitória de Reds, de Warren Beatty, na categoria de Melhor Filme, mas a longa-metragem britânica surpreendeu e ganhou no total quatro prémios. Com um orçamento de 5,5 milhões, a produção ultrapassou ainda Atlantic City U.S.A., A Casa do Lago e Os Salteadores da Arca Perdida.

 

óscar

Platoon – Os Bravos do Pelotão (1986)

Oliver Stone é um dos cineastas mais reconhecidos da atualidade. No entanto, o realizador apenas consagrou o seu trabalho com este filme, que custou 6,5 milhões de dólares. Ganhou quatro Óscares e deixou para trás Filhos de Um Deus Menor, Ana e as Suas Irmãs, A Missão e Quarto com Vista sobre a Cidade.

 

óscar

Miss Daisy (1989)

O pequeno filme protagonizado por Jessica Tandy e Morgan Freeman ganhou quatro Óscares. Com um orçamento de 7,5 milhões de dólares, ultrapassou Nascido a 4 de Julho, O Clube dos Poetas Mortos, Campo de Sonho e O Meu Pé Esquerdo.

 

óscar

Beleza Americana (1999)

Embora o filme de Sam Mendes tenha contado com as presenças de Kevin Spacey e Annette Bening, o orçamento não ultrapassou os 15 milhões. No total venceu cinco Óscares. Na categoria de Melhor Filme teve a concorrência de Regras da Casa, À Espera de Um Milagre, O Informador e Sexto Sentido.

 

óscar

Colisão (2006)

O filme sobre as tensões raciais em Los Angeles, com um orçamento de 6,5 milhões de dólares, levou para casa três Óscares. A vitória na categoria de Melhor Filme foi uma grande surpresa, uma vez que venceu ao favorito O Segredo de Brokeback Mountain. Os outros nomeados eram Capote, Boa Noite, e Boa Sorte e Munique.


<< PARTE 1 | PARTE 3 >>


 

Catarina Fernandes

Mestre em Ciências da Comunicação e fotógrafa amadora. Seriófila compulsiva e apaixonada por literatura, assim como pelo cinema e pela sua história. (Extremamente) Viciada em música e concertos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *