A Caminho dos Óscares 2019: Os favoritos ao prémio de Melhor Ator

A temporada de prémios já começou. Daqui até fevereiro, muitos candidatos vão emergir e outros… eclipsar-se-ão. No entanto, nesta fase, existem pelo menos 12 atores bem posicionados para vencer o Óscar de Melhor Ator. Venha descobri-los. 

1 de 12

À falta de um candidato mais proeminente, diríamos que “Assim Nasce uma Estrela” é o prematuro front runner desta Oscar season incerta e imprevisível, em quase todas as categorias. Como tal, é natural que a estrela (já nascida) por detrás desse pujante fazedor de lágrimas parta na frente em várias categorias. Falamos de Bradley Cooper que se estreia na realização com um filme onde é protagonista, argumentista, produtor e onde ainda compõe algumas das canções originais da banda sonora. Olhando para todos os ofícios de Cooper atrás e à frente das câmaras, somos tentados em afirmar que é na representação em que ele mais evidencia o seu talento: uma performance sublime, a melhor da sua carreira.

Mas num ano (reiteramos) imprevisível como este, a categoria de Melhor Ator nos Óscares revela-se como uma das mais excitantes, e promete estar longe de ter um vencedor antecipado. Bradley Cooper tem adversários poderosíssimos no seu caminho, num ano onde os cinco nomeados podem pertencer todos à A-list de Hollywood.

Nas próximas semanas analisaremos, com detalhe, outras categorias principais nos Óscares 2019, cuja cerimónia se realiza a 24 de fevereiro. Hoje dedicamos este espaço à análise dos principais candidatos a ocupar as cinco vagas de nomeados, que serão conhecidos a 22 de janeiro.

BRADLEY COOPER por Assim Nasce Uma Estrela

assim nasce uma estrela
ASSIM NASCE UMA ESTRELA (2018) com Bradley Cooper e Lady Gaga

É elementar concluir que, por detrás de um filme aclamado pela crítica e pelo público, só podem surgir fortes candidatos aos Óscares. Mas Cooper, na categoria de Melhor Ator tem vários adversários, sendo que os principais poderão ser o Bradley Cooper produtor e o Bradley Cooper realizador. Só Sir Laurence Olivier (com “Hamlet” em 1949) foi capaz de vencer o Óscar de Melhor Ator e Melhor Filme (tendo sido também nomeado para Melhor Realizador) no mesmo ano e pela mesma obra. Clint Eastwood, Woody Allen, Warren Beatty e Kevin Costner são outros atores-realizadores que venceram o Óscar de Melhor Realizador por filmes que protagonizaram (mas deixaram escapar o prémio na categoria de Melhor Ator). Ninguém, até hoje, venceu os prémios de Melhor Filme, Ator e Realizador pelo mesmo filme: Cooper não tem a História a seu favor, mas pode mudá-la.

A nomeação parece ser uma certeza a somar às três nomeações que o ator tem enquanto performer (“American Hustle”, “American Sniper” e “Silver Linings Playbook”), mas é em “Assim Nasce Uma Estrela” que ele se transcende como ator e à quarta pode ser mesmo de vez.

Lê Também:
Assim Nasce Uma Estrela, em análise

1 de 12

Daniel E.S.Rodrigues

Sonho como se estivesse num filme de Wes Anderson, mas na verdade vivo no universo neurótico de Woody Allen. Sou obcecado pela temporada de prémios, e gostaria de ter seguido a carreira de cartomante para poder acertar em todas as previsões dos Óscares, Globos de Ouro (da SIC), Razzies, Troféus TV7 Dias e Corpo do Ano Men's Health. Mas, nesse universo neurótico e imperfeito em que me insiro, acabei por me tornar engenheiro. Sigam-me no Instagram para mais bitaites sobre Cinema, Música, Fotografia e outras coisas desinteressantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *