Oscares 2019

Óscares 2019 | As nomeações mais chocantes e históricas

As nomeações para os Óscares de 2019 foram cheias de surpresas, desde as categorias mais mediáticas até aquelas de que pouca gente fala.

1 de 8

Nos últimos anos, a Academia de Hollywood tem vindo a sofrer enormes mudanças tanto ao nível do seu corpo votante como das suas regras. O que isso quer dizer é que, apesar de durante muito tempo os Óscares terem sido fáceis de prever, especialmente graças ao seu gosto conservador, hoje em dia a história é diferente.

Podemo-nos tentar guiar pelos sindicatos da indústria cinematográfica americana ou pelos percursores mais sonantes como os Globos de Ouro, mas o facto é que a Academia neste momento tem uma morfologia bem heterogénea e de gostos idiossincráticos. É mais fácil para cinema europeu triunfar nos Óscares, pelo menos a nível de nomeações, do que nos prémios dados pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, por exemplo.

roma
Alfonso Cuarón durante as filmagens de ROMA.

Tudo isto para dizer que a corrida aos Óscares foi marcada por uma série de surpresas, choques e reviravoltas aquando do anúncio das nomeações. Depois de ganhar o Producers Guild Award, muitos peritos apontaram “Green Book – Um Guia Para a Vida” como o imediato favorito na corrida a Melhor Filme. Contudo, o filme não foi nomeado para Melhor Realizador, o que era esperado depois de ter garantido tal nomeação com o sindicato dos realizadores, com os Globos de Ouro e com os Critics Choice Awards. Neste momento, com a polémica racial a explodir na imprensa, o filme parece estar destinado ao mesmo fado de “Três Cartazes à Beira da Estrada”. Mahershala Ali, pelo menos, continua a ser o frontrunner para Melhor Ator Secundário.

Quem se assume como grande favorito é “Roma”. O filme não foi nomeado para Melhor Montagem, o que pode ser grave para pretendentes ao maior galardão da Academia, mas compensou isso com indicações para as suas atrizes que provam que os atores realmente amam o filme. Neste momento, só “A Favorita” parece tão bem posicionado como o épico mexicano, mas precisará de uma vitória nos BAFTAs para entrar na corrida a sério.

Lê Também:
Opinião | 2019: A Odisseia da Netflix

Tudo isto são leves reviravoltas na competição para o prémio principal dos Óscares. Para explorares as verdadeiras surpresas e os mais eletrizantes choques desta coleção de nomeados, tens de seguir as setas para os próximos slides.

1 de 8

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *