Prata sevilhana para Miguel Gomes

 

‘La Academia de las Musas’, o último filme do espanhol José Luis Guerín (esteve na semana passada na competição do LEFF), ganhou o Giraldillo de Ouro, galardão máximo do festival sevilhano, dedicado exclusivamente ao cinema produzido na Europa. ‘As Mil e Uma Noites’, do português Miguel Gomes ganhou o segundo lugar no pódio com um  importante Giraldillo de Prata.

La Academia de las Musas leffest

Foram anunciados no sábado passado os prémios da Selecção Oficial do XII Festival de Cinema Europeu de Sevilha, onde se impôs, na Competição principal, o filme ‘La Academia de las Musas’, do sempre experimental realizador espanhol José Luis Guerín. Curiosamente é a primeira vez que um filme espanhol conquista o prémio mais importante deste festival. Mais um brilhante prémio foi atribuído à trilogia ‘As Mil e Uma Noites’, de Miguel Gomes, que obteve um Giraldillo de Prata, em representação de Portugal, mas ­co-financiado em conjunto com a França, Alemanha e Suíça­.

O Prémio Especial do Júri foi para ‘Rabin, the Last Day’ (Israel), do veterano Amos Gitai, e Melhor Realização consagrou o italiano Roberto Minervini, pelo seu trabalho à frente de ‘The Other Side’, uma co-produção Itália, França e EUA, filme que ganhou também um galardão pela excelente fotografia de Diego Romero. A francesa Clotilde Courau foi considerada a Melhor Actriz pela sua interpretação em ‘In the Shadow of Women (França) e ao romeno Teo Corban, foi-lhe atribuído p Prémio de Melhor Actor pelo seu protagonismo em ‘One Floor Below’, uma co-produção entre Roménía, França, Alemanha e Suécia, filme que também ganhou o Prémio de Melhor Argumento.

Na secção Las nuevas olas, dedicada à vanguarda cinematográfica europeia, os jurados premiaram ‘Pozoamargo’, uma co-produção entre o México e Espanha dirigida por Enrique Rivero; o Prémio Especial foi para ‘Berserker’, de Pablo Hernando, com uma menção honrosa para ‘Dead Slow Ahead’, um documentário franco-­espanhol de Mauro Herce, que passou no DocLisboa 2015. Nas Las nuevas olas não-ficção impôs-se ainda ‘The Event’, do bielorruso Sergei Loznitsa, (um co-produção Holanda­/Bélgica), e foi atribuída uma Menção Honrosa muito especial para ‘No Home Movie’ (Bélgica/França), da realizadora Chantal Akerman, recentemente falecida.

European Film Awards The Lobster As Mil e Uma Noites

O Júri FIPRESCI, da crítica internacional reconheceu ainda o filme espanhol ‘Transeúntes’, de Luis Aller, como o Melhor Filme da competicão oficial da secção Resistencias; o Giraldillo Junior foi para animação ‘Yoko y Sus Amigos, de Juanjo Elordi (Espanha/Rússia); o Prémio do Público foi ganho pelo filme turco ‘Mustang’, de Deniz Gamze Ergüven; e o Prémio Eurimages, para a Melhor Co-produção Europeia atribuído ‘Lobster’, de Yorgos Lanthimos.

JVM

 



Também do teu Interesse:


About The Author


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *