A Herdade | © HBO Portugal

Prémios Sophia 2020: ‘A Herdade’ 7 ‘Variações’ 7

Os filmes portugueses ‘A Herdade’ e ‘Variações’, acabaram a noite empatados, com sete galardões cada, na gala da 8ª edição dos Prémios Sophia. Contudo o filme de Tiago Guedes leva vantagem ao receber os prémios mais importantes.

Cumpridos todos os protocolos da DGS, a Academia Portuguesa de Cinema entregou os seus Sophia 2020 que acabaram num empate. Ou antes ‘Variações’ levou sete Sophia para casa ao contrário de ‘A Herdade’, que o produtor Paulo Branco se recusou a receber para já, em nome de uma pacificação entre todos os profissionais de cinema.  De qualquer modo ‘A Herdade’ leva vantagem ao receber alguns dos prémios mais importantes como o de Melhor Actriz (Sandra Faleiro), Melhor Realizador (Tiago Guedes) e Melhor Filme, ao passo que só Sérgio Praia protagonista de ‘Variações’ se destacou na categoria de Melhor Actor, sendo que no mesmo filme, também o Prémio de Melhor Actor Secundário foi atribuído a título póstumo a Filipe Duarte.

canais tvcine
Variações | © João Pina / David & Golias

A cerimónia terminou há pouco no Casino Estoril e foi apresentada pelas actrizes Joana Pais de Brito e Ana Bola. Num ano que se revelou particularmente desafiante para o cinema português, e para todos os seus profissionais, a cerimónia foi dedicada aos 50 anos da criação do Centro Português de Cinema, um momento fundamental na História do Cinema Português da década de 60. Para além dos prémios o evento contou com as actuações musicais de Sérgio Godinho (cantou a música de ‘Os Demónios de Alcácer-Quibir’, de José Fonseca e Costa), Manuel Freire (cantou o tema do filme ‘Pedro Só’, de Alfredo Tropa), Paulo de Carvalho e Agir (o tema ‘Menina e Moça’ de ‘Pedido por Cem, de António-Pedro Vasconcelos), que homenagearam os protagonistas dos Prémios Sophia Carreira, que incluía ainda Fernando Matos Silva; o jovem guitarrista Gaspar Varela criou o ambiente para o In Memorium, homenageando todos os que partiram este ano. Como habitualmente, os Prémios foram atribuídos em 23 categorias, entre elas a de Melhor Série ou Telefilme, que foi para ‘Sul’ de Ivo M. Ferreira, da autoria de Edgar Medina da Arquipélago Filmes.

Prémios Sophia 2020

Melhor Filme

‘A Herdade’

Melhor Realizador

Tiago Guedes por ‘A Herdade’

Melhor Actriz

Sandra Faleiro ‘A Herdade’

Melhor Actor

Sérgio Praia por ‘Variações’

Melhor Actriz Secundária

Ana Vilela da Costa em ‘A Herdade’

Melhor Actor Secundário

Filipe Duarte, em ‘Variações’ (a título póstumo)

Melhor Argumento Adaptado

Tiago Rodrigues e Tiago Guedes, por ‘Tristeza e Alegria na Vida das Girafas’

Melhor Argumento Original

Rui Cardoso Martins e Tiago Guedes por ‘A Herdade’

Melhor Documentário

‘Até Que o Porno nos Separe’, de Jorge Pelicano

Melhor Série ou Telefilme

‘Sul’ de Ivo M. Ferreira, Edgar Medina, Arquipélago Filmes

Melhor Direcção de Fotografia

João Lança Morais por ‘A Herdade’

Melhor Som

Tiago Raposinho, Branko Neskov, Joana Niza Braga e Nuno Bento, ’Variações’

Melhor Montagem

Roberto Perpignani por ‘A Herdade’

Melhor Direcção Artística

Artur Pinheiro por ‘O Grande Circo Místico’

Melhor Banda-Sonora Original

Armando Teixeira, por ‘Variações’

Melhor Canção Original

‘Quero Dar Nas Vistas’, de Armando Teixeira por ‘Variações’

Melhor Make Up/Cabelos

Magali Santana, Alexandra Espinal e Gena Ramos por ‘Variações’

Melhores Efeitos Especiais/Caracterização

Irmã Lúcia e João Rapaz por ‘Diamantino’

Melhor Guarda-Roupa

Patricia Dória por ‘Variações’

Melhor Curta-metragem de Animação

Tio Tomás, a Contabilidade dos Dias, de Regina Pessoa

Melhor Documentário Curta-Metragem

Raposa, de Leonor Noiva

Melhor Curta-Metragem de Ficção

A Fábrica, de Diogo Barbosa

Sophia Estudante

Loop, de Ricardo Leite da Escola Superior de Media Artes & Design

Prémios Nico 2020

Gonçalo Almeida

João Nunes Monteiro

Maria Abreu

José Vieira Mendes

Jornalista, crítico de cinema e programador. Licenciado em Comunicação Social, e pós-graduado em Produção de Televisão, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. É actualmente Editor da Magazine.HD (www.magazine-hd.com). Foi Director da ‘Premiere’ (1999 a 2010). Colaborou no blog ‘Imagens de Fundo’, do Final Cut/Visão JL , no Jornal de Letras e na Visão. Foi apresentador das ‘Noites de Cinema’, na RTP Memória e comentador no Bom Dia Portugal, da RTP1.  Realizou os documentários: ‘Gerações Curtas!?’ (2012);  ‘Ó Pai O Que É a Crise?’ (2012); ‘as memórias não se apagam’  (2014) e 'Mar Urbano Lisboa (2019). Foi programador do ciclo ‘Pontes para Istambul’ (2010),‘Turkey: The Missing Star Lisbon’ (2012), Mostras de Cinema da América Latina (2010 e 2011), 'Vamos fazer Rir a Europa', (2014), Mostra de Cinema Dominicano, (2014) e Cine Atlântico, Terceira, Açores desde 2016, até actualidade. Foi Director de Programação do Cine’Eco—Festival de Cinema Ambiental da Serra da Estrela de 2012 a 2019. É membro da FIPRESCI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *