Ready Player One tem novas imagens

Descobre as novas imagens do universo de Ready Player One de Steven Spielberg, baseado no livro de Ernest Cline com o mesmo nome.

Todos temos pedaços de infância que permanecem connosco. Para uns é mix da cultura pop dos anos 70 e 80, repleta de heróis, monstros, veículos indestrutíveis e canções inigualáveis. “Ready Player One” é a personificação dessas memórias enquadradas num mundo distópico. Desde vídeo jogos antigos a personagens de televisão, passando por músicas que irão por qualquer fã a trautear, com a ligeira diferença de estar tudo concentrado numa realidade virtual conhecida por OASIS.

Em 2045, o acesso a este “geekdom” é gratuito desde que se tenha o equipamento adequado. Definir um nome e fisionomia alternativa é o primeiro passo, sendo que a escolha recai maioritariamente sobre personagens retro. Depois, basta colocar os óculos VR e luvas tácteis e estamos prontos para entrar na realidade virtual de OASIS. De acordo com Spielberg, “muito do filme é um estudo comparativo: Em qual mundo preferem viver? No OASIS com todas as distracções, complexidades e privilégios ou com as responsabilidades de ser um estudante ou pai na vida real? É a realidade virtuar vs. a vida real. Qual é a mais irresistível?”.

Ready player one hatch

Em “Ready Player One”, 70% da população vive exclusivamente on-line. Como consequência, o planeta real foi gravemente negligenciado, originando um grau de pobreza, degradação e desespero inconcebível. A grande maioria vive em torres, que são basicamente pilhas de atrelados com a altura de arranha céus compactadas ao estilo do jogo de peças Jenga.

Na primeira imagem podemos ver Wade Watts (Tye Sheridan) a sair do seu abrigo tecnológico que funciona como base secreta de acesso ao OASIS. Ao fundo do lado esquerdo encontra-se a bicicleta utilizada por Wade para gerar energia e, um pouco por todo o atrelado, papelada sobre o seu herói, James Halliday, criador de OASIS.

ready player one torres

A história começa quando James Halliday (Mark Rylance) lança uma charada milionária ao estilo Willy Wonka após a sua morte. As pistas estão espalhadas por todo o OASIS, e o vencedor não só ficará multi-milionário como também herdará a plataforma de realidade virtual. A Caçada, como se tornou conhecida, desencadeou consequências tanto na realidade como no mundo virtual.

A cena acima é uma transcrição directa do livro de Cline, sendo o primeiro sinal de que a Caçada é real. A explosão que vemos é nas torres em que Wade vive.

ready player one library

As versões digitais das personagens foram gravadas em motion capture por terem maior impacto visual do que um actor conseguiria. Spielberg orientou Tye Sheridan para que, inicialmente, interpretasse duas versões de Wade cada uma com a sua personalidade. “Parzival tem mais confiança do que Wade. Existe um contraste claro entre quem ele é no OASIS e quem é no mundo real”, explica Sheridan.

Na cena acima, vemos o avatar de Wade, Parzival, cujo nome é inspirado em Perceval, um dos cavaleiros da Távola Redonda, a investigar uma pista na biblioteca de OASIS em conjunto com Art3mis (Olivia Cooke). À semelhança de Parzival, Art3mis é inspirada na Deusa da Caça com o mesmo nome, com a particularidade de possuir a mota utilizada no anime “Akira” de 1989.

Lê Também:
Monstros Fantásticos é um dos 20 melhores livros de 2017

No mundo real, Art3mis é Samantha Evelyn Cook, uma jovem canadiana perita no OASIS, mas que mantêm bem presente as consequências de passar demasiado tempo on-line. Na sequência abaixo, Samantha observa o desenrolar de uma épica batalha virtual. “A minha personagem deparou-se com uma rua cheia de pessoas de todas as idades e etnias, ainda com as roupas de trabalho, que se juntaram no mesmo espaço mas ainda assim se encontram presas nas suas realidades alternativas. Estão dentro de um grande combate”, explica Cooke.

Por um lado, é inédito ver uma multidão unida na luta por uma causa. Por outro, é perturbador a quantidade de pessoas perdidas no mundo virtual. Nesta cena em particular, está-se a desenrolar uma cena de carnificina no OASIS, ao passo que na vida real parece um grupo descoordenado a dançar o “Thriller” de Michael Jackson.

olivia cooke ready player one

Para Steven Spielberg, “Ready Player One” foi um retorno às origens, “foi como entrar numa máquina do tempo e regressar aos anos 80’s e realizar um filme.“ O filme tem estreia nacional agendada para 29 de Março de 2018.

Ansioso? Em qual registo preferes ver Spielberg?

Inês Serra

Cresci a ir ao cinema, filha de pais que iam a sessões duplas...Será genético? Devoro livros e algumas séries. Fã incondicional do fantástico e do sci-fi. Gostaria de viver todos os dias com o mote Spielbergiano - "I dream for a living"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *