Red Hot | 20 filmes sobre sexo na adolescência (Parte 3)

Muitos podem considerar o sexo na adolescência um tabu, mas o cinema está cheio de obras que lidaram com este tema de forma magistral e loucamente criativa.

Existiram temas interditos ao cinema? Muitos dirão que sim, e irão apontar certos tabus sociais como a vida sexual de menores como exemplo desse tipo de limitações morais. No entanto, isso não impediu numerosos cineastas de encararem esta temática, o que resultou em várias obras-primas ao longo da história do cinema. Por vezes estes filmes são eróticos e sensuais, outras são retratos de trauma ou desapontamento, mas também temos explosões de perversa criatividade. Poderás encontrar exemplos de tudo isto na nossa seleção de filmes sobre sexo na adolescência.

 


<<   PARTE 2


 

 

VIVER DEPRESSA (1982)

sexo na adolescência

Antes das comédias adolescentes de John Hughes como The Breakfast Club e Pretty in Pink, e antes das farsas sexuais ao estilo de American Pie e suas sequelas, existiu Viver Depressa de Amy Heckerling. Este filme foi um pioneiro na representação de vidas adolescentes, tratando-as com intimidade ao mesmo tempo que nelas encontra uma hilariante comédia. Apesar da personagem constantemente intoxicada de Sean Penn ser a mais lembrada do filme, é certamente a história de Stacy, interpretada por uma jovem Jennifer Jason Leigh, que assegura a posição do filme nesta seleção. O modo como o filme representa a perda de virgindade dela, assim como seu desapontamento, desejo e conflito interior elevam toda a obra, injetando um nível de matura franqueza que poucos filmes para adolescentes se atrevem a tentar alcançar nos dias de hoje.

 

E A TUA MÃE TAMBÉM (2001)

sexo na adolescência

A primeira grande obra-prima de Alfónso Cuáron, E a Tua Mãe Também é um filme sobre a adolescência de dois rapazes que se envolvem com uma mulher mais velha numa road trip até uma praia idílica, assim como um complexo retrato de uma nação em estado de volátil adolescência. O grande génio de Cuáron e seu elenco está no modo como o desejo dos dois protagonistas masculinos nunca é deixado em abstrato. Não, este não é um filme de eufemismos ou observação púdica, mas sim uma obra visceral e cheia de vitalidade. E a Tua Mãe Também é um dos melhores filmes sobre psique adolescente na história do cinema, assim como um inigualável retrato de corpos humanos a rebentar de desejo, sendo que praticamente conseguimos sentir o calor irradiado pelas personagens ou o suor que lhes pinta o corpo em momentos de sensual êxtase.

 

MYSTERIOUS SKIN (2004)

sexo na adolescência

Gregg Araki é um dos mais provocadores e indisciplinados realizadores do New Queer Cinema que emergiu no panorama do cinema independente no início da década de 90 e os seus filmes têm sido são tão atrevidos, como caóticos, tão reveladores como são ridículos e quase cartoons humanos. Mysterious Skin não é exceção à regra, mas sim uma obra em que a imaturidade estilística e autoral de Araki encontram perfeito veículo na história de dois adolescentes que lidam de modo radicalmente diferente com abusos sexuais sofridos enquanto crianças. Se a sexualidade na adolescência é um tabu do cinema, então a sexualidade de vítimas de pedofilia será ainda mais, mas Mysterious Skin recusa qualquer tipo de contenção ou vácua respeitabilidade. O melhor de tudo será mesmo a prestação dos dois atores principais, especialmente de Joseph Gordon-Levitt que interpreta um espírito rebelde que se recusa veemente em se ver a si mesmo como uma vítima ou uma criatura desprovida de desejos eróticos.

 

AQUÁRIO (2009)

sexo na adolescência

Andrea Arnold é uma das melhores cineastas atuais no que diz respeito à apresentação da psicologia de jovens mulheres e Aquário é possivelmente a sua magnum opus. O filme retrata a vida de Mia, uma adolescente de quinze anos, que vive nos arredores de Londres com a sua família de classe baixa. Muito do estilo deste filme segue os cânones do kitchen sink drama britânico, mas Arnold mantem-se sempre próxima da íntima perspetiva pessoal da sua protagonista, especialmente no que diz respeito à sua inegável atração por Connor, o novo e adulto namorado da sua mãe. As prestações dos atores são estonteantes e eroticamente fogosas no seu dolorosos naturalismo, e Michael Fassbender, em particular, nunca esteve tão ameaçadoramente sedutor ou repugnante que aqui, sob a forma de um perigoso objeto de desejo, fantasia e cruel amoralidade.

Lê Também: 69º Festival de Cannes (Dia 5) | Os Males do Amor

 

CANINO (2009)

sexo na adolescência

Os restantes filmes nesta lista tendem a almejar um registo naturalista nas suas representações de sexualidade adolescente, muitas vezes procurando telegrafar a intimidade dos seus sujeitos. Canino, de Yorgos Lanthimos, é completamente removido de qualquer noção de realidade natural, sendo uma história de um irmão e duas irmãs que viveram toda a vida enclausurados pelos seus pais que inventaram uma pervertida versão da realidade como modo de controlar a sua progénie. Tanto como a violência, a liberdade negada e o conhecimento falsificado, a sexualidade dos protagonistas adolescentes é crucial para esta sádica sátira social que mostra como repressão ensandecida leva a extremos comportamentais e uma abjeta desumanidade. Canino pode não ter nada de carnal ou erótico, mas é extremamente sexual e desconcertante na sua crítica, crueldade e obscenidade.

Lê Ainda: Cinema Europeu? Sim, Por Favor | Canino

 


Se apreciaste esta listagem, não deixes de visitar os primeiros dois artigos sobre este tema, onde poderás encontrar outras recomendações de filmes que retratam o sexo durante o tempo de adolescência.

PARTE 4  >>


 

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Cláudio Alves has 1577 posts and counting. See all posts by Cláudio Alves

One thought on “Red Hot | 20 filmes sobre sexo na adolescência (Parte 3)

  • Falta nesta listagem um filme chamado “Ken Park – Quem és tu?” de 2002.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.