Renée Zellweger e Judy Garland

Primeira imagem de Renée Zellweger como Judy Garland

A vencedora do Óscar Renee Zellweger será a estrela Judy Garland no biopic “Judy”.

A eterna Judy Garland ou “Miss Show Business”, atriz conceituada de “O Feiticeiro de Oz” (1939) e “Assim Nasce Uma Estrela” (1954) renascerá no biopic “Judy”, pela pele da talentosa Renée Zellweger.

O drama biográfico, cuja produção teve início na passada semana, é baseado nos últimos concertos que Garland deu em Londres na década de 60. Para além de Renée Zellweger, vencedora do Óscar de Melhor Atriz Secundária por “Cold Mountain”, o filme conta com Rufus Sewell (“Rainha Vitória”), Jessie Buckley (“War and Peace”), Finn Wittrock (“American Horror Story) e Michael Gambon (“Harry Potter”).

IMAGEM | RENÉE ZELLWEGER EM “JUDY”

Renée Zellweger
Renée Zellweger como Judy Garland

Rupert Goold, nomeado aos Prémios Tony e vencedor de dois Prémios Olivier, é o realizador, enquanto que Tom Edge (argumentista da série “The Crown”) assina o argumento. Já o vencedor do BAFTA, David Livingstone (“Orgulho”) produz o filme para a Calamity Films. “Judy” é uma co-produção da Pathe, BBC Films e da Ingenious Media. A sinopse do filme já foi divulgada e pode ser lida abaixo.

“Judy” é uma crónica da chegada de Judy Garland a Londres, em 1968, para actuar numa série de espectáculos esgotados. Comemoram-se quase 30 anos que “a maior artista mundial” atingiu a fama global no filme “O Feiticeiro de Oz” e, enquanto se prepara para os concertos, Garland luta contra a sua gerência, e o namoro com Mickey Deans, em breve seu marido. No entanto, Judy Garland também é frágil, e tendo passado 45 dos seus 47 anos em trabalho, é assombrada por lembranças de uma infância perdida para Hollywood e o desejo de voltar para casa com seus filhos. Terá ela a força para continuar?

“Judy” contará ainda com algumas das músicas mais conhecidas de Judy Garland, como a intemporal  “Over the Rainbow”.

Lê Também:
Judy, em análise

A equipa técnica do filme também é de peso, com o diretor de fotografia Ole Bratt Birkeland (“The Crown”), o diretor musical Matt Dunkley (“Black Swan”), o editor Melanie Oliver (“Les Miserables”), a figurinista Jany Temime (“Harry Potter”), a maquilhadora Jeremy Woodhead (“Doutor Estranho”) e com a produtora de design Kave Quinn (“Far from the Madding Crowd”).

Um dos últimos trabalhos de Renée Zellweger no cinema foi “O Bebé de Bridget Jones”, estreado em 2016. Até então, Zellweger esteve quase 7 anos desaparecida dos holofotes da indústria cinematográfica. “Judy” pode certamente relançar a carreira desta atriz. Aliás, um biopic de Judy Garland cuja vida privada e profissional fez correr muita tinta nas manchetes dos jornais e revistas, pode ser uma aposta ganha para que a interpretação de Zellweger, e quiçá o filme, ganhe algum vislumbre na Awards Season 2018/2019.

Lê Também:
Renée Zellweger | 10 Interpretações Essenciais

“Judy” ainda não tem data de estreia anunciada para Portugal, mas deve chegar aos cinemas britânicos ainda este ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *