Melhores Séries Estreadas em 2016 | Stranger Things

Bastou a Stranger Things oito episódios para conquistar a crítica e os espectadores. A série da Netflix foi uma das maiores revelações de 2016.


<< PREACHER | THE CROWN >>


Quando uma criança de 12 anos desaparece sem deixar rasto após um peculiar incidente, a paz da pequena localidade de Hawkins, Indiana, termina levando os seus amigos, família e polícia local a investigar o acontecido – descobrindo, no entanto, quem nem tudo é o que parece. É assim que se resume a história que nos conta Stranger Things, estreada em 2016. Passada no ano de 1983 e com apenas oito episódios, a série original da Netflix conquistou o coração de muitos espectadores, sendo considerada a melhor produção de sempre até então do serviço de streaming.

O súbito desaparecimento de Will Byers (Noah Schnapp) inicialmente apresenta-nos duas vertentes principais igualmente importantes e que eventualmente convergem: por um lado, a luta intensa da sua mãe, Joyce Byers (Winona Ryder) para o encontrar, mesmo com descrença total por parte dos restantes habitantes e do xerife da polícia, Hopper (David Harbour); e por outro lado, uma jovem com poderes sobrenaturais, Eleven (Millie Bobby Brown), envolvida numa experiência secreta do governo mas que consegue fugir e esconder-se com a ajuda de os amigos de Will, Mike (Finn Wolfhard), Dustin (Gaten Matarazzo) e Lucas (Caleb McLaughlin).

Melhores séries 2016 Stranger Things

Joyce convence-se que o seu filho está a tentar falar consigo através de sinais na eletricidade de sua casa, levando-a a instalar luzes de natal na sua parede ligadas a letras de modo a facilitar a comunicação – o que passou a ser um dos grandes símbolos da série, numa gigante interpretação de Winona Ryder.

Em outra vertente, apesar da pouca comunicação de Eleven e da crença da própria de que é um monstro, os jovens tornam-se seus amigos e esta utiliza os seus poderes para comunicar com Will e ajudá-los a salvá-lo do mundo ‘Upside Down‘, no qual vive uma criatura denominada Demogorgon. A fantástica capacidade empática e simultaneamente dramática de Millie Bobby Brown na interpretação da personagem foi uma revelação e uma enorme contribuição para o sucesso da série!

Lê Também:
Godzilla vs Kong é o filme mais rentável da pandemia

Lê mais: Figura de Estilo | Millie Bobby Brown por Matthew Priestley

Melhores séries 2016 Stranger Things

Curiosidade sobre Stranger Things:

Antes de começarem a série, todos os escritores assistiram (ou re-assistiram) uma grande lista de icónicos filmes nos quais se inspiraram, incluindo E.T., Stand By Me, The Goonies, The Thing, e Nightmare on Elm Street, o que levou a inúmeras referências a esses trabalhos. Relacionada com isto está a informação de que inicialmente, os Irmãos Duffer queriam fazer um remake do clássico It de Stephen King, mas a ideia foi recusada.

Os criadores têm ainda Millie Bobby Brown em enorme consideração, referido a jovem como sendo uma atriz dotada e capaz de ajustar a sua performance a diferentes lentes ou posições de câmara de uma forma que muitos atores jovens não sabem como fazer. Mas também referiram que existiram vezes no estúdio em que foram lembrados de que ela era apenas uma criança; o exemplo dado por Ross Duffer foi que “um dia ela apareceu no estúdio de gravação e estava coberta da cabeça aos pés em purpurinas. E ela disse ‘eu não sei de onde estas purpurinas vieram’. Eu não tenho este problema com nenhum dos meus atores adultos.”. Os irmãos referiram que remover as purpurinas atrasou as gravações em 45 minutos.

Consulta também: Renovações e Cancelamentos | 4º trimestre 2016

Stranger Things tornou-se um dos maiores sucessos da emissora de sempre, contando com 14.07 milhões de espectadores adultos nos primeiros 35 dias de streaming. O drama da Netflix pode girar à volta de um desaparecimento, mas o que se percebe ao assistir aos seus episódios é que, na verdade, nos conta uma história de grande amizade acima de tudo – mesmo com o que nos possa parecer estranho -, e de lutar sempre pelo que se acredita.

Lê Também:
Netflix ou a vida fantástica de uma ideia

Melhores séries 2016 Stranger Things

Pela perfeição no quarteto de crianças que protagonizam a série, não só apontando o facto de serem todos atores fenomenais mas também pela construção das personagens, das suas interações e da sua amizade; pelo guarda-roupa, banda sonora, atmosfera, realização, referências a clássicos, e outros elementos que nos trazem de forma muito adequada a nostalgia dos anos 80; pela excelente escolha de elenco; pelo número de espectadores atingido e classificação alta, de modo geral, na crítica; todos estes são motivos que apontamos para fazer todo o sentido que Stranger Things esteja na nossa lista de melhores séries estreadas este ano!

Vê ainda: Novas adições ao elenco da segunda temporada de ST 

A série esteve nomeada para dois Globos de Ouro por Melhor Série Dramática e Melhor Performance de uma Atriz numa Série Televisiva (com Winona Ryder); e ganhou uma (esperada) renovação, tendo uma segunda temporada já em produção com 9 episódios previstos. A Netflix lançou ainda um criador de gifs, para os fãs da série que queiram a sua própria frase a aparecer nas famosas luzes de natal, ao qual podem aceder aqui.

Ansiosos pela segunda temporada de Stranger Things?


<< PREACHER | THE CROWN >>


 

Ana Rodrigues

Seriófila, e amante das artes cinematográficas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *