Lusia Harris em "The Queen of Basketball" ©Breakwater Studios

The Queen of Basketball, em análise

Ben Proudfoot desenterra a história de uma lenda viva do basquetebol, apresentando-nos Lusia Harris, a verdadeira “The Queen of Basketball”!

Qual o melhor jogador de basquetebol da atualidade? E qual o melhor jogador de basquete de sempre? Estas perguntas certamente dariam para acesos debates, mas se se perguntar, quem é Lusia Harris? Quantos saberão a resposta?

Com três troféus nacionais, tendo jogado nas Olimpíadas de 76, e sendo a primeira e única mulher oficialmente convocada para a NBA, Lusia Harris é sem dúvida a maior jogadora de basquete feminino viva. Porém já alguém ouviu falar de Lusia Harris?

 

Lê Também:   The Long Goodbye, em análise

Ben Proudfoot é o diretor da Breakwater Studios, que se dedica à arte da curta-metragem documental. Em 2021, o cineasta foi nomeado aos Óscares com “A Concerto Is a Conversation” (co-realizado com Kris Bowers). Proudfoot descobriu sobre Harris através de um amigo, e com a ajuda do The New York Times ele localizou-a no Mississippi.  Após contacto telefónico, Proudfoot e o cinematográfico/produtor Brandon Somerhalder partiram, a meio da pandemia e depois de garantiram todas as seguranças, para entrevistar a rainha do basquete, Lusia Harris.

A curta-metragem documental americana, “The Queen of Basketball”, de Ben Proudfoot, estreou no Tribeca Film Festival em 10 de Junho de 2021. Parte da série Op-docs do New York Time o filme ganhou o prémio de Melhor Curta-Metragem Documental tanto no Critics’ Choice Documentary Awards como no Palm Springs International ShortFest, e foi ainda nomeado no Nashville Film Festival. Recentemente, a história sobre a lenda do basquete foi nomeada ao Óscar de Melhor Curta-Metragem Documental. Podes assistir ao documentário de forma gratuita na página oficial do filme, aqui.

The Queen of Basketball
Lusia Harris em “The Queen of Basketball” ©Breakwater Studios

O filme conta-nos uma agradável e interessante história, se bem que com um desenvolvimento que seria completamente diferente se Harris tivesse nascido homem, como ela própria o diz. O carisma e a boa disposição de Lusia tornam impossível não nos envolvermos na sua história e querermos ouvi-la narrar a sua vida.

Um dos pontos mais fascinantes da curta é o sermos confrontados com a personalidade de uma hall of fame que encara com tamanha simplicidade e humildade todo o seu percurso e experiência, sendo realmente uma fonte de inspiração. É exemplar a atitude de análise da vida da desportista, não se arrependendo nem por um segundo dos rumos que escolheu, pois consegue discernir tudo de bom que conseguiu conquistar,  apesar dos muros que lhe impuseram.

Lusia Harris
Minter City, cidade natal de Lusia Harris ©Chillin662/Wikimedia Commons

A história e a narrativa ganham ainda mais espirito graças ao compositor musical Nicholas Jacobson-Larson (“The Hate U Give”, “Dawn of the Planet of the Apes”), cuja mistura de diferentes elementos musicais exponencia o entusiasmo dos jogos e das vitórias de Harris.

Shaquille O’Neal, ele próprio um dos maiores representantes da História do basquete, assistiu a “The Queen of Basketball” e, não só se emocionou, como afirmou que gostaria de ver Lusia a caminhar no tapete vermelho e que a sua história possa chegar a um público ainda maior, para poder inspirar as gerações futuras. Tanto O’Neal como Proudfoot elogiaram a coragem de Harris por partilhar as suas lutas com a saúde mental, fator que a própria Lusia quis que fosse transmitido no documentário, de forma a ajudar na quebra do estigma destes problemas.

Lusia Harris
Lusia Harris ©Delta State University/Wikimedia Commons

The Queen of Basketball” ajudou a restaurar o legado de Lusia Harris, que só por si já seria um documentário tocante, mas que é exponenciado se considerarmos o fato de Harris ter falecido a 18 de Janeiro de 2022, aos 66 anos. Esta biografia é assim transformada num testemunho de valor inestimável.

TRAILER | CONHECES UM DOS MAIORES JOGADORES DE BASQUETE DE SEMPRE?

Uma história realmente tocante e imperdível!

The Queen of Basketball, em análise
The Queen of Basketball

Movie title: The Queen of Basketball

Movie description: Sabes quem é uma das maiores jogadoras de basquete feminino? Já ouviste falar de Lusia Harris? Neste curto documentário poderás conhecer a verdadeira “Rainha do Basquetebol”.

Date published: 10 de June de 2021

Country: EUA

Duration: 22 minutos

Director(s): Ben Proudfoot

Genre: Documentário, Curta, Biografia

  • Emanuel Candeias - 73
73

CONCLUSÃO

Ben Proudfoot em associação com o The New York Times trazem para a luz a história de um dos maiores jogadores de basquete do seu tempo, homem ou mulher. Lusia Harris merece com todos os louvores a distinção de “The Queen of Basketball”.

Pros

  • Carisma de Lusia Harris.
  • Ben Proudfoot por ter trazido esta história tão relevante a uma grande audiência.
  • Nicholas Jacobson-Larson por completar a narrativa com a parte musical.

Cons

  • Apesar de tudo, o filme não é tão mediático como devia, e a maioria das pessoas continuarão a não conhecer o nome de Lusia Harris.
  • É demasiado triste Lusia não ter tido a oportunidade de caminhar na passadeira vermelha.
Sending
User Review
0 (0 votes)


Também do teu Interesse:


About The Author


Leave a Reply