The Walking Dead, novidades durante o PaleyFest

O fim da sétima temporada de The Walking Dead está a chegar. Contudo parece que Rick e o seu grupo ainda terão muitas aventuras à sua espera.

Durante o PaleyFest, Scott Gimple, Greg Nicotero, e o cast deram uma conferência de empresa onde os fãs ficaram a saber muitas e grandes novidades.

Lê também: Os momentos mais marcantes das séries em 2016 (VII)

A primeira e mais importante é que o produtor da série, Scott Gimple, prometeu que The Walking Dead verá a chegada de mais 100 episódios:

“O episódio 801, o primeiro episódio da oitava temporada, será o 100º episódio. O primeiro episódio não será tanto sobre o que conseguimos em 100 episódios mas sobre o que podemos preparar para os próximos 100 episódios.

O final desta temporada é o final de um capítulo; é uma conclusão que promete a continuação desta história épica. Prepara a trama gigante e épica que está por vir, não apenas na oitava temporada mas também para além dela.”

Atualmente Rick (Andrew Lincoln) e o seu grupo estão a tentar angariar a ajuda de comunidades vizinhas como o Kingdom e os Scavengers. Tudo isto para derrotar Negan (Jeffrey Dean Morgan) e os seus homens, procurando novamente liberdade e paz. Isto e o facto de Morgan já ter confirmado a sua presença na próxima temporada, leva a crer que a presente temporada termine para iniciar uma grande batalha entre os sobreviventes do apocalipse.

the walking dead eugene

No evento, porém, foram ainda discutidos outros assuntos, em especial o futuro de algumas personagens.

Confere ainda: The Crown | 1ª temporada em análise

Começando por Eugene, Josh McDermitt acredita que a personagem está confortável com os Saviors. Contudo não significa que esteja a trair os seus amigos:

“Eu não acho que ele esteja a brincar; ele está fora de si, está a tentar proteger-se. O Eugene está assustado e muito desse medo vem do Negan… Porque não aliar-se com o homem que mais terror lhe está a causar? Já o vimos adaptar-se e mudar. Se ele continuar a viver nesta série pode ser que o vejamos adaptar-se e mudar novamente; ele mente, ele manipula – meu, ele é como uma barata.”

Enquanto Eugene se aproxima de Negan, parece que Dwight está a pensar abandonar a tirania do vilão. Austin Amelio afirma que poderemos ver um lado mais vulnerável da personagem como no episódio 11, descobrindo finalmente “aquilo que ele realmente ama e aquilo porque está a lutar”.

Confere também: The Vampire Diaries, a série completa em análise

De regresso à luta está também Maggie. Lauren Cohan partilha um pouco da forma como a personagem está a tentar ultrapassar a morte do seu marido e de Abraham:

“Ela percebeu que não é o centro de tudo, que não se trata de nós enquanto indivíduos; são eles enquanto grupo, eles enquanto bem maior, a preserverança que os mantém de pé. Que outra razão haveria para experienciar tamanha perda e continuar de pé senão a vida que cresce dentro dela e pela qual ela tem de viver? Quantas mais pessoas ela perde, maior o fogo dentro dela que ela espalha e partilha com todos aqueles que a acompanham.”

Partilhando da opinião de Cohan está Sonequa Martin-Green. Afinal, Sasha e Rosita juntam forças para terminar o reino de Negan:

“Já não se trata somente de mim, não se trata de mim a trabalhar para a minha sobrevivência e segurança, trata-se de garantir o futuro que podemos criar.”

Quanto a Carol, Melissa McBride não a vê como uma badass:

“É difícil pensar na Carol como uma badass porque não acho que a interpreto como uma badass, ela apenas faz coisas de badass. Estou tão orgulhosa da Carol. Aquilo que ela tem enfrentando não tem nada a ver com o lugar de onde veio. Ela consegue aceitar isso e aprender. Se não aprenderes algo de uma má experiência estás a perder uma oportunidade. Não há problema em estar confuso quando a tua mente está confusa. Estou orgulhosa dela por isso e admiro-a por ser honesta consigo mesma e não andar apenas a agradar as pessoas.”

Para terminar, Andrew Lincoln acha que Michonne (Danai Gurira) é a razão do sentido de propósito de Rick e que os dois poderão vir a ter um filho em breve:

“O que eu amo ao interpretar este homem é que ele tem chegado tantas vezes ao fundo do poço mas continua a voltar, normalmente por outras pessoas. Esta é a primeira vez que ele não o fez, ele precisa de uma mão para se levantar e ela é absolutamente a chave para o seu regresso. Vamos repovoar o mundo.”

NEGAN CHEGOU A THE WALKING DEAD PARA FICAR

Falta pouco para o fim desta temporada de The Walking Dead. O que gostariam de ver no futuro?

Ângela Costa

Mestre em Cinema pela Universidade da Beira-Interior, sou apaixonada pelo cinema japonês e toda a cultura que o envolve. Adoro igualmente fotografia e se tiveres curiosidade passa no meu Instagram ;) Música e videojogos são dois outros grandes interesses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *