Top guarda-roupas da TV | 07. American Horror Story: Hotel

Na quinta temporada de American Horror Story, Lady Gaga ocupa o lugar de protagonismo, trazendo um ensandecido glamour ao esplendoroso guarda-roupa da série de Ryan Murphy.

 

<<  08. Penny Dreadful |  06. Empire  >>

 

Lou Eyrich, o figurinista que tem sido responsável pela criação do guarda-roupa para American Horror Story desde a primeira temporada, encontrou na quinta temporada aquele que foi, possivelmente, o seu maior desafio desde que começou a trabalhar nesta antologia de terror. Falamos, pois claro, do desafio de vestir Lady Gaga como a Condessa, a misteriosa protagonista desta temporada. Gaga tem-se revelado como uma das mais iconoclastas e exuberantes figuras da música pop contemporânea, sendo que as expetativas dos fãs, tanto da cantora como da série, eram monumentais quando foi anunciada a participação desta diva em American Horror Story: Hotel.

American Horror-Story-Hotel-Checking-In

American-Horror-Story-Evan-Peters

American-Horror-Story-Gaga-1

American-Horror-Story-Gaga-2

American-Horror-Story-Hotel-Lady-Gaga

A Condessa é uma figura vampírica cuja imortalidade lhe permitiu ser uma das amantes de Rudolph Valentino e ainda se encontrar no píncaro da sua beleza nos nossos dias. Como consequência desta inatural longevidade e monstruoso caráter, esta misteriosa figura enverga um guarda-roupa rico em referências a outras épocas, especialmente ao glamour dos anos dourados dos estúdios de Hollywood. Mesmo quando está coberta dos pés à cabeça em obras da alta-costura contemporânea ou criações originais de Lou Eyrich, Gaga parece sempre dar ares de Dietrich ou Crawford, sendo como que o apogeu da imagem que culturalmente vimos a associar com a palavra diva.

A ajudar a toda esta celebração do glamour de outros tempos está a mise-en-scène da série que, apesar de ser sempre afetada por uma louca inconsistência tonal, é sempre primorosa na sua fetichização sedutora das roupas do seu elenco, como que acariciando os tecidos que cobrem Gaga ou a intricada decoração da sua já famosa luva prateada.

Lê Também:
Doom Patrol de regresso com 4ª temporada

O modo como a série salta de registo para registo, misturando elementos de terror contemporâneo com romantismo de épocas passadas e elementos de completa fantasia, dão origem a um guarda-roupa rico em variedade e onde monotonia visual é algo impensável. Desse modo, temos visões da Condessa vestida no esplendor dos anos 20 no mesmo episódio em que a podemos apreciar como a rainha de uma discoteca da década de 70.

American-Horror-Story-Gaga-3

American-Horror-Story-Hotel-1920s

American-Horror-Story-Hotel-Angela-Bassett

American-Horror-Story-Hotel-Chutes-and-Ladders

Mas os figurinos de Lady Gaga não são a única razão para a presença de American Horror Story: Hotel nesta lista, sendo que todo o elenco é vestido com uma gloriosa atenção ao detalhe e com uma exuberância e dramatismo já característicos do mundo desta série.

Como o espírito de uma toxicodependente desesperada, Sarah Paulson é uma constante visão dos maiores e mais deliciosos clichés do grundge da década de 90, sendo que o seu estilo, tal como a existência da sua personagem se encontra congelado no tempo dentro do purgatório do hotel titular. Angela Bassett é uma amazónica presença, com um estilo perfeito para uma antiga estrela do cinema blacksploitation da década de 70 à imagem da imortal Pam Grier. Matt Bomer e Finn Witrock são duas faces da mesma moeda de afetada elegância masculina, como dois dos muitos amantes da Condessa. Evan Peters, como o diabólico construtor do hotel, é uma repugnante visão de charme dos anos 30 caricaturado e tornado deliciosamente grotesco.

Lê Também:
Doom Patrol de regresso com 4ª temporada

Muitas outras personagens maravilhosamente vestidas compõem este elenco, mas, para além da Condessa de Gaga, a verdadeira estrela desta temporada tem sido, sem sombra de dúvida, Liz Taylor, uma mulher transgénera interpretada pelo formidável Denis O’Hare. O seu guarda-roupa muitas vezes referencia certas escolhas de Elizabeth Taylor durante a década de 80, sendo que, desse modo, a personagem de O’Hare é um perfeito exemplo de uma beleza em trágico processo de envelhecimento, que mesmo assim é uma constante explosão de glamour. Que o ator tenha treinado com drag queens para melhor interpretar a sua personagem é da mais alta importância, especialmente quando o vemos a desfilar pelos tenebrosos corredor do hotel coberto em leves tecidos que esvoaçam pelo ar como asas de um espírito de outro mundo, mais elegante e fabuloso que o nosso.

American-Horror-Story-Hotel-Liz-Taylor

American-Horror-Story-Hotel-Sarah-Paulson

American-Horror-Story-Kathy-Bates-Denis-Ohare


<<  08. Penny Dreadful |  06. Empire  >>


Tão exuberante como o guarda-roupa de American Horror Story: Hotel é o vestuário da série que ocupa a 6ª posição nesta listagem. Para descobrires mais sobre esse drama cheio de música e ostentação descarada, segue para a próxima página.


 

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Cláudio Alves has 1666 posts and counting. See all posts by Cláudio Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.