Top MHD | Os filmes da Marvel

 

A Fase 2 da Marvel encerra com “Vingadores: a Era de Ultron”, que chega esta semana aos cinemas mundiais. Na Magazine.HD fomos analisar o passado, desde “Homem de Ferro” a “Guardiões da Galáxia”, e organizamos todos os filmes do Universo Cinematográfico da Marvel do pior para o melhor.

Nota: Este top não reflete uma opinião individual de qualquer colaborador da Magazine.HD, mas sim uma opinião global baseada num sistema de votação por pontos.

#10 – O Incrível Hulk (2008)

Hulk

Começamos pelo pior dos filmes produzidos pelos estúdios Marvel. No entanto, The Incredible Hulk é um dos mais importantes desta lista porque, juntamente com Iron Man, foi o responsável por desbravar o caminho para os filmes que vieram depois. Infelizmente, apesar do talento envolvido neste projeto o resultado final acabou por ficar bem aquém das expectativas. Embora o filme tenha sido um modesto sucesso de bilheteira arrecadou consideravelmente menos dinheiro do que Iron Man e, ao contrário deste, em geral não agradou nem aos críticos nem aos fãs. Edward Norton acabou por ser substituído por Mark Ruffalo em “Os Vingadores”, mas dez filmes depois, está mais do que na altura de Kevin Feige e companhia puxarem dos cordelinhos e nos trazerem de volta um filme a solo com o herói verde (talvez um “Planeta Hulk” e uma aproximação a “Guardiões da Galáxia”? Quem assistir a “Vingadores: A Era de Ultron” vai perceber porquê). [adaptado do texto de Bruno Vargas]

#9 – Thor: O Mundo das Trevas (2013)

Thor-The-Dark-World-Movie-2013-Review-Official-Trailer-Release-Date-1

Depois de a Bifrost ter sido destruída no final de “Thor”, os Nove Reinos entraram em guerra. A missão de Thor é voltar a implementar a paz mas, quando tudo parecia bem encaminhado, um velho inimigo, não só de Asgard mas do próprio universo, regressa e nem Odin sabe como pará-lo. Thor: The Dark World propõe uma narrativa própria que acaba por ter poucas consequências para o futuro do universo Marvel no cinema. Para além disso, falta-lhe a magia do original, esse elemento tão difícil de capturar que, infelizmente, desapareceu nesta sequela desinspirada que nem a química entre Chris Hemsworth e Tom Hiddleston consegue salvar. [adaptado do texto de Bruno Vargas e Rodrigo Marques]

#8 – Homem de Ferro 3 (2013)

hts0080v0011052r

“Iron Man 3” é o culminar de tudo aquilo que vimos nos primeiros filmes do génio, bilionário, playboy e filantropo Tony Stark, mas talvez não seja o melhor desfecho para a trilogia. Mais uma vez novas tecnologias resultantes do génio de Tony Stark são exploradas, com o desfecho do filme a trazer-nos um autêntico exército de Iron Man que dão outro brilho a este filme. Aqui confirma-se a importância de personagens secundárias tais como Pepper Potts, Happy Hogan (Jon Favreau) e James Rhodes (Don Cheadle). No entanto, é possível detetar os sinais de uma fórmula em iminente desgaste, onde se abusa do espetáculo pirotécnico e se explora o humor de Stark até ao limite. [por Ruben Pires]

Lê Também:
Vem aí uma Nintendo Switch para os fãs de Fortnite

#7 – Capitão América: O Primeiro Vingador (2011)

captain-america-the-first-avenger-movie-image-76

O primeiro (e único) filme de época da Marvel é também aquele que introduz o Primeiro Vingador: Capitão América. De magricela vítima de bullying a rapaz de fisionomia de impor respeito, Steve Rogers acaba por ser um herói perdido na forma como tem de lidar com o seu futuro amoroso (um fantasma que atormenta, mesmo em “A Era de Ultron”), com aquilo que lhe mandam fazer para honrar o seu país e com a sua transformação física. O filmes dos irmãos Russo talvez não tenha sido o ideal para que Chris Evans se assumisse como uma das figuras imprescindíveis dos Vingadores, mas foi um mal necessário para que o carisma de Evans pudesse ser cultivado.

#6 – Capitão América: O Soldado do Inverno (2014)

captain-america-2-winter-soldier-chris-evans

Capitão América: O Soldado do Inverno foi um estrondoso sucesso de crítica e de bilheteira, transformando-se num dos maiores êxitos do estúdio. A chave do êxito do Soldado do Inverno foi contornar as limitações da personagem principal, introduzindo para isso personagens secundárias fortíssimas como Nick Fury, Black Widow e Falcon. Os vilões da peça também são excelentes, particularmente o próprio Soldado do Inverno que acaba por ser tão ou mais interessante do que o próprio Capitão América. Aqui, os irmãos Russo aliam o Primeiro Vingador à S.H.I.E.L.D. e constroem um dos filmes-chave no desenvolvimento do universo Marvel  e criam um ponto de partida para “A Era de Ultron”. [adaptado do texto de Bruno Vargas]

#5 – Homem de Ferro 2 (2010)

iron-man-2-still-war-machine-mark-v1

“Homem de Ferro 2” é a consolidação de um projeto iniciado com primeiro “Homem de Ferro”, acrescentando um lado mais humano em Anthony Stark e dando uma maior relevância a Pepper Potts (Gwyneth Paltrow). Começam a ser dados os passos necessários para a formação dos Avengers. A presença de Nick Fury (Samuel L. Jackson) , Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), Agent Coulson (Clark Gregg) no elenco são disso exemplos. Apesar de tudo, a qualidade cai a pique face a um refrescante primeiro filme, pese embora a presença de Mickey Rourke que fez um trabalho impressionante – talvez um dos maiores destaques da trilogia. [por Ruben Pires]

#4 – Thor (2011)

Photo credit: Zade Rosenthal / Marvel Studios
Left to right: Loki (Tom Hiddleston) and Thor (Chris Hemsworth) in THOR, from Paramount Pictures and Marvel Entertainment.

© 2011 MVLFFLLC. TM & © 2011 Marvel. All Rights Reserved.

A Marvel leva-nos em 2011 para fora do planeta Terra e apresenta-nos um dos personagens que farão a ligação com os perigos que se avizinham em “Avengers: Infinity War”. Em “Thor”, conhecemos um personagem egocêntrico e gabarolas, mas humano e divertido, que viria a dar uma nova vida, juntamente com o seu irmão Loki, a um universo que caminhava a passos largos para uma reunião épica. Aqui o mérito é de Kenneth Branagh cuja influência shakespeariana influencia o belíssimo ambiente cénico de “Thor”.

Lê Também:
Spider-Man: Miles Morales revela o primeiro gameplay

#3 – Guardiões da Galáxia (2014)

XXX GUARDIANS-GALAXY-MOV-JY-0704.JPG A ENT

A Marvel alargou o seu Universo Cinematográfico para o cosmos, trazendo-nos a equipa mais carismática, divertida e problemática do seu arsenal. Apesar da hesitação do público que não conhecia estes novos personagens, “Guardiões da Galáxia” mostrou ser um filme hilariante, cheio de acção, boa disposição, com um leque fantástico de personagens e um realizador que o percebeu e lhe soube dar o que precisava. “Guardiões da Galáxia” traz-nos tudo o que de melhor as aventuras espaciais têm para oferecer, e abriu portas para o que nos espera na Fase 3. [adaptado do texto de Rodrigo Marques]

#2 – Homem de Ferro (2008)

iron-man-downey-jr

O primeiro “Homem de Ferro” foi o grande motor do Universo Cinematográfico da Marvel e assume-se como uma das obras mais conseguidas do estúdio. Ao longo da trilogia que mais tarde viria a ser criada, expõe-se a ascensão, o génio, o sentido de humor muito peculiar e a humanização de Tony Stark. Mas é em “Homem de Ferro” que se explora o lado mais mediático e aventureiro deste super-herói, ao mesmo tempo que se lança o caminho para a introdução e ascensão de Iron Man como uma das figuras mais marcantes neste universo cinematográfico da Marvel. [por Ruben Pires]

#1 – Os Vingadores (2012)

Publicity photo from the film "The Avengers"

O fim da primeira fase do Universo Cinematográfico da Marvel é também o ponto onde se atinge o auge. Egos e super-egos reúnem-se para uma épica batalha pela sobrevivência da humanidade. Joss Whedon sabe dar o destaque merecido a cada um dos personagens, sugando delas aquilo que elas melhor conseguem oferecer. E depois há o regresso de Hulk, que juntamente com Loki (um dos vilões mais carismáticos de sempre), protagonizam cenas que ficam gravadas para a eternidade dos filmes de super-heróis.

 

 

Agora segue-se “Vingadores: A Era de Ultron“, que já se encontra em exibição nos cinemas portugueses. Mas a Fase 3 da Marvel começa ainda este ano com “Homem-Formiga” e tem um grande acontecimento marcado para 2016 com “Capitão América: Guerra Civil“. Ainda em 2016 temos a apresentação de um novo personagem: “Doctor Strange” (protagonizado por Benedict Cumberbatch).

Em 2017 há “Guardiões da Galáxia 2“, o novo “Homem-Aranha” e “Thor: Ragnarok“. “Avengers: Infinity War Part 1“, “Black Panther” e “Captain Marvel” seguem-se em 2018. “Avengers: Infinity War Part 2” e “Inhumans” chegam em 2019.

 

Daniel E.S.Rodrigues

Sonho como se estivesse num filme de Wes Anderson, mas na verdade vivo no universo neurótico de Woody Allen. Sou obcecado pela temporada de prémios, e gostaria de ter seguido a carreira de cartomante para poder acertar em todas as previsões dos Óscares, Globos de Ouro (da SIC), Razzies, Troféus TV7 Dias e Corpo do Ano Men's Health. Mas, nesse universo neurótico e imperfeito em que me insiro, acabei por me tornar engenheiro. Sigam-me no Instagram para mais bitaites sobre Cinema, Música, Fotografia e outras coisas desinteressantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *