Turning Red © Disney/Pixar

Turning Red – Estranhamente Vermelho | Curiosidades sobre o filme da Pixar

Uma longa-metragem Disney/Pixar, “Turning Red – Estranhamente Vermelho” tem estreia exclusiva no streaming. Queres descobrir mais sobre o divertido filme?

Uma animação que leva o tema da adolescência para os ecrãs, “Turning Red – Estranhamente Vermelho” tem adolescentes, amizades para sempre, paixões, pandas vermelhos e fofinhos e ainda boys band que prometem levar algumas gerações a uma sensação de divertida nostalgia.

Lê Também:
Turning Red - Estranhamento Vermelho, em análise

Dos estúdios da Pixar, e com um enredo que volta a abordar temas sensíveis a todas as idades, o filme já está disponível na plataforma de streaming da Disney+ Portugal. Por isso, sabendo que será um título a não perder, aqui na Magazine.HD fomos procurar saber algumas curiosidades sobre a longa-metragem, desde bastidores até pequenos fun facts presentes no filme. Curiosos?

Turning Red
Mei é a jovem protagonista do filme © Disney/Pixar
  • Este é apenas o segundo filme da Pixar a ser realizado por uma mulher, neste caso Domee Shis, de origem asiática;
  • Depois de “Brave” (2012), “Divertida-Mente” (2015), “À Procura de Dory” (2016) e “Os Incríveis 2: Os Super-Heróis” (2018), “Turning Red” é o quinto filme da Pixar a ter uma protagonista feminina;
  • A banda sonora do filme é da autoria de Ludwig Göransson e marca a sua estreia enquanto compositor geral numa longa-metragem de animação;
Lê Também:
Disney+ Portugal | Um março de mood carnavalesco
  • Mei e o seu grupo de amigas possuem todas pulseiras a condizer, que foram desenhadas para parecerem de facto algo feito à mão pelas adolescentes;
  • O grupo de amigas tem uma palete de cores própria: Mei é vermelho, Miriam é amarelo e verde, Abby é lavanda e Priya é ocre. Já as personagens secundárias da escola andam nos tons cinzentos e azuis esverdeados, para que as personagens centrais se destaquem no meio da multidão;
Turning Red
Mei e as suas amigas © Disney/Pixar
  • Para além das paletes de cor próprias, os artistas da Pixar fizeram questão de realçar uma característica única de cada amiga de Mei:
    • O aparelho de Miriam é mostrado sempre que possível
    • Em Abby são realçadas as ‘sobrancelhas zangadas’, mesmo quando ela está está contente
    • As pálpebras de Priya nunca foram abertas totalmente durante toda a animação, o que lhe dá um ar calmo e cool;

SUBSCREVE JÁ À DISNEY+

  • O filme está cheio de referências ao espaço temporal em que “Turning Red” toma lugar – Toronto (Canadá), em 2002.
    • Em termos de objectos não foram esquecidos os telefones montados nas paredes, os computadores velhos na escola, os leitores de CDs e os video jogos na escola de Mei e até as cassetes de VHS;
  • Para a transformação que Mei sofre de panda vermelho para a sua forma humana, o pequeno gesto de vento a acompanhar a mudança foi um dos maiores desafios dos cineastas – o cabelo de Mei teve de ser ajustado para duas vezes o seu tamanho normal durante algumas frames para dar a sensação de vento até assentar no comprimento normal.

TRAILER | TURNING RED JÁ ESTREOU!

O que pensas destes lançamentos directos na plataforma da Disney+ Portugal?

Marta Kong Nunes

Fanática de cinema e séries por pura paixão, sou da geração Disney mas também das Tartarugas Ninjas, Motoratos e afins. Já passei pela obsessão de vários géneros de cinema e apesar de me considerar eclética, nada me tira o gozo de um bom filme de acção (por muito irrealista que seja). Séries também se devoram por cá, mas a magia de um filme, será sempre a magia de um filme!

Marta Kong Nunes has 2444 posts and counting. See all posts by Marta Kong Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.