Festival de Veneza 2015 | Vencedores e vencidos (Parte I)

 

A edição deste ano do Festival de Cinema de Veneza apresentou “The Danish Girl”, “Everest” e “Beasts of No Nation”. A Magazine.HD apresenta os filmes que venceram num dos palcos mais importantes de cinema e aqueles que ficaram aquém das expectativas.  

A 72º edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza terminou dia 12 de setembro e estreou alguns dos possíveis candidatos aos Óscares. Nos últimos anos, este festival desenvolveu uma grande reputação ao apresentar em primeira mão os grandes vencedores da academia: em 2013 exibiu “Gravidade” e no ano passado apresentou “Birdman”.

LÊ TAMBÉM: Calendário | Festivais de Cinema de 2015

No entanto, este ano, o evento perdeu vários filmes de renome para os festivais de Telluride, Toronto e Nova Iorque. Mesmo assim, estrearam “Evereste”, “Beasts of No Nation”, “ The Danish Girl”, “Anomalisa” e “Black Mass” no Festival de Cinema de Veneza.

Na primeira parte iremos falar dos filmes, que apesar de favoritos, não surpreenderam.

everest
Jake Gyllenhaal em “Evereste”

A edição deste ano abriu com a estreia de “Evereste”, protagonizada por Jake Gyllenhaal, Robin Wright, Josh Brolin, Keira Knightley, Emily Watson e Jason Clarke. Baseado em factos reais, o drama, do cineasta Baltasar Kormakur, acompanha dois grupos de alpinistas e a sua luta desesperada para permanecer vivo durante uma tempestade de neve no topo da montanha mais alta do mundo.

Lê Também:
78º Festival de Veneza | Revelada a programação completa

Segundo Indie Wire, “Evereste” é “um desastroso filme ‘pipoca’ desastroso em 3D”. De acordo com o mesmo site, o filme peca pela falta de aventura presente no filme.

CONSULTA AINDA: Eddie Redmayne é a primeira mulher transsexual no trailer de The Danish Girl

The Danish Girl” que é visto pela crítica como um dos fortes candidatos aos Óscares – principalmente pela performance do já oscarizado Eddie Redmayne – também esteve presente no Festival de Veneza. O filme de Tom Hooper (“Discurso do Rei”) é inspirado no livro de David Ebershoff que acompanha a vida da primeira pessoa a submeter-se a uma cirurgia de redesignação sexual.

O filme recebeu uma grande ovação por parte do público. Contudo, apesar do buzz criado em torno de “The Danish Girl“, o júri desta edição de Veneza acabou por não premiar o título, destacando outros projetos.

Lê Também:
78º Festival de Veneza | Revelada a programação completa
black mass
Johnny Depp em “Black Mass”

Black Mass” com Johnny Depp quase irreconhecível foi um dos destaques do Festival internacional de Veneza. O filme de Scott Cooper, sobre o gangster James “Whitey” Bulger que se tornou num informador do FBI e usou o seu estatuto para eliminar os seus rivais, não estava em competição para o Leão de Ouro.

A decisão de não correr pelo prémio talvez tenha sido melhor, uma vez que a imprensa criticou a produção pela falta de densidade no argumento. “Não é de maneira alguma um filme terrível, mas é marcada por uma abordagem superficial que dificulta a conexão com a história”, segundo Indie Wire.

Na próxima parte não percas os filmes, exibidos na 72º edição do Festival de Cinema de Veneza, que venceram e surpreenderam a crítica e o público. 

>> Festival de Veneza 2015 | Vencedores e vencidos (Parte II)

Catarina Fernandes

Mestre em Ciências da Comunicação e fotógrafa amadora. Seriófila compulsiva e apaixonada por literatura, assim como pelo cinema e pela sua história. (Extremamente) Viciada em música e concertos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *