Writers Guild Awards | Lista completa de nomeados

 

Os sindicatos de Hollywood continuam a revelar os seus nomeados, desta foi a vez do sindicato de argumentistas. Perdido em Marte, A Ponte dos Espiões e Steve Jobs estão entre candidatos.

Depois dos sindicatos de produtores e de diretores de arte revelarem os seus nomeados chegou a vez do sindicato de argumentistas e mais uma vez as surpresas são sonantes. Sicario – Infiltrado parece ter captado atenção merecida para os Óscares, na categoria de melhor argumento original e Trumbo que apesar das críticas medianas continua a ser muito falado agora na categoria de melhor argumento adaptado. Novamente as maiores ausências são o argumento (original) de Os Oito Odiados e o argumento (adaptado) de Quarto por Emma Donoghue, uma vez que nenhum dos argumentistas integra a lista de membros do sindicato.

Consulta também: Producers Guild Awards 2016 | Lista Completa de Nomeados

O Caso Spotlight e Carol sem quaisquer surpresas foram nomeados. Tom McCarthy já havia recebido outras nomeações por The Station Agent, The Visitor e Win Win. Aaron Sorkin por Steve Jobs recebe mais uma nomeação após The American President e Moneyball e as vitórias por A Rede Social e The West Wing.

Apesar das exclusões, os Writers Guild Awards coincidem quase sempre com os Óscares  – 13 nos últimos 21 anos corresponderam na categoria de argumento original e 15 vencedores corresponderam no mesmo período na categoria de argumento adaptado. No ano passado Birdman venceu o Óscar em melhor argumento original mas perdeu o prémio dos WGA para Grand Budapest Hotel, porque nenhum dos seus argumentistas era membro.

Os vencedores são revelados a 13 de fevereiro. Este domingo são entregues os Globos de Ouro.

LISTA COMPLETA DE NOMEADOS

Melhor Argumento Original

Writers Guild Awards
Aaron Sorkin está nomeado por Steve Jobs na categoria de melhor argumento adaptado

Melhor Argumento Adaptado

  • Charles Randolph e Adam McKay por A Queda de Wall Street (baseado no livro “The Big Short” de Michael Lewis)
  • Phyllis Nagy por Carol (baseado no livro “Carol or The Price of Salt” de Patricia Hightsmith)
  • Drew Goddard por Perdido em Marte (baseado no livro “The Martian” de Andy Weir)
  • Aaron Sorkin por Steve Jobs (baseado no livro “Steve Jobs” de Walter Isaacson
  • John McNamara por Trumbo (baseado na biografia “Trumbo” de Bruce Cook)

Melhor Argumento em Filme-Documentário

  • Robert Cohen por Being Canadian
  • Alex Gibney por Going Clear: Scientology and the Prison of Belief
  • Brett Morgan por Kurt Cobain: Montage of Heck
  • Amy J. Berg por Prophet’s Prey

Para saberes mais sobre a Awards Season  consulta o nosso Calendário da Awards Season 2015/2016.

Virgílio Jesus

Era uma vez em...Portugal um amante de filmes de Hollywood (e sobre Hollywood). Jornalista e editor de conteúdos digitais em diferentes meios nacionais e internacionais, é um dos especialistas na temporada de prémios da MHD, adepto de todas as formas e loucuras fílmicas, e que está sempre pronto para dois (ou muitos mais!) dedos de conversa com várias personalidades do mundo do entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *