Festival de Cannes

72º Festival de Cannes Gabriel Abrantes na 51ª Quinzena dos Realizadores

Imparável Gabriel Abrantes, o realizador de ‘Diamantino’, regressa ao festival subindo de ‘divisão’, um ano depois de ali ter recebido o Grande Prémio da Semana da Crítica.

Depois do surpreendente Grande Prémio na Semana da Crítica com ‘Diamantino’ (a meias com Daniel Schmidt), o ano passado, Gabriel Abrantes subiu a um patamar superior na hierarquia das secções paralelas do Festival de Cannes. Foi seleccionado com o seu novo filme Les Extraordinaires Mésaventures de la jeune fille de pierre’ (The Marvelous Misadventures of the Stone Lady), uma curta-metragem que será apresentada na 51ª Quinzena dos Realizadores, que decorre de 15 a 25 de Maio próximo, em paralelo com as outras competições.

Festival de Cannes

Pelo menos as curtas-metragens portuguesas estão em grande nas secções paralelas do Festival de Cannes 2019 já, que este é o terceiro filme português anunciado depois de ‘Invisível Herói’, de Cristèle Alves Meira, e ‘Dia de Festa’, de Sofia Bost, que vão estar na 58ª Semana da Crítica. A primeira numa secção especial, e a segunda estará mesmo em competição.

Lê Também:
72º Festival de Cannes | Onde Estás Tarantino?

Festival de Cannes

Além da curta portuguesa, a 51ª Quinzena dos Realizadores anunciou a sua programação onde constam em primeiro lugar uma homenagem a John Carpenter. Para além disso, na sempre surpreendente programação (que muitas vezes não fica nada atrás, pelo contrário) da Selecção Oficial e de Un Certain Regard, do Festival de Cannes, este ano estarão presentes as longas-metragens: ‘The Halt’, de Lav Diaz, ‘First Love’, de Takashi Miike, ‘The Lighthouse’, de Robert Eggers (com uma dupla fascinante de ver a contracenar,  Robert Pattinson e Willem Dafoe), ‘Lillian’, de Andreas Horwath, ‘Blow It to Bits’, de Lech Kowalski,  ‘Zombi Child’, de Bertrand Bonello, entre outras.

VER VÍDEO DA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA DA QUINZENA

Novidade igualmente é a realização de uma masterclass com o cineasta mexicano Robert Rodriguez, depois da exibição do seu novo thriller intitulado ‘Red 11’. Uma excelente programação, a da 51ª Quinzena dos Realizadores, que se torna mais um desafio e um motivo de stress para quem acompanha o festival e tem de fazer opções às muitas sessões e eventos que se realizam em simultâneo.

José Vieira Mendes

José Vieira Mendes

Jornalista, crítico de cinema e programador. Licenciado em Comunicação Social, e pós-graduado em Produção de Televisão, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. É actualmente Editor da Magazine.HD (www.magazine-hd.com). Foi Director da ‘Premiere’ (1999 a 2010). Colabora no blog ‘Imagens de Fundo’, do Final Cut/Visão JL , no Jornal de Letras e na Visão. Foi apresentador das ‘Noites de Cinema’, na RTP Memória e comentador no Bom Dia Portugal, da RTP1.  Realizou os documentários: ‘Gerações Curtas!?’ (2012);  ‘Ó Pai O Que É a Crise?’ (2012); ‘as memórias não se apagam’, ( 2014). Foi programador do ciclo ‘Pontes para Istambul’,(2010),‘Turkey: The Missing Star Lisbon’, (2012) Mostras de Cinema da América Latina 2010 e 2011, 'Vamos fazer Rir a Europa', 2014 e Mostra de Cinema Dominicano, 2014 e Cine Atlântico, Terceira, Açores. É o Director de Programação do Cine’Eco- Festival de Cinema Ambiental da Serra da Estrela desde 2012. É membro da FIPRESCI.

One thought on “72º Festival de Cannes Gabriel Abrantes na 51ª Quinzena dos Realizadores

  • Muito bom, aliás como sempre

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *