Atrás das Câmaras | Em Parte Incerta já disponível no NOS Videoclube

Atrás das Câmaras

Conheça factos curiosos acerca dos grandes êxitos de bilheteira em estreia no Videoclube da NOS


 A Magazine.HD e a NOS dão-lhe a conhecer as estreias da semana no seu Videoclube de um ponto de vista singular: atrás das câmaras. Bandas sonoras, críticas de cinema, vídeos que o farão rir, curiosidades de cariz mais ousado e números de box-office, são alguns dos artigos que aqui poderá acompanhar.

 

 

 

Gone Girl

EM EQUIPA QUE GANHA, NÃO SE MEXE. QUE O DIGA DAVID FINCHER

Mais uma parceria entre Trent Reznor e Atticus Ross, e mais um sucesso. Em Parte Incerta marca a terceira vez que os compositores e David Fincher trabalham juntos. A primeira foi em “A Rede Social”, a segunda em “Os Homens Que Odeiam As Mulheres”. O primeiro deu a Reznor e Atticus Ross o Óscar de Melhor Banda Sonora, enquanto que com o segundo receberam uma nomeação para um Globo de Ouro. Se tudo correr bem, também Em Parte Incerta terá a sua sorte na temporada de prémios.

Lê Também:
Comic Con Portugal 2019 | Presença de Kass Morgan confirmada

O seu alinhamento foi inspirado nas músicas que se podem ouvir nas casas de massagens mais corriqueiras, uma ideia que partiu de David Fincher que pretendia um som que artificialmente nos tenta fazer sentir que está tudo bem, para no momento seguinte tudo se desmoronar. Abra o vídeo, concentre-se e ouça uma das melhores faixas de todo o álbum, “Like Home”.


 

Título: Gone Girl
Género: Drama, Thriller
Duração: 149′ 
Realização: David Fincher
Elenco: Ben Affleck, Rosamund Pike, Neil Patrick Harris, Tyler Perry, Carrie Coon

Sinopse: No 5º aniversário de casamento, a bela esposa de Nick Dunne, Amy, é dada como desaparecida. Sob pressão da polícia e dos media, o retrato da união feliz de Nick e Amy começa a desmoronar-se. Será que Nick Dunne matou a mulher?

Lê Também:
Mindhunter | Segunda temporada chega este Verão

Trailer: 

Daniel E.S.Rodrigues

Sonho como se estivesse num filme de Wes Anderson, mas na verdade vivo no universo neurótico de Woody Allen. Sou obcecado pela temporada de prémios, e gostaria de ter seguido a carreira de cartomante para poder acertar em todas as previsões dos Óscares, Globos de Ouro (da SIC), Razzies, Troféus TV7 Dias e Corpo do Ano Men's Health. Mas, nesse universo neurótico e imperfeito em que me insiro, acabei por me tornar engenheiro. Sigam-me no Instagram para mais bitaites sobre Cinema, Música, Fotografia e outras coisas desinteressantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *