Batman: The Telltale Series – Episódio 4 (PS4) | Análise

A um episódio do final desta aventura, Batman: The Telltale Series viaja pela nostalgia do universo do vigilante, e prepara o terreno para uma eventual segunda temporada. Guardian of Gotham marca ainda um novo Bruce Wayne.

batman telltale series  

  • Editora: Telltale Games
  • Produtora: Telltale Games
  • Plataformas: PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One, PC

Classificação  [starreviewmulti id=8 tpl=20 style=’oxygen_gif’ average_stars=’oxygen_gif’]

 

Arkham Asylum é um dos locais mais icônicos do universo de Batman e é ele que abre Guardian of Gotham. Entre os loucos, assassinos e psicopatas, encontra-se agora um novo paciente. Após os eventos que se desenrolaram durante a conferência de empresa, na qual Oswald Cobblepot foi publicamente anunciado como novo líder da Wayne Enterprises, Harvey Dent dá ordem para que Bruce seja internado no asilo.

Confuso e ainda a sofrer dos efeitos da droga injetada pela Lady Arkham, Bruce conhece alguns dos pacientes. Entre eles estão Arnold Wesker (o Ventríloquo), Victor Zsasz, Blockbuster (igualmente recém-chegado), e o misterioso John Doe, do qual não existem quaisquer informações sobre o seu internamento ou chegada a Arkham.

guardian of gotham batman bruce wayne

O vilão é a alegria de pacientes e médicos, especialmente da Drª Leslie Thompkins com quem tem uma relação próxima. Para além disso, apesar de encarcerada, a personagem possui bastante informação sobre o que acontece no exterior de Arkham: sabe que Vicki Vale é Lady Arkham (possuindo informações sobre o seu passado), e pode dizer-se que sabe igualmente qual a verdadeira identidade de Bruce. O que estará a planear? Irás tu aliar-te a ele e travar amizade com o teu futuro arqui-inimigo?

Lê também: The Walking Dead – Season 2 (PS4) | Análise

Joker é assim introduzido no mundo da Telltale e espera-se que regresse futuramente, quem sabe numa segunda temporada de Batman: The Telltale Series.

guardian of gotham joker john doe coringa

Porém seria impossível manter Bruce para sempre em Arkham e este acaba por conseguir escapar, de uma maneira ou de outra. De regresso à cidade de Gotham, Bruce depara-se com a maior decisão deste episódio.

Por um lado, cego para o homem em que se está a tornar, Harvey Dent decide invadir a Mansão Wayne para expulsar o ex-melhor amigo Bruce Wayne. Por outro lado, não contente com a sua nova posição como cabeça da Wayne Enterprises, Oz vira a sua atenção para a tecnologia que suporta Batman, permitindo-lhe defender Gotham de forma rápida e eficaz.

Aqui o jogador terá de decidir se escolhe defender a mansão, onde se encontra Alfred, ou se visita o Penguin numa tentativa de salvar tudo aquilo que lhe permite ser quem é.

Lê ainda: Game of Thrones – (PS4) | Análise

ESTE É O CAMINHO QUE O GUARDIAN OF GOTHAM TERÁ DE ENFRENTAR

Guardian of Gotham inclui uma investigação de um crime e a utilização de gadgets regressa, ainda que limitada. A história e as escolhas de diálogo são de longe os pontos fortes do episódio que se prepara para o grande final, já em Janeiro de 2017. Quanto ao ponto fraco, o maior é sem dúvida o facto de durante as lutas, alguns dos quicktime events pouco ou nada interferem no resultado.

HARDWARE USADO PELA MHD PARA TESTES DE JOGOS

PS4:

  • PlayStation 4 Glacier White
  • DualShock 4 White
  • Razer Leviathan Sound System

PC:

  • Headphones Razer Carcharias
  • Keyboard Razer Epic Chroma
  • Mouse Razer Naga Epic Chroma

No final do episódio Batman encontra-se numa posição não muito favorável e resta saber como conseguirá enfrentar as Children of Arkham. Será o vigilante capaz de salvar Gotham? Irá a raiva de Batman engolir Bruce Wayne e arrastá-lo para a escuridão?

Ângela Costa

Lê Também:   Trailer de Joker: Folie à Deux está a chocar a internet e mostra um lado nunca visto de Joaquin Phoenix e Lady Gaga

2 thoughts on “Batman: The Telltale Series – Episódio 4 (PS4) | Análise

  • Olá Magazine! Já à alguns anos que sou vosso leitor de forma religiosa nas análises de videojogos e sempre recomendo o vosso trabalho mas agora também acho que devo fazer algumas críticas. O vosso site sempre me agradou pela coerencia e exigência e ao ver estas análises ao Batman fico confuso. Estes jogos do Batman estão a ser considerados uma desilusão global e já vi sites de referência a dar a nota 5 em 10. A maioria fixa entre os 6 e os 7 e ninguém falar sequer destes jogos mas vocês estão a dar notas quase perfeitas. Porquê esta discrepância? Peço desculpa pela critica mas não me parece que este seja o caminho coerente que já tiveram.

  • Olá Rúben! Desde já agradeço o teu comentário. Fui eu a autora da análise e sei que esta possui alguma discrepância em relação às análises de outros sites, e tentarei explicar porquê. Isto deve-se ao facto de, de uma forma geral, os jogos indies ou jogos menos populares serem comparados a jogos AAA, fenómeno com o qual, pessoalmente, discordo. Não posso comparar um Batman a jogos como Uncharted, Assassin’s Creed, Final Fantasy ou outros, pois estes não possuem objetivos iguais. Dessa forma, tentarei sempre avaliar/analisar cada jogo dentro do seu género – a telltale, como jogos point and click de acção e aventura que se focam na narrativa. Dentro desse género, a Telltale está bastante bem. Apesar de no final as avaliações parecerem “estranhas”, se dou 9 a um jogo do género X, significa que de entre os seus semelhantes, o jogo é um 9. Peço desculpa se não era a análise que esperavas, mas é uma análise mais justa, a meu ver pessoal. E só pelo site X, Y e Z dar um 5 a um jogo, não significa que aqui na MHD concordemos. É por isso que assinamos as análises com os nossos nomes, desculpa o longo texto 🙂 Mas já agora, qual a tua opinião do Batman?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *