© TriStar Pictures / Columbia Pictures / FOX 2000 Pictures

Brad Pitt | De Thelma & Louise a Bullet Train

De vampiro a um herói da Grécia Antiga, Brad Pitt interpretou todo o género de personagens. Com uma carreira com mais de 30 anos, o ator norte-americano destacou-se na série televisiva “Dallas” (1987). Desde daí, tornou-se num dos atores mais requisitados de Hollywood. Entre “Thelma & Louise” (1991) a “Bullet Train: Comboio Bala” (2022), é difícil não termos um filme seu entre os nossos favoritos! Por isso, escolhemos os stills (fotogramas) dos últimos filmes de Brad Pitt.

Semelhante ao que acontece com outros atores, o seu primeiro Óscar tardou a chegar. Em 2014, com “12 Years a Slave” arrecada a estatueta para “Melhor Filme”, como um dos produtores do filme. Brad Pitt recebe o prémio que lhe “foge” desde 1996, após a nomeação para “Melhor Ator Secundário” em “12 Monkeys”. Teria de esperar até à 92ª Cerimónia dos Óscares, em 2020, para ganhar a sua primeira estatueta por interpretação. No papel de Cliff Booth em “Era uma Vez em… Hollywood” (2019), o ator vence na categoria de “Melhor Ator Secundário”. Fora do mundo dos prémios, Brad Pitt estrelou dezenas de filmes que marcaram o imaginário das pessoas, como é o caso de “O Estranho Caso de Benjamin Button” (2008) e “Seven – 7 Pecados Mortais” (1995). Assim sendo, explora os stillframes dos últimos filmes de Brad Pitt, incluindo “Bullet Train: Comboio Bala”, que estreia dia 4 de Agosto nas salas de cinema.

Lê Também:   Marvel Studios | O calendário da Saga do Multiverso

Thelma & Louise (1991)

Brad Pitt
© Pathé Entertainment

Contracena com Geena Davis e Susan Sarandon, num filme realizado por Ridley Scott (“Alien”). Neste filme de 1991, seguimos a história de uma dupla de melhores amigas que decidem fazer uma pequena viagem para escapar à rotina. Contudo, a viagem acaba por correr mal, e vêem-se a fugir à polícia. Aqui, Brad Pitt desempenha J.D., um jovem atraente que acabar por roubar os pertences da dupla, após terem lhe dado boleia.




A River Runs Throught It (1992)

Brad Pitt
© Columbia Pictures

Com história fora do habitual, Paul Maclean (Brad Pitt) é um dos filhos de uma família religiosa, sendo que o pai é um reverendo. Além da questão religiosa, a história foca-se na paixão pela pesca dos irmãos. 




Kalifornia (1993)

Brad Pitt
© PolyGram Filmed Entertrainment

Uma dupla de jornalista vai visitar os locais de homicídios de um serial killer, juntamente com outras duas pessoas. Contudo, um deles é o assassino. Um dos filmes mais desconhecidos de Brad Pitt, onde interpreta o infame assassino Early Grayce.





True Romance (1993)

Brad Pitt
© Warner Bros.

O que o amor faz. Este filme conta a história de um solitário homem apaixonado pela cultura pop, que acaba por casar-se com uma “mulher da noite”. Contudo, este decide roubar cocaína alguém perigoso para depois tentar vender em Hollywood. Entretanto, os donos originais da droga estão em busca do ladrão. Ao contrário de maioria dos filmes da lista, o ator norte-americana ficou em segundo plano, com uma personagem secundário e com pouco tempo de ecrã.




Interview with the Vampire (1994)

© Warner Bros.

Um elenco de luxo, com nomes como Tom Cruise, Antonio Banderas, Christian Slater, Kirsten Dunst, e obviamente, Brad Pitt. Normalmente os vampiros querem passar despercebidos, mas neste filme Louis de Pointe du Lac (Brad Pitt) vai revelar a sua longa vida ao jornalista Daniel Molloy (Christian Slater).




Legends of the Fall (1994)

Brad Pitt
© TriStar Pictures

Tristan (Brad Pitt) é um dos três filhos de Ludlow (Anthony Hopkins). No início do século XX, esta família vive numa zona remota de Montana. Ainda assim, o filme envolve traição, amor, natureza e guerra.




12 Monkeys (1995)

Brad Pitt
© Atlas Entertainment

Quem é que não conhece a música de introdução de “12 Monkeys”? Ao mesmo tempo assustador, mas não conseguimos parar de ouvir. Um filme que envolve viagens no tempo, a humanidade está à beira da extinção, após um virus mortal ter-se alastrado por todo o mundo. Nem sempre pode ser o bom da fita, e aqui Brad Pitt interpreta Jeffrey Goines, uma personagem excêntrica que vai acabar por ter bastante peso no destino da humanidade.




Seven – 7 Pecados Mortais (1995)

Brad Pitt
© New Line Cinema

Um dos melhores filmes de David Fincher, e conta com Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey como protagonistas. Um macabro assassino executa as suas vítimas consoante os sete pecados mortais, gula, ganância, preguiça, luxúria, orgulho, inveja e ira. No final, só resta uma pergunta, “What’s in the box?” (o que é que está na caixa?).




Sleepers – Sentimento de Revolta (1996)

Brad Pitt
© PolyGram Filmed Entertrainment

Um dos filmes mais desconhecidos do ator norte-americano, e ao mesmo tempo, um filme underrated. Ou seja, merecia mais visibilidade do que a que teve. Acompanhamos a história de um grupo de jovens que acabam num centro de detenções juvenil, após uma partida ter acabado extremamente mal. Humilhados e mal-tratados, os jovens não ficaram com saudades. Treze anos após a saída, encontram-se com um dos guardas do centro. Uma oportunidade para se vingarem.




The Devil’s Own (1997)

© Columbia Pictures

Podia ter sido mais, com Brad Pitt e Harrison Ford como protagonistas. Mas a história de um policia que desvenda a verdadeira identidade do seu companheiro de casa, acaba por se perder no potencial que tinha.




Seven Years in Tibete (1997)

© TriStar Pictures

Baseado numa história verídica, o ator interpreta Heinrich Harrer, o alpinista austriaco que fica sete anos no Tibete, na época em que a China toma “posse”. Na história original, Heinrich conhece um jovem Dalai Lama. Além disso, este filme consegue surpreender pela mensagem que transmite, sobre um país que devia ser livre.




Meet Joe Black (1998)

© Universal Pictures

É a segunda vez que o ator contracena com Anthony Hopkins. Mas neste filme, Brad Pitt é o protagonista, Joe Black, que se apresenta como a personificação da Morte. Com o intuito de descobrir como é que é a vida dos mortais, acaba por apaixonar-se.




Fight Club (1999)

© 20th Century Fox

Um clássico do cinema, realizado por David Fincher. Quem já viu, sabe a montanha-russa que a história acaba por ser. Para quem ainda não viu, não podemos dizer nada, por que existe uma regra, não se fala do “Fight Club”.




Snatch (2000)

© Screen Gems

Quem diria que o ator conseguia entrar na perfeição num papel de um criminoso de segunda categoria? Um conjunto de personagens com intenções duvidosas andam à procura de um precioso diamante, pelo meio vale basicamente tudo para o obter. Além disso, neste filme de Guy Ritchie, vemos Brad Pitt ao lado de Jason Statham e Vinnie Jones.




Ocean’s Eleven (2001)

Brad Pitt
© Warner Bros.

Um dos filmes mais conhecidos de Steven Soderbergh. George Clooney, Julia Roberts e Matt Damons juntam-se ao ator para protagonizar este incrível filme de ação. Danny Ocean (George Clooney), com a ajuda de mais 10 sócios, pretendem roubar três casinos de Las Vegas, ao mesmo tempo. É um clássico dentro do género, e um dos melhores filmes de Brad Pitt.




Ocean’s Twelve (2004)

Brad Pitt
© Warner Bros.

Se o primeiro filme teve sucesso, não havia razões para ficar só por ali. Os planos nunca correm como esperamos, e aqui vemos o dono dos casinos, Terry Benedict (Andy Garcia) atrás do bando. Além de conseguir encontrar-los, exige a devolução do dinheiro roubado, mais os devidos juros. Será que conseguiram outro golpe de génio?




Troy (2004)

Brad Pitt
© Warner Bros.

Já sabemos o que acontece a Aquiles, o herói da Grécia cuja a sua única fraqueza é o calcanhar. Apesar de não ser uma história nova, “Troy” é o filme ideal para rever aos domingos à tarde, com um Brad Pitt pronto para a batalha.




Mr. & Mrs. Smith (2005)

Brad Pitt
© 20th Century Fox

Angelina Jolie (Jane) e Brad Pitt (John) são os melhores operacionais do seu ramo, contratados para matar. Contudo, acabam por se apaixonar e casar. Apesar de partilharem o mesmo meio, nenhum dos dois revelou as suas profissões. Na vida real, o par acaba por casar, após o divórcio do ator com Jennifer Anniston.




Babel (2006)

© Paramount Pictures

De todos os filmes do ator, “Babel” é capaz de ser o mais intenso, pelo menos a nível psicológico. Realizado por Alejandro González Iñarritu, este drama segue as ações de várias personagens, consoante a sua localização geográfica. Ou seja, a montagem do filme não tem uma cronologia linear habitual.




The Assassination of Jesse James by the Coward Robert Ford (2007)

Brad Pitt
© Warner Bros.

Neste filme acompanhamos os últimos sete meses da vida do infame fora-de-lei Jesse James (Brad Pitt). Um pouco fora do que o ator nos tem habituado, é um excelente filme para se descobrir e deixarmos-nos levar pela história.




Ocean’s Thirteen (2007)

Brad Pitt
© Warner Bros. / Melinda Sue Gordon

Agora não é por dinheiro, é por vingança. “Ocean’s Thirteen” recebe um décimo terceiro elemento improvável, Terry Benedict (Andy Garcia), o dono dos casinos que lhes exigia dinheiro. Apesar de não estar ao mesmo nível dos anteriores, é um bom encerramento da trilogia. Contudo, é de relembrar que anos mais tarde, que a irmã de Danny, Debbie Ocean (Sandra Bullock) também reúne a sua banda para um assalto, em “Ocean’s Eight” (2018).




O Estranho Caso de Benjamin Button (2008)

Brad Pitt
© Paramount Pictures

Quem diria que a história de um bebé que nasce velho, e morre como recém-nascido, iria ter tanto sucesso? Além da história incrível, parte do sucesso do filme deveu-se ao ator, que acabou por ser nomeado os Óscares, na categoria de “Melhor Ator Principal”. Incrivelmente, é a única nomeação que teve para esta categoria.




Sacanas Sem Lei (2009)

© A Band Apart

Sangue, sangue, sangue e uma história incrível. É o que podemos esperar de um filme realizado por Quentin Tarantino. Em plena Alemanha Nazi, um grupo de judeus vai capturar todos os nazis. Pelo caminho, retiram-lhes o escalpe, até porque não vão precisar dele. Em paralelo, a dona de um cinema parisiense tem um plano para assassinar Hitler. É um filme obrigatório.




Moneyball – Jogada de Risco (2011)

Brad Pitt
© Melinda Sue Gordon

Em todas as modalidades desportivas, as equipas que contratam os melhores jogadores têm melhores chances de ganhar. Contudo, não foi o caso de Billy Beane (Brad Pitt). Neste filme inspirado numa história verídica, Billy vai guiar-se pela estatística dos jogadores, onde junta uma equipa subvalorizada e leva-os ao topo. Um dos poucos filmes biográficos que o ator participou, mas provavelmente o melhor.




WWZ: Guerra Mundial (2013)

Brad Pitt
© Jaap Buitendijk / Paramount Pictures

Se estás habituado aos mortos-vivos lentos e, em certos aspetos, com um raciocínio baixo, em “WWZ” vais ter o oposto. Brad Pitt é Gerry Lane, um investigador que vai ter um papel crucial na busca pela cura. O filme não tem uma história fora do habitual, mas é a participação do ator que nos atrai.




12 Years a Slave (2013)

Brad Pitt
© Regency Enterprises

Solomon Northup era um homem livre. Acabou por ser raptado e vendido como escravo. Baseado na história verídica, Brad Pitt não impressiona pela sua performance, mas enquanto produtor, o filme rendeu-lhe o seu primeiro Óscar. Apesar disso, o filme retrata uma época negra da história dos EUA, e para não voltar-se a repetir, temos de aprender com os erros do passado.




Fury (2014)

Brad Pitt
© Giles Keyte / Sony Pictures Entertainment

Um tanque e a sua tripulação vão fazer os impossíveis durante o seu caminho pela Alemanha Nazi, perto do final da Segunda Guerra Mundial. Com uma história rica, com diversos detalhes históricos precisos, e uma excelente performance do Brad Pitt, “Fury” tinha de estar nesta lista.




A Queda de Wall Street (2015)

Brad Pitt
© Regency Enterprises

Outro filme inspirado numa história verídica. Um conjunto de investidores de risco apercebem-se que uma crise está quase a chegar, e ao mesmo tempo, descobrem uma maneira de lucrar com isso. Este filme mostra o mundo do investimento, apesar de raspar apenas a superfície, temos uma ideia de quão instável pode ser o mundo financeiro.




Era Uma Vez em… Hollywood (2019)

Brad Pitt
© Andrew Cooper / Sony Pictures Entertainment

Outro filme de Quentin Tarantino. Apesar do início ser a meio gás, “Era uma Vez em… Hollywood” acaba em ação desenfreada, com sangue por todo o lado. Além disso, a performance do ator valeu-lhe o seu primeiro Óscar por interpretação, na categoria de “Melhor Ator Secundário”.




Bullet Train: Comboio Bala (2022)

Brad Pitt
© Scott Garfield / CTMG

Chegamos ao seu último filme, “Bullet Train: Comboio Bala“. Inspirado num livro, a história passa-se na sua totalidade dentro de um comboio de alta velocidade. Mas não é só neste aspeto que a velocidade é alucinante, a narrativa também é. Com personagens ricas, será que Ladybug (Brad Pitt) vai conseguir safar-se?

Qual é o teu filme favorito? Adicionavas ou tiravas algum? Qual foi a melhor performance de Brad Pitt?

Lê Também:   Bullet Train de Kōtarō Isaka, em análise


Também do teu Interesse:


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *