©Sharkoon

Cadeiras de escritório ou gaming? O que escolher? A Sharkoon tem a resposta.

Como escolher o melhor tipo de cadeira para nós? Quais as diferenças mais importantes entre uma cadeira de escritório e uma gaming? Hoje vemos duas da Sharkoon!

Quando se fala de cadeiras de escritório ou gaming, a Sharkoon é uma das marcas a falar, principalmente pela sua qualidade preço. A marca que nos últimos anos tem ganho o seu espaço, apresenta-nos com frequência cadeiras que ficam À frente da concorrência por serem baratas e boas, nos mais diferentes estilos.

Lê Também:   Final Fantasy XVI, em análise

Mas para escolhermos uma cadeira, primeiro temos de escolher o estilo. Queremos algo de escritório e ergonómico, ou algo mais gaming? Qualquer que seja o estilo, a Sharkoon tem boas escolhas, e o que fizemos foi analisar duas, com preços semelhantes, e perceber realmente qual é a melhor e para que casos de uso.

Comecemos pela Sharkoon SGS 30 em couro sintético, uma daquelas cadeiras que só de vermos ficamos com vontade de comprar. A versão que experimentámos, nas cores preto e dourado, tem um claro toque de elegância e um conforto de alto nível sem ser demasiado. Claro que para tal muito ajudam as suas duas almofadas (lombar e de cabeça) em espuma viscoelástica. Sendo esta uma cadeira que venceu vários prémios, as expectativas eram altas e a cadeira não desilude.

As rodas deslizam bem, toda a estrutura é firme e as costumas e acabamentos são de elevada qualidade para algo dentro deste preço. Claro que quem quiser algo mais gaming, pode escolher outras cores, mas esta versão permite uma elegância quer em jogos quer em trabalho, e isto agrada-nos. No entanto, para nós, numa cadeira muito se resume a dois aspetos: conforto e qualidade das rodas. A SGS 30 não desilude em nenhum destes pontos, e ainda bem, porque estamos a testar algo para muitas e muitas horas de jogo ou trabalho em cima. o que não podemos deixar de salientar é que toda a estrutura base é em aço e alumínio. Sim, não é uma cadeira leve, mas desliza muito bem. Destaque ainda para as cinco rodas, todas elas com travões.

Por fim, algo que me surpreendeu foi a sua inclinação. Muitas cadeiras têm inclinação nas suas costas e esta consegue um ângulo de 165º, mas o interessante é que também o assento inclina, nesta caso são 14º, o que parece pouco, mas faz uma diferença enorme.




Mas agora olhamos para algo “mais de escritório”. Neste caso, escolhemos a Sharkoon OfficePal C30 e rapidamente notamos que é uma cadeira mais leve, mais fresca e mais suave quando nos sentamos. O encosto, todo ele em malha que permite um maior refrescamento, é ideal para quem está muitas horas sentado e não quer transpirar. A seguir o encosto para a cabeça é bastante agradável e, apesar de não o usar muito (até porque a minha postura não é fantástica), por vezes sabe bem podermos descansar um pouco o pescoço.

Não assento a malha não existem e ainda bem, porque assim tudo fica mais fácil de se limpar e com maior durabilidade. Olhando agora para a qualidade dos materiais, a C30 consegue ser leve mas resistente ao mesmo tempo, podendo ser o ponto mais fraco os apoios dos braços, mas depende muito da nossa postura e do peso que colocamos em cima dos suportes.

Um aspeto muito positivo é que tudo é regulável e temos ainda 2 botões que travam a inclinação do encostos e altura do assento, o que lhe dá um ar muito mais profissional. Esta é uma cadeira que fica bem em qualquer escritório e que se percebe que é de qualidade superior. Um ponto a considerar é a altura máxima do encosto de cabeça, sendo que pessoas com mais de 1,09m de altura poderão não ter um conforto tão bom.