Lisboa © Canal História

Canal História apresenta O Dia Que Abalou o Pensamento

“O Dia Que Abalou o Pensamento” é um original de produção portuguesa, exclusivo do Canal História, e retrata o marcante Terramoto de Lisboa.

De estreia marcada para o dia 1 de novembro, a produção própria “O Dia Que Abalou o Pensamento” é um documentário original português do Canal História. Assinalando o aniversário do Terramoto de 1755, em Lisboa, o projecto apresenta uma visão diferenciada e contemporânea dos impactos de um desastres naturais mais marcantes da História do nosso país.

Ao longo de 120 minutos, o documentário mostra como a capital lisboeta ainda tem marcas do Terramoto de 1755, evidenciando as consequências e impactos diários. Mesmo que os cidadãos não tenham a percepção real de como o acontecimento molda a cidade de hoje.

Terramoto 1755 Lisboa
© Canal História

O documentário conta com a participação de diversos especialistas, desde cientistas, artistas, políticos, teólogos, dos quais se destacam Rui Tavares (Historiador e Autor de obras sobre o Terramoto de Lisboa), Susana Custódio (Sismologista), Raquel Henriques da Silva (Professora de História de Arte da FCSH), Nuno Nabais (Filósofo) e Patrícia Barbas (Arquitecta).

Lê Também:   Canal História apresenta Churchill na Madeira

As reconstituições históricas, também presentes no original do Canal História, apresentam actores de sangue português: Heitor Lourenço como Voltaire, João Pedreiro como Marquês de Pombal, Maria João Freitas como Madame Denis, Tiago Fernandes como Rousseau, Pedro André como Anjo e ainda Fernando Ribeiro (vocalista dos Moonspeel e autor do álbum 1755) como Gabriel Malagrida.

O Dia Que Abalou O Pensamento
Heitor Lourenço interpreta Voltaire nas reconstituições históricas © Canal História

“O Dia Que Abalou o Mundo” sucede-se a “Churchill na Madeira” como uma nova aposta na produção própria para o público português. Assinalando um evento único, o projecto usa como locais de cenário marcos importantes como a Sé de Lisboa, a Igreja de São Roque e Museu de São Roque, o Aqueduto das Águas Livres, o Castelo de São Jorge ou o Museu/Palácio Pimenta.

Uma produção The Mediapro Studio, “O Dia Que Abalou o Pensamento” recorre aos principais arquivos de Lisboa, explorando assim os aspectos menos explorados desta tragédia, focando-se no comportamento social, nas relações internacionais, na comunidade intelectual, na esfera religiosa e mesmo na ciência. Na história, o sismo já tem a sua marca: foi tema em várias cartas e obras literárias, deu início à Protecção Civil e foi precursor do estudo científico da sismologia.

Vais acompanhar esta estreia do Canal História?



Também do teu Interesse:


About The Author


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *