© Pris Audiovisuais

Christopher Plummer | Conceituado actor morre aos 91 anos

Christopher Plummer, conceituado actor de “Música no Coração”, morreu hoje, pacificamente na sua casa junto da sua família. Tinha 91 anos.

Uma das caras mais reconhecidas do cinema, Christopher Plummer faleceu esta Sexta-Feira aos 91 anos, ao lado da sua esposa Elaine Taylor. A notícia foi avançada pela sua família que se manteve também a seu lado até ao momento do fim. Lou Pitt, amigo e agente do actor, disse que o mesmo era, “(…) um homem extraordinário que amava e respeitava profundamente a sua profissão (…)”, acrescentando também que, “Através da sua arte e humanidade ele tocou os nossos corações e a sua vida lendária irá prevalecer para todas as gerações futuras.”

Christopher Plummer nasceu em Toronto, no Canadá, em 1929 e logo cedo se mostrou inclinado para o meio artístico. Tendo inicialmente o desejo de se tornar pianista, ouviu, aquando da sua passagem pelo ensino secundário, o teatro a falar mais alto. Ao participar em algumas peças académicas, chamou a atenção de Herbert Whittaker, crítico de teatro e encenador amador, que deu ao actor um papel na peça de Jean Cocteau, “La Machine Infernale”, garantindo assim a entrada de Plummer para o mundo do teatro profissional, com apenas 18 anos.

Lê Também:
40 celebridades inesquecíveis com 90 anos ou mais em 2020

Depois de ter passado por algumas séries e telefilmes, Christopher Plummer obteve, em 1958, a sua estreia no cinema com o filme, “Lágrimas da Ribalta”. Em 1965, interpreta o papel de Captain Von Trapp, no filme, “Música no Coração”, papel que lhe trouxe o reconhecimento mundial e que é ainda hoje considerado o mais icónico da sua carreira.

Com uma filmografia composta por mais de 100 filmes, o actor trabalhou com realizadores tão conceituados como, Terry Gilliam (“12 Macacos”, “Parnassus- O Homem Que Queria Enganar o Diabo”), Spike Lee (“Malcom X”, “Infiltrado”), Ron Howard (“Uma Mente Brilhante”), David Fincher (“Millenium 1- Os Homens Que Odeiam As Mulheres”) e Ridley Scott (“Todo o Dinheiro do Mundo”), tendo , com este último, recebido uma nomeação ao Óscar de melhor actor pelo seu papel como J. Paul Getty, no qual substituiu Kevin Spacey depois da sua queda por má conduta social. Em 2010, ganha o Óscar de melhor actor secundário, com o filme, “Assim é o Amor” e recentemente, participou em “Knives Out: Todos São Suspeitos”, filme de Rian Johnson que fez algum furor junto da crítica e do público.

TRAILER | “KNIVES OUT: TODOS SÃO SUSPEITOS”, O MAIS RECENTE SUCESSO DE CHRISTOPHER PLUMMER

Qual o melhor papel de Christopher Plummer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.