Queer Lisboa ’22 | Balanço Final

Wet Sand, Neptune Frost e Uma Rapariga Imaterial são alguns dos filmes premiados nesta 26ª edição do Queer Lisboa. Foi mais um grande ano para o festival.

Ler mais...
"Esther Newman Made Me Gay" | © Queer Lisboa

Queer Lisboa ’22 | Esther Newton Made Me Gay, em análise

Esther Newton Made Me Gay de Jean Carlomusto foi a obra escolhida para encerrar a 26ª edição do Queer Lisboa. Trata-se de um importante documentário.

Ler mais...
"Viens je t'emmène" | © Les Films du Losange

Queer Lisboa ’22 | Viens je t’emmène, em análise

Viens je t’emmène, também conhecido como Nobody’s Hero, foi o filme de abertura para a secção Panorama da Berlinale. Também passou no Queer Lisboa.

Ler mais...

Queer Lisboa ’22 | Três Tigres Tristes, em análise

Gustavo Vinagre já passou muitos filmes em festivais portugueses. Seu novo filme, Três Tigres Tristes, integrou a programação do Queer Lisboa.

Ler mais...
"Uma Rapariga Imaterial" foi o filme vencedor da Competição de Curtas da edição de 2022 do Queer |©Terratreme

Queer Lisboa ’22 | Competição de Curtas 3, em análise

A 3ª sessão da Competição de Curtas do Queer estreou [entre outras narrativas notáveis] o novo filme de André Godinho, “Uma Rapariga Imaterial”, que acabou por sair vencedor.

Ler mais...
© MOTELX

MOTELX’22 | Os Demónios do Meu Avô, em análise

Apresentado no Serviço de Quarto da 16ª edição do MOTELX, “Os Demónios do Meu Avô” é uma animação em stop motion, capaz de deixar o espectador a pensar no próprio passado. Repleto de metáforas e alegorias, esta é uma longa-metragem bastante surpreendente. 

Ler mais...
A ativista e vereadora Erika Hilton em "Corpolítica" |©Liz Dórea, Blinia Messias

Queer Lisboa ’22 | Corpolítica, em análise

“Corpolítica”, filme assinado pelo realizador brasileiro Pedro Henrique França, teve estreia mundial no Queer Lisboa 26 e levou o Prémio do Público na categoria de Documentário.

Ler mais...