©The CW

Comic Con Portugal 2021 | Anjos e Demónios com Misha Collins

Em 2021, a Comic Con Portugal muda-se de armas e bagagens para o Parque das Nações, numa edição espaçosa e que faz o evento regressar a um espaço físico depois da edição online do ano anterior. Entre 9 e 12 de dezembro, inúmeros convidados do mundo da TV, Cinema, Banda-Desenha e Videojogos passam pelo recinto. No primeiro dia, Misha Collins, mais conhecido por interpretar Castiel na série “Supernatural”, foi o grande destaque do dia. 

Lê Também:
Comic Con Portugal 2021 | As novidades mais recentes

“Anjos e Demónios com Misha Collins” foi o nome do painel da Comic Con Portugal que recebeu uma das principais estrelas da série “Sobrenatural” na presente edição do maior evento de cultura pop em território nacional. Perante um Golden Theater meio cheio, Misha Collins mostrou-se afável, próximo dos espectadores e sempre disposto a prolongar a conversa.

Desde logo, o Castiel de “Supernatural” sugeriu sentar-se mais perto do público e interagiu com quem se sentava à sua frente múltiplas vezes. De questionar a audiência acerca da sua nacionalidade, a perguntar acerca da forma como Portugal geriu a Pandemia, a proximidade entre público e convidado surgiu de forma orgânica e quase imediata.

Misha integrou o elenco da série “Sobrenatural” durante 12 anos, dando vida a uma das suas personagens mais centrais. Na realidade, Joe Reitman, durante anos o elo de ligação entre a CCPT e Hollywood, há muito prometia o envolvimento do elenco da série na Comic Con portuguesa. Desta vez os fãs apaixonados da série de fantasia não tiveram ainda direito a receber Jensen Ankles ou Jared Padalecki mas, finalmente, receberam a visita de um membro de peso do elenco.

Supernatural
Dean Winchester, Sam Winchester e Castiel
(Jensen Ackles, Jared Padalecki e Misha Collins)

O ator norte-americano de 47 anos, natural de Boston, começou o painel congratulando o povo português pela sua gestão competente da pandemia e pela sua crença na ciência. Interpelando sempre o público de forma muito direta, Misha não perdeu tempo. O entrevistador acabou por não entrar na equação, tendo o intérprete de Castiel aberto imediatamente as perguntas aos fãs, algo invulgar no formato dos papéis.

12 ANOS DE CENAS DE AÇÃO COM MISHA COLLINS EM “SOBRENATURAL” 

A primeira questão colocada relacionou-se com as cenas de luta que protagonizou em “Sobrenatural”, tendo um fã questionado quão laboroso seria gravá-las e quanto tempo exigiam. Logicamente, o ator começou por enquadrar a questão, reforçando que o tempo de ensaio e gravação é sempre variável em função da complexidade da cena em si. Como exemplo, o ator recordou o momento em que se preparou para uma cena que envolvia a utilização de “angel blades” (lâminas de anjo). Para além da complexidade das próprias movimentações das personagens, Misha Collins recorda que nesta cena foram utilizadas lâminas verdadeiras e que, portanto, foi essencial muito treino e preparação. Contudo, deixa grande parte do mérito para o seu duplo.

Misha Collins Anjos e demónios Comic Con Portugal 2021
©Maggie Silva (MHD)

 

No seu estado nativo de Massachusetts o ator identifica uma forte presença de comunidade portuguesa, destacando ainda os seus exímios cozinhados e hospitalidade. De acordo com Misha, este envolvimento com os portugueses residentes nos EUA foi uma das razões que o levou a visitar o nosso país. De momento a promover um filme original Amazon Prime Video, “Encounter”, que chega esta semana à Prime e conta com nomes como Riz Ahmed (“O Som do Metal) ou Octavia Spencer (“As Serviçais”) nos papéis centrais.

Este painel funcionou também como uma viagem no tempo para o ator que, quase em choque, falou com um fã de 27 anos que via “Supernatural” desde os seus 9. “Como podes envelhecer mais tarde do que o tempo passa?”, questionou um incrédulo Misha Collins, ele próprio surpreendido com a longevidade do fenómeno da série fantástica.

AS ASAS DE CASTIEL SÃO CAPAZES DE DEIXAR UMA SOMBRA EM PROJETOS SEGUINTES? 

Questionado em relação à possibilidade de ficar marcado, perante o público e os profissionais de casting, Misha mostrou-se cético e sempre brincalhão: “Castiel’s Wings will cast a shadow over my career?” 

Collins defende que “Supernatural” é uma série com fãs muito dedicados, mas não necessariamente um fenómeno de popularidade que toda a gente veja. Acrescenta também, em tom algo jocoso, que os produtores não vêm a série: “Acham que é lixo, estão errados”. 

Desta forma, o ator não está preocupado no que diz respeito à possibilidade de viver na sombra desta personagem, admitindo que este é um “problema raro” que apenas afeta intérpretes de verdadeiros fenómenos de popularidade, como por exemplo os atores de “Friends” ou “Seinfield”.

UM FINAL RECOMPENSANTE AO FINAL DE 12 ANOS DE SOBRENATURAL 

Comic Con Portugal 2021
©Maggie Silva (MHD)

 

Misha Collins mostra-se feliz em relação aos contornos que envolvem o final da série “Supernatural”: “Estou muito satisfeito com o final de Castiel, foi o mais significativo possível”. 

Para ele, Castiel deveria sempre sair de cena antes do derradeiro final. Para o ator, “Sobrenatural” deveria terminar como começou – com os irmãos Winchester. Contudo, o ator recorda que a Pandemia do COVID-19 impossibilitou a gravação de uma cena particular que tinha sido pensada para o final. Numa versão do céu de Dean, a banda Kansas iria tocar uma música num “roadhouse bar”, enquanto uma multidão de personagens importantes da série estariam presentes para honrar a personagem. Uma delas seria precisamente Castiel. Aliás, seria antes Jimmy Novak, o verdadeiro receptáculo de Castiel. Este diria: “Oh Dean, eu sou o Jimmy, o Cass já não está cá pois o seu sacríficio foi real”. 

Este final emotivo para Castiel e Dean nunca foi para o ar pois, segundo Misha Collins, A Pandemia impediu a gravação desta cena. Não só uma multidão de personagens não seria segura, como a própria banda deixou de estar disponível.

O QUE SE SEGUE NA VIDA DE MISHA COLLINS? 

Apesar de grato pela sua participação na série “Sobrenatural”, o ator reconhece que estava na hora de evoluir para outros desafios. O ator escreve poesia, reforçando que o seu poema favorito é o que escreveu para o seu filho. Para além disso, Misha Collins tem também uma série em formato de Podcast, “Bridgewater”, numa série de mistério que se encontra a emitir a partir de 2021. Para além disso, Collins é também fã da realização de instalações de arte, brincar com os filhos e envolver-se em questões políticas. O ator brinca ainda que, depois de ver mobília bonita no seu hotel em Lisboa, começou também a ponderar a hipótese de voltar a criar mobília.

“Eu não comecei a minha carreira com o intuito de ser ator, mas antes com o propósito de me tornar ativista”

Na sua vida familiar, os seus filhos pequenos estão conscientes da fama do pai, mas não se deixam impressionar pela mesma. O ator recordou um episódio engraçado em que o filho se mostrou importunado devido às constantes interrupções por parte de fãs enquanto passeavam há pouco tempo no zoo “bestial, outro fã”, recorda o ator.

SAÚDE MENTAL COMO UMA BANDEIRA DE ATIVISMO 

Uma das bandeiras da vida pública de Misha Collins passa pela sua abertura no que diz respeito à promoção de questões relacionadas com saúde mental. Este seu interesse tão aberto inevitavelmente acaba por ter repercussões na forma como é abordado pelos fãs. Apesar de considerar que é importante ter cuidado, não colocando o destino de terceiros nas suas mãos, Collins defende um discurso aberto em relação a matérias relacionadas com ansiedade e depressão. Os seus fãs comunicaram consigo de forma aberta acerca desta temática, em mais do que uma das intervenções, trazendo para o painel uma camada extra de profundidade.

A Comic Con Portugal 2021 acontece no Parque das Nações até ao próximo dia 12 de dezembro. Estaremos a acompanhar a presença dos convidados, de Misha Collins a Lana Parilla (“Once Upon a Time”), passando por Noah Schnapp ( “Stranger Things”) e muitos mais. 

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Maggie Silva has 492 posts and counting. See all posts by Maggie Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.