© Saber Interactive / Boss Team Games

Evil Dead: The Game, em análise

Algum fã de Ash Williams por aí? A Saber Interactive e a Boss Team Games trazem de volta outro jogo de “Evil Dead”, passados quase 20 anos.

Em 1979, longe do sucesso que tem vindo a conquistar ao longo dos anos, Sam Raimi era um jovem estudante, que ingressava no curso de literatura na Universidade de Michigan. Igualmente, estava Robert Tapert, prestes a terminar o curso de Economia. Longe da realidade académica, estava Bruce Campbell, sem terminar o secundário, e acabado de ficar desempregado. Contudo, estavam prestes a criar um dos filmes de terror mais conhecidos de sempre, “The Evil Dead”. Sem qualquer formação ou experiência no cinema, e com um orçamento de 150 mil dólares, acabaram por criar um filme de culto. Assim sendo, “The Evil Dead” (1981), rendeu cerca de 3 milhões de dólares na bilheteira.

Desde daí, saíram mais dois filmes, “Evil Dead 2” (1987) e “Army of Darkness” (1993), com alguns remakes feitos nos anos 10 do século XXI. Nesse sentido, esta franquia marcou várias gerações, assim como foram criados vários jogos inspirados na história, com o último, “Evil Dead: Regeneration”, a ser lançado em 2005, para a PlayStation 2.

Lê Também:
Playstation Plus | 30 jogos que desejamos ver no novo serviço

Agora, passados quase 20 anos, chega outro jogo inspirado nesta franquia. Assim sendo, a Saber Interactive e a Boss Team Games lançam “Evil Dead: The Game”, um jogo, sobretudo cooperativo, que reúne o melhor de todos os filmes.

“Bom, Mau, Eu sou o tipo com a arma” 

Nesse sentido, “Evil Dead: The Game” é um jogo que qualquer fã da franquia deve jogar, devido ao conteúdo que oferece, as personagens que estão presentes e ao cenário horrífico que nos habituou. Por exemplo, existem trezes personagens diferentes que os jogadores podem jogar. Apesar de algumas repetirem a mesma personagem, a diferença entre elas deve-se ao filme. Ou seja, podemos jogar com um Ash Williams, novo e ainda com mão, ou escolhê-lo com uma idade mais avançada. Juntamente com isso, cada personagem tem uma classe diferente – Leader, Warrior,  Hunter e Support. Cada uma traz algo de diferente para a tarefa.

Evil Dead
© Saber Interactive / Boss Team Games

Contudo, os jogadores vão poder escolher também o lado do mal. Assim sendo, ter três tipos de demónios para jogarem. Em primeiro lugar, estão os Warlords, os responsáveis por causar o dano direto aos sobreviventes. Em seguida está o Necromancer, que poderá invocar uma horda de esqueletos, para atrasar e dominar o grupo de sobreviventes. Por fim, os Puppeteer, com o objetivo de possuir outras criaturas.

“Groovy”

Após escolherem as personagens, os jogadores vão alinhar num grupo de quatro elementos. O objetivo é fechar um portal entre a Terra e o Inferno que um demónio Kandarian abriu. Seja acompanhado com outros três amigos, ou com personagens controladas pela IA, o objetivo é o mesmo. Todavia, se sentirem que querem trocar de lado, podem controlar o demónio, que irá colocar diversas armadilhas e vai liberta hordas de deadites no caminho do grupo de sobreviventes. Contudo, para os jogadores que prefiram explorar o universo de “Evil Dead” sozinhos, e sem ajudas, existem cinco missões distintas, com partes das histórias dos filmes.  A cada missão completada, existem recompensas para os jogadores, assim como a seguinte missão é desbloqueada.

Evil Dead
© Saber Interactive / Boss Team Games

Além disso, o jogo tem um sistema de aptidões para cada personagem. Ou seja, seja offline ou online, após cada partida de grupo, os jogadores vão receber Spirit Points, que vão poder converter para pontos de aptidão, e selecionar a aptidão que for mais interessante. Existem várias, como por exemplo, obter uma maior barra de saúde ou ser mais rápido a recarregar a arma (algo essencial neste jogo, que em certos momentos, tem um ritmo frenético).

Lê Também:
Xbox Game Pass | 30 jogos que todos devem experimentar

“Devolve-me a minha mão”

No meio de demónios, deadites e outros seres do mal, os jogadores têm de ter atenção ao cenário, em cada cabana existem armas, munições e outros itens essenciais para o sucesso da missão. Mas há um pormenor a ter em atenção, a escassez de munições. Por isso, cada tiro tem de chegar ao devido destino, senão a situação complica-se, dado que é preciso alguma perícia para atacar e esquivar dos inimigos. Existem demónios maiores que outros, mas se estão habituados a jogar “Dark Souls”, será tarefa fácil.

Apesar da perícia necessária, a jogabilidade é simples e eficaz. Com o tutorial que somos obrigados a completar, aprendemos todos os mecanismos de jogo, e a melhor forma para lidar com um ou vários demónios ao mesmo tempo.

Evil Dead
© Saber Interactive / Boss Team Games

Igualmente, os gráficos não podiam ser melhores, e demostram o que realmente transmite a franquia de “Evil Dead”. Num cenário obscuro e horripilante, os jogadores devem ter atenção por onde andam, uma vez que em qualquer lugar podem surgir demónios prontos para atacar. Além disso, os cenários das cabanas que estão espalhadas pelo jogo não podiam estar mais completas, como um cenário digno de um dos filmes, estão cheias de evidências de rituais demoníacos.

Lê Também:
Playstation Now | Jogos de Maio 2022

Outro aspeto importante no jogo é a banda sonora. Podia ser melhor, mas dá conta do recado, tornado a experiência do jogador mais marcante, deixando qualquer um com os nervos à flor da pele. Porque quando a música aumenta o ritmo, já sabemos que vêm aí vários inimigos (ainda por cima quando está mais escuro).

“Sim, verdadeiramente incrível”

Os fãs de jogos de horror e de tiros, devem experimentar este jogo. Mas se são igualmente fãs da franquia de “Evil Dead”, este jogo tem de estar na vossa coleção, com várias plataformas à escolha, como a Playstation 4, Playstation 5, Xbox One, Xbox Series X/S e PC via Epica Games Store. Vai garantir centenas de horas de pura ação e terror, com algumas frases icónicas dos filmes ditas pelas diversas personagens do jogo. Com um mecanismo de jogo simples, será fácil para qualquer jogador entrar neste universo. Difícil será deixar “Evil Dead: The Game”, com tantos deadites para eliminar.

TRAILER | PREPARA-TE PARA O MUNDO INFERNAL DE EVIL DEAD: THE GAME

És fã da franquia? Qual é a tua personagem favorita? Pronto para acabar com uns demónios?

  • ENREDO - 85
  • JOGABILIDADE - 95
  • GRÁFICOS - 90
  • SOM - 80
88

Evil Dead: The Game

Um grupo de quatro elementos vão ter de fazer de tudo para encerrar um portal entre a Terra e o Inferno, aberto por um demónio poderoso.

Pros

  • Vários elementos icónicos dos filmes presentes no jogo;
  • Mecanismo de jogo (quase) intuitivo;
  • Liberdade para seguir o nosso caminho;

Cons

  • Banda sonora podia ser mais diversificada;
  • Deviam haver mais missões offline;
Sending
User Review
0 (0 votes)

Leave a Reply