Evento: Apresentação da Festa do Cinema, Cinema Capitólio, Lisboa, 25.05.2017

Festa do Cinema começa já segunda-feira | Bilhetes a 2,5 euros

Tal como já noticiámos, a Festa do Cinema tem início já dia 22, segunda-feira, e decorre durante três dias pelo país fora, com bilhetes de cinema a 2,5 euros.

Na bela tarde de pré-verão de dia 15, decorreu no renovado Cineteatro Capitólio de boa memória e  transfigurado num grandiosa sala de cinema para a ocasião, o evento de apresentação da Festa do Cinema 2017.

E para devolver uma boa dose da magia do cinema ao Parque Mayer, aí teve também lugar um debate com o título “Como criar mais hábito de consumo na Sétima Arte” com representantes da APEC – Associação Portuguesa de Empresas Cinematográficas, do ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual, da FEVIP – Associação Portuguesa de Defesa das Obras Audiovisuais, da GEDIPE – Associação para a Gestão de Direitos de Autor, bem como Produtores e Editores, debate moderado pela Susana Barbato, administradora da NOS Lusomundo.

Lê também: Top dos filmes mais vistos em Portugal em 2016

Para encerrar em beleza a noite desta pré-festa, foi ainda projectado em antestreia o novo filme português ‘Perdidos’, no Cinema São Jorge. Com realização de Sérgio Graciano e produção de Leonel Vieira, o filme conta no seu elenco com Dânia Neto, Afonso Pimentel, Diogo Amaral, Dalila Carmo, Catarina Gouveia e Lourenço Ortigão.

Com bilhetes a 2,5 euros, para todos os filmes em exibição, a Festa deste ano abrange todas as salas de cinema portuguesas, cinematecas e auditórios, proporcionando mais de 10 mil lugares por dia e mais de 10 mil sessões. Segundo a organização, o objetivo este ano é triplicar o número de espectadores abrangidos por este preço quase simbólico.

FESTA DO CINEMA  2017

Consulta ainda: Grandes Filmes na TV | Semana de 24 a 30 de abril

Vais perder esta oportunidade de ir ao cinema, com os amigos ou a família?

Rui Ribeiro

Engenheiro, publisher, melómano e audiófilo, daqueles que ainda vão ao cinema, compram vinil, cd's, blu-rays, a Empire e a Stereophile em papel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *