"A Partir do Escuro" via © Festival Mental

O Festival Mental abre as portas a 10 de maio com uma programação imperdível

A oitava edição do Festival Mental está prestes a chegar e é hora de conferires qual a programação especial deste ano!

Com a primeira edição decorrida em 2017, o Festival Mental tem-se dedicado anualmente à conversa sobre a saúde e a doença mental, destruindo tabus e informando a população, usando como ponto de partida o cinema e as outras artes. A oitava edição, arranca no dia 10 de maio e termina apenas a 25 do mesmo mês.

Depois de uma pandemia que deixou mazelas psicológicas complicadas numa população que já enfrentava problemas, é importante não deixar o assunto desaparecer e, para isso, o Festival Mental irá focar-se este ano nos temas da Burocracia e Saúde Mental, Música e Saúde Mental, Comunicação e Saúde Mental, Ghosting e Dating.

Lê Também:   Estes são os 10 melhores filmes sobre a saúde mental

No primeiro dia o destaque vai para a apresentação do livro O Jogo do Veneno de Ricardo Belo de Morais, descrito como “uma crónica de costumes por entre o drama, o policial e a comédia negra, em torno de uma família só aparentemente exemplar em violento processo de implosão.”

Entre os dias 16 e 19 de maio é a vez de vermos o regresso das tão conhecidas e amadas M-Talks, aliadas ao M-Cinema: Mostra Internacional de Curtas e Médias-Metragens, aos M-Debates, ao Mental Jovem, e ao Mental Sénior, entre outras atividades que irão decorrer no Cinema São Jorge.




a partir do escuro festival mental
“A Partir do Escuro” via © Festival Mental

FESTIVAL MENTAL – 16 MAIO

O primeiro dia (16 maio) é marcado por uma sessão de curtas-metragens do M-Cinema Jovem (incluindo “A Partir do Escuro” de Erika Sanz, e “Às Vezes, Queria Gritar” de Vanessa Rösgen), seguida de uma conversa com Maria João Barros (psicóloga clínica e júri do Festival Mental), e Francisco Costa (júri e curador do Festival Mental).

O destaque vai ainda para a exibição do documentário Un Bolso Ileno de Carteras (2022) de Leonardo Petralia, seguida de um M-Debate que se dedicará a temas como o Ghosting e Dating, contando com a presença de Paulo Bastos (jornalista), Rita Sepúlveda (investigadora), Tânia Graça (psicóloga e sexóloga), e Vanessa Damásio (psicóloga).




listen festival mental
Listen via © Festival Mental

FESTIVAL MENTAL – 17 MAIO

No segundo dia (17 maio) regressa o M-Cinema Jovem com a encenação do Teatro Terapêutico da Unidade W+, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. A seguir teremos a primeira sessão do M-Cinema: Mostra Internacional de Curtas e Médias-Metragens, onde poderás ver obras como “APPA” de Keli’i Grace, “Triagem” de David Rendall, e “Hipocampo” de Fer Pérez.

A primeira M-Talk tem lugar logo a seguir à sessão de curtas, com o tema “Saúde Mental e Burocracia”, conduzido por Henda Vieira-Lopes (psicólogo da AfroPsi), e com a participação de Isabel Passarinho (Coordenação Nacional das Políticas de Saúde Mental), Ana Rocha (realizadora do filme “Listen”, argumentista, artista plástica e atriz), e Liliana Dias (psicóloga).  O filme que acompanha a conversa, exibido no seu final, será Listen” (2020) de Ana Rocha.




tár
Tár via © Festival Mental

FESTIVAL MENTAL – 18 MAIO

No dia 18 de maio os presentes podem assistir ao debate promovido pela plataforma Gerador, com o tema “Abuso sexual e moral no ensino superior”. Segue-se uma sessão do M-Sénior e do M-Cinema, que conta com obras como “Fred, o Super Computador” de Sam Kimbrell, e A “Música do Meu Corpo” de David Edwards.

Lê Também:   Tár, em análise

A sua M-Talk será dedicada à saúde mental no mundo da música, contando com a moderação de Lia Pereira (jornalista da BLITZ/Expresso), e com participações de Ana Franganito (musicoterapeuta do Hospital Júlio de Matos), Cheila Rocha (psicóloga da AfroPsi), Sara Bahia (Ordem dos Psicólogos) e Maria Picas (compositora e letrista). O filme que acompanha a conversa é Tár (2022) de Todd Field.




o reporter da noite nightcrawler
O Repórter da Noite via © Festival Mental

FESTIVAL MENTAL – 19 MAIO

Já o último dia, a 19 de maio, começa com o workshop Dança Movimento Terapia (DMT), que culmina com um concerto dos The Ziguais, fundada em 2002 pela APPDA LISBOA, uma associação que apoia pessoas com autismo e as suas famílias.

A última sessão do M-Cinema conta com curtas como “Já Não Sou o Que Era” de Tim Kail, e “Flor de Laranjeira” de Rúben Sevivas. Já o M-Talk foca-se na sáude mental no mundo da comunicação social, moderada por Florbela Godinho (jornalista da RTP), e com a participação de Andresa Oliveira (psicóloga clínica da Ordem dos Psicólogos), Vítor Cotovio (psiquiatra, membro do Conselho Nacional de Saúde Mental), Filipe Pereira (diretor da Carma), e Ana Vaz (psicóloga da AfroPsi). O filme temático é o O Repórter da Noite” (2022), de Dan Gilroy.




Para terminar, no dia 25 de maio, decorre ao ar livre o Mental Natura com um workshop chamado “Emocio-NADA! Vamos explorar emoções?”. Poderás participar no Parque da Quinta das Conchas (Lisboa), onde também decorre o Pedalar sem Idade.

Se quiseres apoiar o Festival Mental adicionalmente, o evento conta com uma loja online onde podes adquirir diversos produtos, incluindo livros como o Centrifugar Angústias a 1600rpm ou Cartas do Confinamento.

Os bilhetes já estão à vendas, por preços que vão dos 2 euros aos 20 euros (se estiveres interessado nos packs). Podes consultar a tabela neste link, ou na imagem abaixo.

Já foste a alguma das edições do Festival Mental? Vais participar nesta?



Também do teu Interesse:


About The Author


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *