Santa Cruz © SANTAcurtas

SANTAcurtas 2022 | Santa Cruz com cinema ao ar livre

SANTAcurtas está de regresso a Santa Cruz, na Madeira, para cinema ao ar livre todas as sextas-feiras de agosto.

Mais um festival de cinema que está de regresso depois dos terríveis anos de pandemia. Após dois anos, o SANTAcurtas   está de regresso a Santa Cruz na ilha da Madeira para apresentar um conjunto de 17 curtas-metragens de seis países. No total, serão apresentadas obras de 26 cineastas no auditório do ar livre da Casa da Cultura de Santa Cruz, durante todas as sexta-feiras de Agosto. As sessões são gratuitas, começam às 21h30 e terão uma duração de certa de duas horas.

Festival Santacurtas
Cartaz promocional do Festival SANTAcurtas © SANTAcurtas 2022

Entre os filmes que serão exibidos destacamos o irreverente “La Jetée”, de Chris Maker, o sempre inovativo cinema experimental de Êdgar Pêra com de “Mar Portuguez” ou “Junior”, da cineasta Julia Ducournau que saiu aclamada do Festival de Cannes em 2021 pela obra “Titane”. O festival SANTAcurtas é organizada pela Casa da Cultura de Santa Cruz – Quinta do Revoredo, com a direcção técnica de Emanuel Gaspar. Pedro Pão, responsável dos Screenings Funchal, é o programador desta edição que decorre em parceria com a NOS Madeira. Segundo a organização:

O SANTACURTAS apresenta-se como uma distinta reinterpretação contemporânea de uma mostra de cinema que ocorria nos anos 90 na Casa da Cultura/ Quinta do Revoredo, em Santa Cruz, na Ilha da Madeira. Esta nova abordagem pretende implementar uma dinâmica cinematográfica de continuidade e valorização do agradável anfiteatro debruçado sobre o mar. O SANTACURTAS – Mostra de Cinema tem como objetivo dar a conhecer curtas que estejam fora do circuito comercial, alternativos e de autor, contribuindo para a criação e formação de novos públicos e, simultaneamente, colmatando a falta de um cinema alternativo que satisfaça um público mais exigente.

Esta é mais oportunidade do público madeirense e também dos habitantes do concelho de Santa Cruz conhecerem um pouco do cinema independente e do cinema alternativo, que raramente chega à região. O verão está aí, mas o público continua a requerer obras frescas e novas formas de fazer cinema. Na Madeira este abraçar do cinema indie faz-se com o Oceano Atlântico por detrás, uma forma encontrada para não esquecer aquilo que de melhor caracteriza a ilha, que continua a fazer de tudo para abrir horizontes.

Por último, de referir que o SANTAcurtas conta previamente com espetáculos de música ou dança para abraçar outras artes. Abaixo deixamos-te o vídeo de apresentação do SANTACurtas, que foi divulgado no Facebook do festival. Acompanha as novidades do festival através das redes sociais.

Virgílio Jesus

Era uma vez em...Portugal um amante de filmes de Hollywood (e sobre Hollywood). Jornalista e editor de conteúdos digitais em diferentes meios nacionais e internacionais, é um dos especialistas na temporada de prémios da MHD, adepto de todas as formas e loucuras fílmicas, e que está sempre pronto para dois (ou muitos mais!) dedos de conversa com várias personalidades do mundo do entretenimento.

Virgílio Jesus has 1393 posts and counting. See all posts by Virgílio Jesus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.