© Codemasters

GRID (PS4) | em análise

O novo GRID da Codemasters já chegou com o seu estilo onde mistura arcade e simulação. Mas será que consegue ter espaço num género de jogo onde existem grandes colossos?

ANÁLISE | GRID

Em primeiro lugar é preciso saber que “GRID” tem vários níveis de assistentes ao controlo do carros, mas não é por teremos mais ou menos ajuda que o jogo se torna mais ou menos arcade. Portanto, preparem-se para muita velocidade, derrapagens e choques com os adversários. Pelo meio, podem sempre voltar uns segundos atrás na corrida para refazerem alguma coisa que não estava a correr bem.

“GRID” apresenta uma boa variedade de carros, em vários géneros diferentes, com alguns carros que raramente vemos em jogos de corridas, mas que acabam por ser divertidos de  conduzir. A variedade das pistas também é interessante, apesar de existirem poucas. As localizações vão desde desertos, passando por cidades, pistas de competição e muitas outras.

VÊ TAMBÉM – Razer Blackwidow Elite – Em análise

Graficamente é um bom jogo, principalmente nos efeitos climatéricos que são brutais nos computadores e consolas mais potentes. A chuva nos vidros está muito boa, a água nas pistas também e gostei dos efeitos de luz e sombras, principalmente quando estamos perto do por do sol, com a luz a encadear os nossos olhos. Ainda na parte gráfica, palmas para o ambiente nas pistas, principalmente as de cidade onde o público está em grande, animado, não estático e a reagir ao que fazemos na pista.

Lê Também:
iRobot Roomba i7, em análise

Os modos de jogo não trazem nada de novo, com uma lista de eventos para irmos avançando com géneros diferentes de carros e com a dificuldade a subir. Não é nada de novo, mas acabamos por esquecer essa parte porque a experiência é boa dentro das corridas, com a inteligência artificial a ser agressiva, apesar de por vezes pouco inteligente, mas capaz de criar um bom desafio na maioria das provas se a dificuldade estiver alta.

Ainda dentro de pista, se fizermos algo antidesportivo para com um adversário, ele torna-se nosso nemesis, o que é algo bastante interessante, porque depois ele terá o seu foco em nós, em ficar à nossa frente, ou a tirar-nos da prova, tornando-o mais agressivo, arriscando mais. Ainda mais divertido é quando tornamos o nosso companheiro de equipa num nemesis, porque numa corrida normal podemos trocar estratégias e dar-lhe algumas ordens, mas se for um nemesis, nem responde.

VÊ TAMBÉM – Razer Kraken Tournament Edition – Em análise

“GRID” é um jogo divertido, com boa jogabilidade arcade, excelentes efeitos climatéricos e muita diversão. Infelizmente não consegue trazer muita coisa nova, não existe aqui nenhuma surpresa ou revolução, e por isso não consegue ficar ao nível dos grandes colossos do género automóvel. Mas uma coisa é certa, este jogo é viciante, divertido e será um dos grandes jogos do ano para quem goste de condução arcade.

Luís Pinto

HARDWARE USADO PELA MHD PARA TESTES DE JOGOS

PS4:

  • PlayStation 4 Pro
  • Razer Raiju Controller
  • Razer Leviathan Sound System

PC:

  • Headphones Razer Kraken TE
  • Keyboard Razer Blackwidow Elite
  • Mouse Razer Naga Epic Chroma
  • Monitor AOC U3277PWQU

Mobile:

  • Huawei P30

GRID
grid ps4

Game title: GRID

Game description: Grid está de volta com o seu estilo onde mistura arcade e simulação. Mas será que consegue ter espaço num género de jogo onde existem grandes colossos?

  • Jogabilidade - 80
  • Gráficos - 86
  • Som - 77
  • Modos de jogos - 73
77

RESUMO

O MELHOR: Excelentes efeitos climatéricos, boa velocidade e boa condução arcade

O PIOR: Poucas melhorias nos modos de jogo que o tornem diferente de outros jogos

EDITORA: Codemasters

PLATAFORMA: PlayStation 4

Sending
User Review
5 (1 vote)
Comments Rating 1 (1 review)

Luis Pinto

Developer de videjogos e inteligência artificial - Autor do canal Luís Pinto - Apaixonado por jogos desde o tempo do Spectrum!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sending