© Xbox

Microsoft adiciona Bethesda aos Xbox Game Studios

“Doom”, “Fallout”, “The Elder Scrolls” e muito mais fazem agora parte da Microsoft, com a chegada da Bethesda Softworks à equipa Xbox!

Mais uma vez, a indústria de videojogos é marcada por um momento histórico. Um dia antes das pré-reservas das novas consolas Xbox, a Microsoft anuncia a aquisição da ZeniMax Media, empresa-parente da Bethesda Softworks, por 7.5 biliões de dólares em dinheiro.

As equipas da Bethesda Game Studios, id Software, ZeniMax Online Studios, Arkane Studios, MachineGames, Tango Gameworks, Alpha Dog Games e Roundhouse Studios perfazem cerca de 2.300 criadores espalhados pelo mundo inteiro, responsáveis por alguns dos franchises mais aclamados da história dos videojogos, como “The Elder Scrolls”, “Fallout”, “DOOM”, “Dishonored”, “Prey”, “Quake” e muito mais.

Lê Também:
Xbox Series X|S | Tudo sobre a nova geração

Agora, os Xbox Game Studios crescem de 15 equipas para 23. Além disso, os jogos da Bethesda passarão a ser incluídos no Xbox Game Pass no dia de lançamento, tal como todos os outros títulos Xbox.

“Starfield” e “The Elder Scrolls VI” são apenas alguns dos títulos já anunciados pela Bethesda que agora farão parte do portefólio dos estúdios da Xbox, saindo directamente para o Xbox Game Pass quando lançarem. O serviço atingiu agora a marca de mais de 15 milhões de subscritores, e contará com a junção do EA Play no final do ano.

Bethesda Xbox
© Xbox

Já “Deathloop” e “GhostWire: Tokyo” são dois títulos em desenvolvimento por equipas da Bethesda que foram anunciados como exclusivos de lançamento da PlayStation 5. A nova aquisição da parte da Microsoft não implica que os novos títulos passem a ser exclusivos Xbox. No caso destes exclusivos temporários, Phil Spencer afirma que pretende honrar os planos já estipulados. Quanto aos restantes IPs, serão analisados caso a caso.

Tal como o serviço de aluguer de jogos, o cloud streaming providenciado através da subscrição Xbox Game Pass Ultimate irá incluir também os títulos da Bethesda. Na indústria que deverá conseguir um lucro de mais de 200 biliões de dólares em 2021, chegar a todos os jogadores, que constituem quase metade da população mundial, é um dos objectivos da Microsoft.

A relação entre a Bethesda e a Microsoft sempre foi próxima ao longo dos anos, e a variedade de conteúdo continua a ser uma prioridade para a Xbox, especialmente em parelha com o serviço Xbox Game Pass, como o próprio CEO da Microsoft, Satya Nadella, afirma:

“Conteúdo diferenciado de qualidade é o motor por detrás do crescimento e valor do Xbox Game Pass — desde Minecraft a Fligth Simulator. Como uma desenvolvedora e editora de jogos comprovada, a Bethesda viu sucesso em todas as categorias de jogos e, juntos, iremos promover a nossa ambição para capacitar mais de três biliões de jogadores no mundo.”

A ZeniMax Media foi fundada em 1999 por Robert A. Altman, actual CEO. A estrutura e liderança da Bethesda continuará a mesma, tal como acontece com as mais recentes aquisições da Microsoft.

“Os grandes vencedores hoje são os nossos fãs. Vamos continuar a desenvolver a nossa lista de jogos AAA, mas agora com a escala da Microsoft e a Game Stack inteira, os nossos jogos só poderão ser melhores.”

O que pensas desta nova aquisição?

Catarina Ferreira

Sempre tive desejo inato de expressar a minha criatividade, tendo envergado pelas artes nos estudos e nos tempos livres, como pintura, desenho, fotografia ou arte digital. Os videojogos também me acompanharam desde cedo. Halo foi o que me trouxe à Xbox, onde acabei por criar os Xbox PT Dummies. Não sou fã de guerras de consolas e acredito que todos têm o dever de ser felizes onde entenderem. Podem ver as minhas opiniões (não) populares no Twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *