Latifa Said | © NOMA Azores

NOMA Azores | Festival anuncia primeiras confirmações

O Festival Internacional de Cinema de Direitos Humanos, NOMA Azores, acontece já em julho. Vem conhecer as primeiras confirmações do programa.

Com lugar na ilha de São Miguel, o NOMA Azores apresenta-se como um Festival Internacional de Cinema de Direitos Humanos. A sua primeira edição, que terá lugar no Teatro Micaelense entre os dias 27 e 31 de julho, já começa a ganhar “corpo” e recebe agora as primeiras confirmações do que poderemos ver no programa.

Na temática das curtas, os temas a serem apresentados no NOMA Azores terão como foco a emigração, as condições de vida dos migrantes e as suas relações com as populações dos locais em que estão inseridos. Já numa vertente extra-competição, o programa irá incluir no entanto dois filmes internacionais, “Tahiti” e “La Chambre”, ambos de Latifa Said, e ainda “Novos Vizinhos: Um só Deus”, um filme regional de Bruno Correia.

NOMA Azores
Novos Vizinhos: Um só Deus | © NOMA Azores

Para além da exibição de obras cinematográficas, o Festival irá ainda acolher um ciclo de conversas com lugar em todos os dias do Festival. Confirmados nos painéis estão a a actriz Ana Lopes,  a activista Carolina Brito e o realizador e produtor Filipe Tavares, que estarão, respectivamente, a 27, 28 e 30 de julho no Teatro Micaelense.

Lê Também:
Festival de Cinema NOMA AZORES em prol dos Direitos Humanos

Latifa Said, cineasta franco-argelina, começou como fotojornalista mas sempre revelou particular interesse por temas ligados aos direitos huanos. Ao NOMA Azores vai levar “Tahiti” (2018), rodado em Argel e que conta a vida de um emigrante ilegal dos Camarões, e “La chambre” (2019), uma obraque olha à integração dos emigrants do Maghreb em França. Já a obra regional anunciada, “Novos Vizinhos: Um só Deus”, é do açoriano Bruno Correia, e já teve a sua estreia na RTP; a curta-metragem acompanha o surgimento da primeira mesquita do Atlântico Norte, localizada na baixa de Ponta Delgada, no Arquipélago dos Açores.

La Chambre
“La Chambre” | © NOMA Azores

O programa final do NOMA Azores será conhecido na íntegra apenas durante o início de julho. Com o apoio da Câmara Municipal de Ponta Delgada, este Festival de Cinema pretende “usar” a cultura como principal arma para criar diálogos e construir pontes que liguem as pessoas, promovendo e defendendo os Direitos Humanos.

NOMA AZORES | AS PRIMEIRAS CONFIRMAÇÕES

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Noma Azores (@nomaazores)

Já tinhas ouvido falar do NOMA Azores? 

Marta Kong Nunes

Arquitecta (com um c!) de formação. Coordenadora de profissão. Fanática de cinema e séries por pura paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *