Orphan Black | Primeiras impressões da quarta temporada

Orphan Black regressa às origens e começa a sua quarta temporada com um salto temporal inesperado mas bastante satisfatório.

Aviso: Pode conter spoilers do primeiro episódio da quarta temporada

A série da BBC America tem vindo a impor o seu estatuto como uma das melhores séries de drama e ficção científica desde a primeira temporada, em parte pela história original e complexa que apresenta, mas principalmente por causa da atriz Tatiana Maslany, responsável por dar vida em simultâneo a várias personagens completamente distintas umas das outras. O trabalho da atriz em Orphan Black é excepcional e um verdadeiro alicerce de todo o projeto, e por esta altura temos dúvidas que algum dia a qualidade da sua performance diminua. Resta saber quanto tempo a atriz terá de esperar até receber o merecido Emmy. Mas isso são outras conversas.

Lê também: Emmys 2015 | Os melhores segundo a MHD e os leitores

A última vez que vimos o clube de clones em ação, a história de Orphan Black trocou novamente as voltas ao espectador e fez a narrativa regressar à temática central da primeira temporada, a Neovolução, abandonando o emaranhado de linhas narrativas do terceiro capítulo. Assim, a quarta temporada tem um início um pouco inesperado, fazendo um grande salto temporal para o passado e, ao mesmo tempo que nos mostra os momentos-chave que desencadearam o início da série, deixando-nos com uma forte sensação de déjà vu, o episódio introduz subtilmente novos personagens e dá um maior desenvolvimento e profundidade à clone que conhecemos por breves segundos: Beth Childs.

Lê Também:
IT: Capítulo 2 | Primeira impressão de Stephen King

Vê ainda: Comic-Con 2015 | Os melhores momentos do painel de Orphan Black

orphan black

Vê mais: As melhores séries a estrear | Seleção de abril by MHD

The Collapse of Nature foca-se essencialmente em Beth, na sua decadência e na sua relação com os restantes personagens. Ao longo do episódio vemos a clone interagir com o seu falecido marido e monitor Paul, com o seu parceiro Art, com as suas irmãs clones Alison e Cosima, e ainda com a nova clone da série, M.K., que será de acordo com os criadores de Orphan Black, uma personagem muito importante na nova temporada. É fácil percebermos isso assistindo apenas a este episódio inicial, já que M.K. é a fonte mais importante de Beth no que toca ao mistério das clones, e por isso ela será igualmente essencial para Sarah e para as suas restantes sestras enquanto estas continuarem as suas investigações.

Lê ainda: TOP Séries 2015 by MHD

Regressando a Beth, é verdade que não acompanhamos a sua história até ao momento onde a vimos pela primeira vez, na plataforma da estação de comboios, a suicidar-se. Contudo, o episódio faz um ótimo trabalho ao dar as informações necessárias para que o espectador perceba como é que a personagem chegou aquele estado moribundo e apático. A performance de Tatiana Maslany é, mais uma vez, incólume, conferindo a esta personagem uma densidade que até então não teve oportunidade de dar. O episódio termina com um novo salto no tempo, abandonando o longo flashback focado em Beth, e centrando-se novamente na clone Sarah Manning que entra em contacto pela primeira vez com M.K. e é dado o pontapé inicial da narrativa desta quarta temporada.

Lê Também:
IT: Capítulo 2 | Primeira impressão de Stephen King

orphan black

Vê também: Comic-Con 2015 | Orphan Black mostra o seu lado mais cómico

Voltar atrás no tempo foi uma agradável mudança na estrutura narrativa de Orphan Black e do nosso ponto de vista, só teve aspetos positivos e vantajosos. O timing deste flashback não poderia ter sido melhor, principalmente agora que o clube de clones vai enfrentar novamente a ideologia denominada Neovolução e os seus seguidores. Esta volta de 180 graus dada pela série vai certamente simplificar e centralizar a narrativa, ao contrário do que aconteceu na temporada passada, e visto que foi a primeira temporada que consolidou o sucesso de Orphan Black, a possibilidade de regressar às temáticas e dinâmicas da mesma, e no fundo, às suas origens, parece-nos sem dúvida uma estratégia promissora!

A quarta temporada Orphan Black estreou nos EUA no passado dia 14 de abril


orphan black

Título Original: Orphan Black
Criador:  John Fawcett, Graeme Manson, Alex Levine
Elenco: Tatiana Maslany, Dylan Bruce, Jordan Gavaris
BBC America | Drama, Ação, Ficção Científica | 2016 | 

[starreviewmulti id=19 tpl=20 style=’oxygen_gif’ average_stars=’oxygen_gif’] 


 Filipa Machado

 

Filipa Machado

Licenciada em Estudos Artísticos e uma grande apaixonada (e viciada) por Literatura, Televisão, Cinema e, em especial, por Animação Japonesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *