© Risi Film

Passarinhos e Passarões | Obra memorável de Pasolini já exibição

Passarinhos e Passarões é um dos filmes mais emblemáticos de Pier Paolo Pasolini que estreia agora nas salas de cinema. 

Nomeado à Palma d’Ouro no Festival de Cinema de Cannes em 1966, “Passarinhos e Passarões” é um dos filmes mais memoráveis de Pier Paolo Pasolini que esta semana estreias nas principais salas do cinema do país.

O filme é considerado uma “caprichosa fantasia fílmica sobre cristianismo e marxismo”, muito célebre por ser a última longa-metragem do ator Totò, que tanto fez rir os espectadores de todo o mundo. A sinopse oficial de “Passarinhos e Passarões” pode ser lida abaixo.

Um conto alegórico estreado em Cannes e no qual brilha o lendário Totò com um desempenho memorável. Enquanto se deslocam pela estrada fora e através do tempo, com uma incursão à época de S. Francisco de Assis, Totò e o seu filho (Ninetto Davoli) encontram um corvo falante (e intelectual de esquerda) que os acompanha na digressão e vai comentando as peripécias que se sucedem de uma forma que o torna insuportável, pelo que os nossos heróis serão forçados a tomar uma medida drástica.

Segundo o próprio Pier Paolo Pasolini “Passarinhos e Passarões “é um filme sobre o fim do neorrealismo, uma espécie de limbo, que provoca o fantasma do neorrealismo, especialmente o princípio, acerca de dois personagens que vivem a sua vida sem pensarem nela – isto é, dois heróis típicos do neorrealismo, humildes, banais e ignorantes. Toda a primeira parte é uma evocação do neorrealismo, embora um neorrealismo idealizado. Há outros bocados, como o episódio dos palhaços, que pretendem deliberadamente evocar Fellini e Rossellini.” Eis um vídeo abaixo onde o realizador fala-nos sobre Totò.

Esta obra é uma das tantas do ciclo O Cinema segundo Pier Paolo Pasolini, que celebra o 100º aniversário do nascimento de Pier Paolo Pasolini. O ciclo inclui ainda “Mamma Roma”, “Accatonne”, “Comizi d’amore”, “O Evangelho segundo São Mateus” e “Édipo Rei”. A obra de Pasolini esteve também em reposição no âmbito da Festa do Cinema Italiano.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *