Pokémon Sun & Moon (Nintendo 3DS) | Análise

Uma nova geração de Pokémon estreia-se na Nintendo 3DS. Será Pokémon Sun & Moon capaz de carregar o legado da série?


Pokémon Sun

Editora: Game Freak

Plataformas:  Nintendo 3DS

[starreviewmulti id=8 tpl=20 style=’oxygen_gif’ average_stars=’oxygen_gif’]

 


 

Com 20 anos de história, Pokémon é uma das grandes franquias da Nintendo mantendo a mesma fórmula ao longo das últimas duas décadas, fórmula essa que Sun & Moon altera subtilmente com as suas novas mecânicas.

No início do jogo conhecemos Alola, uma nova região que consegue influenciar todo o jogo. Inspirada no Hawaii, Alola é uma região viva e relaxada, diferente de Kanto, Hoenn e Kalos. Os famosos ginásios presentes em todos os jogos anteriores ficam de fora de Sun & Moon, e são substituídos pelos desafios da ilha, uma série de desafios como encontrar itens ou combater Pokémon, e que culminam numa batalha contra o melhor treinador Pokémon da ilha, o kahuna.

Os kahuna não são a única novidade que Alola traz a Pokémon, alguns dos Pokémon clássicos da primeira geração receberam novos designs que lhes conferem novas habilidades. As formas Alola são variações regionais de alguns Pokémon que alteram o tipo, ataques, habilidades e aparência dos Pokémon.

Os combates tornam-se ainda mais desafiantes em Sun & Moon com os novos Z-Moves, movimentos especiais que podem ser usados apenas uma vez por batalha. Para executar os Z-Moves, o jogador deve equipar os seus Pokémon com um dos Z-Crystal compatíveis.

O famoso Pokédex também recebe uma atualização neste novo jogo e consegue dar algumas indicações ao jogador sobre os próximos objetivos, incluindo ainda um mapa que mostra a localização do jogador e a do próximo objetivo.

A exploração tornou-se ainda mais simples com a inclusão de Poké Rides. A determinado momento o jogador recebe um pager que pode usar para chamar alguns Pokémon que pode montar. Cada Pokémon tem uma habilidade especial, e vão sendo adicionados ao pager ao longo do jogo.

Graficamente Pokémon Sun & Moon apresenta uma evolução face à geração anterior. Os personagens têm proporções mais realistas e os cenários abandonaram definitivamente o mapa em grelha em favor de um mapa mais fluido, vivo e detalhado. No entanto algumas das texturas continuam a ter baixa resolução. A aposta da franquia Pokémon no 3D estereoscópio da Nintendo 3DS é cada vez menor, e Sun & Moon deixa isso bem claro, utilizando o 3D apenas num minijogo.

A banda sonora é incrível, e não só dá continuidade ao registo sonoro de jogos anteriores como ainda nos consegue transportar para Alola. A utilização de instrumentos musicais como o ukulele reforçam a temática havaiana do jogo. Por outro lado, os sons emitidos pelos Pokémon não são os melhores, sendo que muitos deles se resumem a sons eletrónicos.

Pokémon Sun & Moon consegue reformular a série Pokémon ao mesmo tempo que mantem o fator nostálgico. Alola é uma nova região que traz algumas novidades que a franquia tanto precisava, sem esquecer o legado deixado pelos jogos anteriores. Pokémon celebra 20 anos e continua a conseguir inovar e a conquistar fãs por todo o mundo, e Sun & Moon é a prova disso.

Pontos fortes:

  • Pokémon clássicos revisitados com as formas Alola
  • Z-Moves
  • Grande evolução gráfica

Pontos fracos:

  • Texturas de baixa resolução
  • Falta de implementação do 3D estereoscópio
  • Pokémon com sons demasiado eletrónicos

Hardware usado pela MHD para esta análise:

  • New Nintendo 3DS

Gualter Santos


 

Gualter Santos

Licenciado em Comunicação Social. Viciado em Netflix. Sempre com uma consola no bolso para aproveitar ao máximo o tempo perdido em transportes públicos. Fã de jogos de ação e aventura, aventurando-se ainda num ou outro survival horror, quando se sente particularmente corajoso...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *