Primavera Tardia

Cópia restaurada de Primavera Tardia exibida em Lisboa

68 anos o seu lançamento no Japão, “Primavera Tardia” do mestre Yasujiro Ozu regressa a Portugal numa cópia restaurada e que será exibida já esta semana!

O Espaço Nimas recebe este mês, até 11 de julho, a cópia restaurada de “Primavera Tardia”, um dos grandes clássicos do cinema japonês e vencedor do prémio de melhor filme no Kinema Junpo Awards e no Mainichi Film Concours de 1950. A antestreia está marcada para dia 27 de junho às 21h30.

A passagem do tempo e, por conseguinte, o ciclo da vida e a efemeridade das coisas são temas que marcam a obra de Ozu, realizador que ficou conhecido no ocidente graças a “Tokyo Monogatari” (“Tokyo Story”) e que está a par dos grandes mestres do cinema como Akira Kurosawa ou Kenji Mizoguchi. A obra, como tantas outras do cineasta, apelam à reflexão e “Primavera Tardia” é perfeito para quem quer rever o autor ou até ficar a conhecer o seu trabalho.

Noriko (Setsuko Hara) está perfeitamente feliz a viver em casa com o seu pai viúvo, Shukichi (Chishû Ryû), e não tem planos para casar – ou melhor, não tem até a sua tia Masa (Haruko Sugimura) convencer Shukichi que, a não ser que ele case a sua filha de 27 anos em breve, há uma enorme probabilidade de esta permanecer sozinha para o resto da sua vida. Quando Noriko resiste ao arranjinho de Masa, Shukichi vê-se forçado a enganar a sua filha e sacrificar a sua própria felicidade para fazer o que ele acredita estar certo.

POSTER | REVISITA PRIMAVERA TARDIA

primavera tardia

Lê Também:
Samurai Gourmet, em análise

Já tiveste oportunidade de ver algum dos filmes do Ozu no grande ecrã?

Ângela Costa

Mestre em Cinema pela Universidade da Beira-Interior, sou apaixonada pelo cinema japonês e toda a cultura que o envolve. Adoro igualmente fotografia e se tiveres curiosidade passa no meu Instagram ;) Música e videojogos são dois outros grandes interesses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *