Próximo jogo da Remedy poderá ser em formato episódico

 

A Remedy parece aperfeiçoar o formato episódico a cada novo jogo, um formato no qual o estúdio parece continuar a apostar.

Quantum Break

Foi em 2010 que o estúdio introduziu pela primeira vez este formato nos seus jogos, com o lançamento de Alan Wake que contava a história como se de uma série de televisão se tratasse. O modelo passou também para o mais recente Quantum Break, que para além do formato episódico tem ainda uma série de episódios live-action que acompanham a história do jogo.

Mas a Remedy parece não querer parar por aqui. Em entrevista ao site Xbox Achievements, Saku Lahtinen, diretor de arte de Quantum Break, falou dos objetivos do estúdio para o futuro.

“Sempre quisemos dar destaque à história nos jogos. Os jogos servem para nos divertir, mas são também um meio bastante poderoso e capaz de contar grandes histórias e transmitir experiências.”

“Alan Wake ensinou-nos a tirar inspiração de séries de TV. Quantum Break está construído nessa base e fomos ainda mais longe nos campos tecnológicos de personagem e rosto para contar ainda melhor a história. Aprendemos a trabalhar com estrelas internacionais, a cruzar histórias e a adicionar elementos live-action.”

“De certa forma é uma jornada para aquilo que é uma boa série de TV, enquanto também caminhamos para conseguir um bom jogo de ação na sua essência. O meu paltpite é que o nosso próximo jogo será uma evolução destas lições que aprendemos, e não uma tentativa de conquistar um novo formato.”

Lê também: E3 2015 | Microsoft

Até hoje a Remedy tem apostado em lançamentos completos. Embora os seus jogos sejam divididos em vários episódios, estes são lançados em simultâneo podendo completar a história do jogo logo no seu lançamento, ao contrário de outros estúdios que vão lançando episódios individuais ao longo do tempo.

Lê Também:
Xbox Game Pass | Final de Outubro traz mais conteúdo

Ainda é cedo para falar sobre o futuro do estúdio, uma vez que Quantum Break ainda não foi lançado. O jogo, até ao momento, é exclusivo para a Xbox One, mas segundo informações recentes, uma versão para PC foi classificada pelo Ministério do Brasil, o que indica que poderá em breve ser anunciada. Para mais informações sobre a Remedy e os seus jogos consulta o seu site oficial.

Update: Parece que os jogos da Remedy têm mais do que apenas o formato episódico em comum. Numa apresentação feita Cité des Sciences ET de l’Industrie em Paris, Sam Lake, diretor criativo da Remedy revelou que o conceito de manipulação do tempo que serve como ponto principal de Quantum Break surgiu durante a discussão de ideias para Alan Wake 2.

Lake adiantou ainda que a série live-action que acompanha o jogo terá algumas ligações com Alan Wake, o que justificará alguns dos acontecimentos. Estará a Remedy a criar um universo no qual possa situar todos os seus jogos? E será que isso poderá levar a algum cross-over entre eles?

Lê Também:
Xbox Series X|S optimiza as 4 gerações de consolas

Quantum Break chega à Xbox One a 5 de abril.

Gualter Santos

Licenciado em Comunicação Social. Viciado em Netflix. Sempre com uma consola no bolso para aproveitar ao máximo o tempo perdido em transportes públicos. Fã de jogos de ação e aventura, aventurando-se ainda num ou outro survival horror, quando se sente particularmente corajoso...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *