20º Queer Lisboa | Programação completa

 Este ano o Queer Lisboa celebra o seu 20º aniversário e, para celebrar, oferece uma das suas mais diversas e excitantes programações de sempre.

 

Queer Lisboa
La Belle Saison, um dos filmes a ser apresentado na secção PANORAMA

 

Em 1997, o Queer Lisboa marcava a sua primeira edição, agora, em 2016, temos o vigésimo ano daquele que é o mais antigo festival de cinema em Lisboa, uma data e honra que não podiam deixar de ser celebradas. Para efeitos dessa mesma celebração, o Queer Lisboa oferece este ano uma fabulosa programação, repleta de filmes fascinantes, masterclasses provocatórias e muitas outras atividades paralelas. No total, este festival, que se propõe a divulgar e festejar o cinema de temáticas LGBTQ, exibe 114 filmes de 27 nacionalidades diferentes nesta edição.

Lê Também: A emancipação das personagens lésbicas no Séc. XXI

As festividades vão ter início dia 16 de setembro e serão assinaladas com a exibição de Absolutely Fabulous: The Movie. Devido a recentes problemas com a distribuidora desta primeira aventura cinemática de Patsy e Edina, o filme não vai passa pelos cinemas nacionais no circuito comercial, pelo que, qualquer fã desta hilariante dupla não pode perder esta abertura do Queer. Também no primeiro dia do festival, um espetáculo especial a honrar as vítimas do massacre da discoteca Pulse em Orlando vai ter lugar, com um elenco de 50 atores a homenagear as vítimas do horror. Seguindo o exemplo da abertura, o encerramento do Queer Lisboa vai ser também marcado por um filme inspirado numa série televisiva, desta vez Looking de Andrew Haigh. Ainda fora de qualquer competição, vai ser exibido, em sessão especial, Yes We Fuck, um documentário sobre a sexualidade de pessoas com deficiências, e vão passar vários títulos ilustres pela secção Panorama, como Goat com Nick Jonas e Grandma com Lily Tomlin.

 

Théo et Hugo dans le même bateau queer lisboa
Théo et Hugo dans le même bateau, uma das longas em competição com cenas de sexo verdadeiramente escaldantes

 

Dentro da competição principal para Longas-Metragens, vão estar presentes 8 obras. Entre elas, pede-se destaque para Spa Night, um drama sobre um jovem americano de origem coreana que tem feito furor no circuito dos festivais internacionais desde que estreou em Sundance. Para além desse filme americano também se sublinha o valor de Antes o Tempo Não Acabava, um filme brasileiro que retrata comunidades amazónicas raramente retratadas em cinema, e Kater, onde uma miniatura doméstica sobre um casal gay é visto da perspetiva do seu adorável gato. Na competição de documentários, também vão estar presentes 8 filmes, sendo que esta parece ser a medida perfeita neste festival, com algumas obras a merecer um especial relevo. Uma delas é Waiting for B., outra obra falada em português do Brasil que toma como ponto de partida uma comunidade de fãs de Beyonce, que esperam devotamente o concerto do seu ídolo, e daí parte para uma coleção de comoventes e reveladores retratos pessoais. Outros trabalhos que merecem especial atenção são Tchindas de Cabo Verde, Coming Out dos EUA e Irrawaddy mon amour, um filme italiano passado em Myanmar.

 

Real Boy, um dos documentários em competição sobre pessoas transgéneras
Real Boy, um dos documentários em competição sobre pessoas transgéneras

 

Ainda na esfera de longas-metragens em competição, o Queer Lisboa tem a honra de apresentar novamente a seção Queer Art, onde, mais uma vez, temos 8 filmes a concorrer para o prémio final. Nesta coleção de títulos, encontram-se documentários, narrativas fictícias e híbridos que esbatem os limites entre os dois. MA é possivelmente uma das obras mais originais e inesperadas da seleção, representando aquela rara joia que é o filme de dança, sendo que neste caso não existe mesmo diálogo mas apenas o movimento dos corpos como modo de expressão. Como representantes da língua portuguesa, temos dois filmes brasileiros, o documentário avant-garde A Paixão de JL e O Ninho, onde se incluem bizarros elementos de ficção-científica e explorações de um futuro distópico.

 

The Noise of Licking, a única curta de animação dentro da competição In My Shorts
The Noise of Licking, a única curta de animação dentro da competição In My Shorts

 

Mas as várias competições do Queer Lisboa não se resumem a apenas longas-metragens, existindo duas seleções de curtas-metragens. A competição principal apresenta, este ano, 22 obras, entre elas dois projetos portugueses. Eles são Pedro dos cineastas Marco Leão e André Santos e Traça de Miguel Bonneville. Na competição In My Shorts, que se foca em obras feitas no contexto de escolas de cinema, também temos representação portuguesa. Entre as 13 obras em competição, 4 têm origem portuguesa. Elas são Children, Madonna and Child, Death and Transfiguration de Ricardo Vieira, Jadelynn de Tatiana Ramos, Meia-Luz de Giuliane Maciel, Morrer no Mar de Sérgio Galvão Roxo e Sur les Pointes de Diana Ricardo, Maria do Carmo Duarte, Sandra Carneiro.

Lê Ainda: Red Hot | 15 filmes sobre sexo na adolescência

Falar de todas as secções do Queer Lisboa 2016 precisaria de muitas mais páginas de texto, pelo que nos vamos limitar a ainda fazer referência à grande retrospectiva que vai ser feita sobre a obra do britânico Derek Jarman. O cineasta foi um dos primeiros grandes vanguardistas cinematográficos a afirmar-se como um artista na onda punk e o teor político das suas obras, especialmente as mais tardias, tornou-o tão célebre como infame. Na Cinemateca Portuguesa vão ser exibidas 15 curtas-metragens filmadas em Super 8, 8 longas da sua autoria e ainda uma série de outros títulos provenientes de artistas cujo trabalho está, de algum modo, relacionado com o de Jarman. A acompanhar estas exibições, será também organizado o debate sobre a sua oeuvre e legado, estando a ocasião marcada pela presença de alguns dos seus colaboradores mais próximos, incluindo o produtor James Mackay.

 

The Last of England Derek Jarman Tilda Swinton Queer Lisboa
Tilda Swinton em The Last of England de Derek Jarman

 

Muitos outros nomes ilustres vão marcar presença nas festividades do Queer Lisboa, sendo que muitos serão parte dos júris, alguns estarão a apresentar os seus trabalhos e outros, como a atriz Susanne Sachsse tiveram carte blanche para escolher uma programação especial. Também se farão nesta edição do festival numerosas atividades paralelas como festas, exposições fotográficas e duas imperdíveis masterclasses de Sachsse e do professor e crítico Rodrigo Gerace. A da atriz é intitulada De Brecht a Bruce LaBruce e de volta. Pronta para a minha próxima autoexposição e a do académico será uma maratona de 3 horas sobre a história do sexo explícito no cinema, desde as origens da sétima arte até aos dias de hoje.

 

 


 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO QUEER LISBOA 2016

 

NOITE DE ABERTURA

  • Absolutely Fabulous: The Movie, Mandie Fletcher

 

NOITE DE ENCERRAMENTO

  • Looking: The Movie, Andrew Haigh

 

COMPETIÇÃO LONGAS-METRAGENS

  • Antes o Tempo Não Acabava, Sérgio Andrade, Fábio Baldo
  • AWOL, Deb Shoval
  • Barash, Michal Vinik
  • Kater, Händl Klaus
  • Rara, Pepa San Martín
  • Spa Night, Andrew Ahn
  • Taekwondo, Marco Berger; Martin Farina
  • Théo et Hugo dans le même bateau, Olivier Ducastel, Jacques Martineau

 

COMPETIÇÃO DOCUMENTÁRIOS

  • Bolesno , Hrvoje Mabic
  • Coming Out, Alden Peters
  • Det Han Gjorde, Jonas Poher Rasmussen
  • Irrawaddy Mon Amour, Valeria Testagrossa, Andrea Zambelli, Nicola Grignani
  • Real Boy, Shaleece Haas
  • Sandwich Nazi, The, Lewis Bennett
  • Tchindas, Pablo García Pérez de Lara, Marc Serena
  • Waiting for B., Paulo Cesar Toledo, Abigail Spindel

 

COMPETIÇÃO CURTA-METRAGENS

  • 1992, Anthony Doncque
  • À Qui la Faute, Anne-Claire Jaulin
  • Alfa, Javier Ferreiro
  • Bachaumont, Martial Salomon
  • Club Amazonas, Roberto Fiesco
  • Como en Arcadia, Jordi Estrada
  • Crazy House, Aaron Mirkin
  • Familiar Memories, Pol Merchan
  • Famous Diamonds, Daniel McIntyre
  • Le Gars d’la Shop, Jean-François Leblanc
  • If I Met a Magician, Shaked Goren
  • Leg, Arm, Head, Scout Stuart
  • Madre, Simón Mesa Soto
  • Mamma Vet Bäst, Mikael Bundsen
  • MAN, Maja Borg
  • Moms on Fire, Joanna Rytel
  • Partners, Joey Ally
  • Pedro, André Santos, Marco Leão
  • Pink Boy, Eric Rockey
  • Traça, Miguel Bonneville
  • O Último Día Antes de Zanzíbar, Filipe Matzembacher, Marcio Reolon
  • Virgindade, Chico Lacerda

COMPETIÇÃO IN MY SHORTS

  • Children, Madonna and Child, Death and Transfiguration, Ricardo Vieira
  • Climax, Fulvio Balmer Rebullida
  • En la Azotea, Damià Serra Cauchetiez
  • Gabber Lover, Anna Cazenave Cambet
  • Jadelynn, Tatiana Ramos
  • Meia-Luz , Giuliane Maciel
  • Morrer no Mar, Sérgio Galvão Roxo
  • Nasser, Melissa Martens
  • The Noise of Licking, Nadja Andrasev
  • Strip, Kateřina Turecková
  • Sur les Pointes, Diana Ricardo, Maria do Carmo Duarte, Sandra Carneiro
  • La Tana, Lorenzo Caproni
  • Victor XX, Ian Garrido López

 

COMPETIÇÃO QUEER ART

  • Jason and Shirley, Stephen Winter
  • Las Lindas, Melisa Liebenthal
  • MA, Celia Rowlson-Hall
  • A Paixão de JL, Carlos Nader
  • A Seita, André António
  • Strange Love, Natasha Mendonca
  • Trilogie de nos vies défaites, Vincent Dieutre
  • Where Horses Go to Die, Antony Hickling

 

PANORAMA

  • La Belle Saison, Catherine Corsini
  • Goat, Andrew Neel
  • Grandma, Paul Weitz
  • O Ninho, Filipe Matzembacher, Marcio Reolon

 

CARTE BLANCHE Susanne Sachsse

  • The Raspberry Reich, Bruce LaBruce
  • Salomè, Carmelo Bene

 

SESSÃO ESPECIAL

  • Yes, We Fuck!, Antonio Centeno, Raúl de la Morena

 

HARD NIGHTS

  • Brazil Carnival, António da Silva
  • Brazil Jungle, António da Silva
  • Brazil Solos, António da Silva
  • Ecosexual, António da Silva

 

QUEER POP

Queer Pop 1: Freddie Mercury: Masculine / Feminine

  • Queen, Bohemian Rhapsody (1975), Bruce Gowers
  • Queen, We Will Rock You (1977)
  • Queen, Crazy Little Thing Called Love (1979), Dennis de Vallance
  • Queen, It’s a Hard Life (1984), Tim Pope
  • Freddie Mercury, The Great Pretender (1987), David Mallet
  • Queen, Body Language (1982), Mike Hodges
  • Queen, Calling All Girls (1982), Brian Grant
  • Queen, The Miracle (1989)
  • Queen, I’m Going Slightly Mad (1991), Rudi Dolezal, Hannes Rossacher
  • Freddie Mercury, Living on My Own (1985)
  • Queen, I Want To Break Free (1984), David Mallet

 

Queer Pop 2: Derek Jarman: Left to Our Own Devices

  • The Smiths, The Queen is Dead (1986)
  • The Smiths, There Is A Light That Never Goes Out (1986)
  • The Smiths, Panic (1986)
  • The Smiths, Ask (1986)
  • Easterhouse, Whistling in the Dark (1986)
  • Easterhouse, 1969 (1986)
  • The Mighty Lemon Drops, Out of Hand (1987)
  • Bob Geldof, I Cry Too (1987)
  • Bob Geldof, In the Pouring Rain (1987)
  • Pet Shop Boys, It’s A Sin (1987)
  • Pet Shop Boys, Rent (1987)
  • Pet Shop Boys, King’s Cross (1989)
  • Suede, So Young (1993)
  • Patti Smith, Little Emerald Bird (1993)

 

Queer Pop 3: Annie Lennox: Feminine / Masculine

  • Eurythmics, Love is a Stranger (1982), Mike Brady
  • Eurythmics, Sweet Dreams (Are Made of This) (1983), Chris Ashbrook, Dave Stewart
  • Eurythmics, Who’s That Girl (1983), Duncan Gibbins
  • Eurythmics + Aretha Franklin, Sisters Are Doing It For Themselves (1985), Eddie Arno, Mark
  • Innocenti
  • Eurythmics, Beethoven (I Like To Listen To) (1987), Sophie Muller
  • Annie Lennox, Every Time We Say Goodbye (1990), Ed Lachman
  • Annie Lennox, Why (1992), Sophie Muller
  • Annie Lennox, Little Bird (1992), Sophie Muller
  • Annie Lennox, No More I Love You’s (1995), Annie Lennox, Joe Dyer
  • Annie Lennox, Sing (HIV/AIDS organisation Treatment Action Campaign, 2007)
  • Tourists, I Only Wanna Be With You (1979), Brian Grant

 

RETROSPECTIVA: Derek Jarman and The Last of England

LONGAS-METRAGENS

  • The Angelic Conversation , Derek Jarman
  • Blue, Derek Jarman
  • Edward II, Derek Jarman
  • The Garden , Derek Jarman
  • Glitterbug, Derek Jarman
  • Jubilee, Derek Jarman
  • The Last of England, Derek Jarman
  • The Tempest, Derek Jarman

 

CURTAS-METRAGENS

  • Dream Machine, Derek Jarman, Michael Kostiff, John Maybury, Cerith Wyn Evans
  • Electric Fairy, Derek Jarman
  • Imagining October, Derek Jarman
  • Journey to Avebury, Derek Jarman
  • Marianne Faithfull: Broken English, Derek Jarman
  • Orange Juice, Derek Jarman
  • Pirate Tape, Derek Jarman
  • Sebastian Wrap, Derek Jarman
  • Sloane Square, Derek Jarman
  • Studio Bankside, Derek Jarman
  • Sulphur, Derek Jarman
  • T.G.: Psychic Rally in Heaven, Derek Jarman
  • Tarot, Derek Jarman
  • The Smiths: The Queen Is Dead, Derek Jarman, Richard Heslop, John Maybury
  • Waiting for Waiting for Godot, Derek Jarman

 

EM TORNO DE JARMAN

  • Adam Ant: Prince Charming, Mike Mansfield, Adam Ant
  • Adam Ant: Stand and Deliver, Mike Mansfield, Adam Ant
  • Amore Vincitore, L’ – Conversazione con Derek Jarman, Roberto Nanni
  • Attitude Assumed, The: Still Life With Still Born, Cerith Wyn Evans
  • Bungalow Depression, Grayson Perry, Jennifer Binnie
  • Chat Rap, John Scarlett-Davis
  • The Court of Miracles, John Maybury
  • The Deflatable Man, Paul Bettell
  • Human League: Don’t You Want Me, Steve Barron
  • LS19012, Davide Pepe
  • The Miracle of the Rose, Cerith Wyn Evans
  • The Modern Image, John Maybury
  • Ostia, Julian Cole
  • The Private View, The Neo-Naturists
  • Psychic TV: Unclean, Cerith Wyn Evans, John Maybury
  • Solitude, John Maybury
  • Still Life With Phrenology Head, Cerith Wyn Evans
  • The Technology of Souls, John Maybury
  • The Union Jacking Up, John Maybury

 


Não percas esta 20ª edição do Queer Lisboa, um festival que já está há duas décadas a afirmar-se como um dos melhores sobre cinema LGBTQ do mundo inteiro. Para mais informações visita ainda o site oficial.


 

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *