O Capital no Século XXI © General Film Corporation

Screenings Funchal | Programação de Dezembro 2020

1 de 5

Parece mentira, mas o ano chega ao fim nos Screenings Funchal com o melhor do cinema independente internacional. 

Os Screenings Funchal fecham o ano de 2020 com o melhor do cinema independente proveniente de diferentes cantos do mundo. Depois de um bem sucedido ciclo de cinema luso-brasileiro, o projeto de Pedro Pão dá tempo de antena aos pequenos grandes nomes do cinema mundial.

Além disso, há pela primeira vez nos Screenings Funchal, uma sessão exclusivamente dedicada a curtas-metragens, numa parceria com o Festival Curtas de Vila do Conde, que decorrem em 2020 e apresentou excelentes trabalhos de cineastas como Naila Guiget e Jafar Panahi. Depois disso, temos obras estreadas na última edição da Festa do Cinema Francês, “Cão”, uma comédia negra e “O Capital no Séc. XXI”, um documentário baseado no livro de Thomas Piketty.

Já para os dias de Natal, os Screenings Funchal propõem o filme “Echo”, do cineasta islandês Runár Rúnarsson com a irreverente banda sonora de Kjartan Sveinsson, ex-membro dos Sigur Rós. Abaixo poderás conhecer mais sobre os filmes de dezembro dos Screenings Funchal e opinião do seu curador sobre o projeto cinematográfico durante o ano de 2020.

Lê Também:
European Film Challenge | O estranho mundo de Yorgos Lanthimos

Screenings Funchal, a casa do cinema independente

Screenings Funchal
Cartaz promocional dos filmes de dezembro 2020 dos Screenings Funchal © Screenings / Cinemas NOS

Falamos novamente com o Pedro Pão, curador do projeto, que partilhou em exclusivo com a Magazine.HD o balanço sobre os Screenings Funchal durante 2020. Passemos-lhe a palavra:

Apesar de ser um ano muito atípico para o cinema e para a cultura no geral, acredito que o cinema e particularmente o independente mostrou alguma resiliência e, acima de tudo, que tem um papel fundamental nas preferências e vidas dos espectadores quando estes decidem ir à sala de cinema. É de enaltecer o amor pelo cinema que exibidores e distribuidores mostraram, com uma adaptação tão rápida a uma situação tremendamente difícil e a medidas a serem constantemente actualizadas. Nos Screenings Funchal tivemos alguma sorte, pois apesar de termos parado 3 meses (Abril a Junho), regressámos com uma adesão superior ao habitual. A tendência manteve-se até Novembro, mês em que pela primeira vez sentimos um decréscimo considerável no público, certamente relacionado com o aumento do número de casos COVID-19 na RAM, apesar das salas estarem a cumprir, e em muitos casos a ir além das recomendações da DGS. Tivemos eventos planeados que optamos por adiar ou suspender, e a única decisão que tomamos por precaução foi evitar trazer convidados. Teria gostado particularmente que a Cláudia Varejão tivesse vindo apresentar o seu AMOR FATI, mas pareceu-me prudente que tentássemos levar a bom porto o ciclo luso-brasileiro mesmo sem convidados. Apesar de tudo foi um ano onde conseguimos fazer algumas coisas muito bonitas como o cineconcerto do SURDINA do Rodrigo Areias, onde tivemos o Tó Trips a interpretar ao vivo a banda sonora do filme.

Pedro Pão agradeceu ainda “o interesse e o carinho que as pessoas demonstraram, que além de encorajador, foi o melhor tónico possível para entrarmos em 2021 extremamente motivados e preparados para o que vier”. 

A MHD mantêm-te atualizado sobre os Screenings Funchal. Para ficares a conhecer toda a programação entra na página do projeto cinematográfico criado por Pedro Pão. 

1 de 5

Virgílio Jesus

Era uma vez em...Portugal um amante de filmes de Hollywood (e sobre Hollywood). Jornalista e editor de conteúdos digitais em diferentes meios nacionais e internacionais, é um dos especialistas na temporada de prémios da MHD, adepto de todas as formas e loucuras fílmicas, e que está sempre pronto para dois (ou muitos mais!) dedos de conversa com várias personalidades do mundo do entretenimento.

Virgílio Jesus has 1417 posts and counting. See all posts by Virgílio Jesus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.