À espera de Godot capa

Setembro no teatro: Lisboa

Depois de um mês de férias, setembro no teatro é marcado pelo inicio das mais recentes temporadas e pela apresentação de  novos conceitos e propostas.

Os teatros reabrem agora as suas portas ao público com uma nova estética e repertório. Em setembro recomeça o ciclo  de representações com uma oferta diversificada, resultante de novas apostas, passando por reposições de obras que o tempo levou, novas narrativas de artistas já assentes no meio e de criadores emergentes.

Fazemos a pesquisa, lemos, vemos e falamos sobre teatro. Tudo para que possamos sair de casa sem nos perdermos no barulho publicitário feito por uma mão cheia de espectáculos (fazendo com que nos esqueçamos de outros), ou simplesmente para sairmos da nossa zona de conforto.

Lê Também:
Saturnais, o "Lugar às novas" subiu à Comuna

Setembro no teatro promete o seguinte:

SETEMBRO NO TEATRO | O VENTO NUM VIOLINO

Setembro no teatro, O vento num violino
O vento num violino

Último momento da trilogia de dramas sociais assinados pelo autor e encenador argentino Claudio Tolcachir (n. 1975), O vento num violino conta histórias paralelas que a dado momento se cruzam. Como o próprio as define, estas são “histórias de pessoas desamparadas, repletas de ausência e de perda, e que giram em torno do seu projeto de amor, o qual corre sempre mal”. De um lado, há uma mãe abastada a braços com o filho, um trintão sem rumo; do outro, de um estrato social mais baixo, outra mãe, a que convive com a urgência de a filha lésbica pretender ter, com a sua companheira, a experiência da maternidade. E será precisamente esse desejo que cruza estas vidas, através de uma solução extrema e imprevisível. Nome consagrado do teatro argentino, e um dos seus autores mais aplaudidos internacionalmente, Tolcachir e a companhia Timbre 4 já haviam apresentado esta peça em 2013, no Festival de Almada. Esta encenação coletiva dos Artistas Unidos marca a estreia de uma companhia portuguesa no teatro transgressor e surpreendente do autor de A Omissão da Família Coleman e Terceiro Corpo.

De 5 de setembro a 13 de outubro, a criação dos Artistas Unidos, a partir do original de Claudio Tolcachir, estará no Teatro da Politécnica. O preço do bilhete inteiro é de 10€, excepto para menores de 30 anos, maiores de 65 anos, profissionais de grupo ou para o público em geral no dia do espectador (terças-feiras). Nestes casos apenas serão cobrados 6€.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *