Sleater-Kinney | © Mom+Pop

Sleater-Kinney partilham single de abertura do novo álbum

O novo álbum das Sleater-Kinney está para breve, e já se conhecem três músicas que dele fazem parte. Desta vez, damos-te a conhecer a faixa de abertura.

As Sleater-Kinney partilharam mais música homónima do seu vindouro quarto álbum, The Center Won’t Hold, que será lançado a 16 de agosto. Este é o terceiro single que a banda partilha, até à data.

A música “The Center Won’t Hold” é acompanhada por um vídeo animado, que podes ver abaixo e, segundo a guitarrista Corin Tucker, este single explora esse “centro” instável, do qual a banda sai, até se tornar uma “real” banda de rock, com o seu papel de crítica social. De facto, consegue-se entender o que Corin quer dizer com essa explicação, pois nota-se a evolução na música, chegando ao registo habitual das Sleater-Kinney no final deste single, num rock mais puro e agressivo.

Lê Também:
Sleater-Kinney anunciam novo álbum e lançam "The Future Is Here"

Sendo esta a música de abertura, ela parece então ser como que um prelúdio de um álbum que, segundo Carrie Brownstein e conforme já tínhamos noticiado, é mais centrado “no indivíduo – nós próprios, versões de nós próprios ou iterações de depressão e solidão – no centro do caos”. Relembramos ainda que o trio ganhou notoriedade devido ao seu posicionamento feminista em tópicos como a guerra, a sociedade contemporânea e o consumismo, que está ainda presente neste álbum.

The Center Won’t Hold foi produzido por St. Vincent e será lançado pela Mom+Pop, seguindo-se a No Cities To Love, lançado em 2015.  Este é também o último álbum com a baterista Janet Weiss, que anunciou que ia sair da banda no início deste mês..

MÚSICA | OUVE THE CENTER WON’T HOLD DAS SLEATER-KINNEY

THE CENTER WON’T HOLD | ALINHAMENTO

  1. The Center Won’t Hold
  2. Hurry On Home
  3. Reach Out
  4. Can I Go On
  5. Restless
  6. Ruins
  7. LOVE
  8. Bad Dance
  9. The Future Is Here
  10. The Dog/The Body
  11. Broken

O que pensas deste single de abertura? Será este um álbum promissor?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *