Solange lança When I Get Home, acompanhando-o de curta-metragem

O tão esperado álbum de Solange Knowles veio inesperadamente, como prometido. When I Get Home chegou inteiro e com um filme a acompanhá-lo. 

Solange surpreendeu toda a gente ao dar a conhecer a data de lançamento do seu álbum lançando-o, pura e simplesmente. When I Get Home saiu às primeiras horas de dia 1 de março, distribuído via Columbia Records (Sony Music Entertainment). Ainda ontem, mas já ao final do dia, a irmã de Beyoncé divulgou também um filme de 33 minutos realizado e protagonizado por ela mesma.

When-I-Get-Home-Solange
Capa de When I Get Home

When I Get Home é já o quarto álbum daquela que é uma das grandes referências do R&B dos dias de hoje e segue-se a A Seat at the Table, considerado pela Pitchfork o melhor álbum de 2016. Apesar de, já desde outubro até, se saber da iminência do lançamento, inicialmente planeado para acontecer algures no outono do ano passado, não havia uma data fixa. De facto, a artista dissera ao The New York Times que “provavelmente chegará totalmente composto ao mundo num momento misterioso e imprevisto”.

Sabe-se que, para este novo registo, Solange trabalhou com Panda Bear, Earl Sweatshirt, Tyler the Creator, Gucci Mane, Playboi Carti, Dev Hynes (Blood Orange) e Pharrell Williams, entre outros. Na já referida entrevista ao NY Times, Solange revelou que as faixas tinham sido gravadas em diferentes localizações, tais como Jamaica, Nova Orleães e Topanga Canyon, na Califórnia. “Na raiz está imenso jazz”, disse a cantora.

Lê Também:
J. Cole partilha vídeo de "Middle Child"

Quanto à curta-metragem que acompanha o novo álbum, esta foi dirigida por Solange com o contributo dos realizadores Alan Ferguson, Terence Nance, Jacolby Satterwhite e Ray Tintori, e contou também com a colaboração de Autumn Knight e Robert Pruitt. Segundo um comunicado à imprensa, “o filme é uma exploração da ideia de origem, levantando a questão sobre o quanto, na nossa evolução, trazemos de nós por oposição ao que deixamos para trás”. Pelos vistos, para responder a esta questão a artista regressou a Third Ward Houston, criando um espectáculo coreográfico, ao som de excertos do álbum, onde não faltam DeLoreans, cenas de um rodeio, um homem de máscara a cavalo e muito mais. Embora, para já, o filme só possa ser visto na íntegra na plataforma da Apple Music, Solange publicou nas redes sociais dois breves excertos que podes ver aqui.

A imprevisibilidade relacionada com este álbum foi mais que muita. Foram vários meses de possíveis pistas, quer fosse em entrevistas, nas redes sociais, ou outros lugares. Os mais recentes abalos premonitórios sentiram-se esta semana. Quarta-feira, dia 27 de fevereiro, Solange publicou um vídeo com música nova. Depois, no dia seguinte, um tweet, no qual a artista anunciava uma nova página numa outra rede social, BlackPlanet. Também na quinta-feira, na sua página de Instagram, Solange aludia a Mike Jones, rapper de Houston, cidade querida às irmãs Knowles. Depois disto tudo, ainda circulou o que parecia ser o alinhamento do álbum e um rumor de um possível título: When I Got Home. Ontem, finalmente, confirmou-se tanto o nome como o alinhamento.

Lê Também:
Mês em Música | Playlist de Fevereiro 2019

SOLANGE, WHEN I GET HOME | Alinhamento

  1. “Things I Imagined”
  2. “5 McGregor (Interlude)”
  3. “Down With The Clique”
  4. “Way To The Show”
  5. “Can I Hold The Mic (Interlúdio)”
  6. “Stay Flo”
  7. “Dreams”
  8. “Nothing Without Intention (Interlúdio)”
  9. “Almeda”
  10. “Time (Is)”
  11. “My Skin My Logo”
  12. “We Deal With The Freak’n (Intermissão)”
  13. “Jerrod”
  14. “Binz”
  15. “Beltway”
  16. “Exit Scott (Interlúdio)”
  17. “Sound Of Rain”
  18. “Not Screwed! (Interlúdio)”
  19. “I’m A Witness”

Solange estreia-se em Portugal este ano no NOS Primavera Sound, no Porto. Tem data marcada para dia 6 de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *