Spectre | A elegância intemporal de James Bond

 

Em Spectre, a mais recente aventura de James Bond, o agente secreto continua a demonstrar um espetacular estilo, mesmo nas mais perigosas situações.

 

Spectre | A elegância intemporal de James Bond | Bond Girls  >>

Spectre | A elegância intemporal de James Bond | Os Vilões  >>

Spectre | A elegância intemporal de James Bond | MI6  >>

 

Spectre, com realização de Sam Mendes e figurinos de Jany Temime, é a quarta vez que Daniel Craig encarna James Bond. Aqui, a personagem é apresentada naquela que é uma das mais pesadas e sombrias narrativas do seu cânone, com o passado a assombrar todos os recantos da história. Em Spectre, o mundo de Bond é povoado por fantasmas e figuras de luto, sendo que o próprio protagonista parece, por vezes,  uma visão espectral de um emissário da Morte.

Lê Também:
Crónica | 007 Temos Homem?

Spectre James Bond 007

É apropriado que, no filme deste franchise mais obcecado com a morte, a sequência de abertura se desenrole em pleno Dia de Los Muertos na Cidade do México. Quando vemos James Bond pela primeira vez, esta temática funérea não poderia ser mais óbvia, estando o nosso herói vestido como um grotesco esqueleto.

Spectre 007 James Bond

Os filmes de James Bond sempre foram caracterizados por generosas doses de fantasia em prol do estilo e do luxo. No momento em que o agente troca de roupa, como que por magia, antes de ir matar o seu alvo. Ao invés da máscara excentricamente macabra, Bond veste um fato de Tom Ford, na máxima manifestação deste seu quase desumano sentido de estilo, que, apesar de clássico e ocasionalmente retro, nunca é antiquado. No resto do filme, este estilo, mesmo que em registos mais casuais e práticos, nunca deixa de ser uma constante.

Lê Também:
Daniel Craig | Quais os próximos projetos do 007?

Spectre James Bond 007

Se o seu figurino cadavérico não é o mais icónico momento de moda do filme é porque, numa  sequência dentro de um comboio, Craig aparece-nos vestido com um magnífico smoking de casaca marfim, onde um borrão de vermelho sanguíneo é marcado por uma flor na lapela. O estilo e a elegância mesclam-se com a morte, aqui e em toda a história da lendária figura do agente secreto do MI6.

Spectre Daniel Craig James Bond 007

Lê Também: 10 filmes a não perder até ao final de 2015 | Spectre

Spectre | A elegância intemporal de James Bond | Bond Girls  >>

Spectre | A elegância intemporal de James Bond | Os Vilões >>

Spectre | A elegância intemporal de James Bond | MI6>>

 

 

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *